• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Daniel de Souza Ramos Angrimani
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Vannucchi, Camila Infantosi (Presidente)
Lopes, Maria Denise
Nichi, Marcilio
Souza, Fabiana Ferreira de
Veiga, Gisele Almeida Lima da
Título em português
Caracterização seminal e das alterações hemodinâmicas da próstata e testículos de cães com hiperplasia prostática benigna
Palavras-chave em português
5α-redutase
Caninos
Doppler
Finasterida
VEGF
Resumo em português
A hiperplasia prostática benigna (HPB) é a doença de maior incidência em cães senis. Assim, a caracterização da patogênese da doença é de suma importância, tal como a avaliação de animais submetidos a tratamento clínico ou cirúrgico (terapia com finasterida e orquiectomia). Neste contexto, o objetivo dessa pesquisa foi caracterizar as alterações seminais, hormonais e hemodinâmicas da próstata e testículos de cães com HPB, submetidos a diferentes tratamentos. Assim, foram utilizados 25 cães entre doentes e hígidos e empregados as seguintes ferramentas experimentais: ultrassonografia Doppler com o intuito de caracterizar mudanças hemodinâmicas da próstata e testículos, imunohistoquímica e PCR para a expressão do fator VEGF na próstata, avaliação morfohistológica dos testículos, dosagem hormonal (testosterona, estrógeno e di-hidrotestosterona), análise andrológica, seminal e do estresse oxidativo e enzimas antioxidantes. Foi possível observar redução do escore de vascularização prostático (Doppler Colorido) em animais tratados com finasterida ou orquiectomizados, além de redução do volume prostático. O tratamento com finasterida reduziu a imunomarcação para o VEGF na próstata, porém a orquiectomia também inibiu a expressão gênica do VEGF. A finasterida, ainda, reduziu os níveis séricos de di-hidrotestosterona, não causando impactos significativos na qualidade seminal. Já a HPB promoveu alterações significativas na concentração de testosterona e na qualidade seminal (baixa concentração espermática, alteração da cinética espermática e altos índices de fragmentação de DNA espermático). Em conclusão, a atividade prostática do VEGF é dependente da ocorrência de HPB e dos diferentes tratamentos empregados, promovendo diferenças na vascularização e volume prostático. Ademais, cães com HPB possuem alterações no perfil hormonal e na espermatogênese, porém o período de tratamento com finasterida (2 meses) favorece a recuperação da doença, auxiliando em novas abordagens de diagnóstico e prognóstico da hiperplasia prostática benigna em cães.
Título em inglês
Seminal features and hemodynamic changes of the prostate and testes of dogs with benign prostatic hyperplasia
Palavras-chave em inglês
5α Reductase
Canine
Doppler
Finasteride
VEGF
Resumo em inglês
Benign prostatic hyperplasia (BPH) is the disease of highest incidence in senile dogs. Thus, it is essential to characterize the pathogenesis of the disease, including the evaluation of animals submitted to clinical or surgical treatment (finasteride therapy and orchiectomy). In this context, the aim of this study was to characterize BPH changes of dogs submitted to different treatments. Therefore, a total of 25 dogs were used (BPH and healthy), applying distinct experimental tools: Doppler ultrasonography to characterize prostatic and testicular hemodynamic changes involved, immunohistochemistry and PCR for the expression of prostatic VEGF factor, testicular morphohistologic analysis, hormonal assay (testosterone, estrogen and dihydrotestosterone), breeding soundness examination, seminal analysis and oxidative stress and antioxidant enzymes evaluation of the prostatic fluid. It was possible to observe a reduction in prostatic vascularization score (by Color Doppler) in finasteride treated and orchiectomized animals, with an additional reduction of the prostatic volume. Finasteride treatment reduced VEGF expression by immunohistochemistry, however, orchiectomy also reduced VEGF gene expression. In addition, finasteride treatment reduced dihydrotestosterone concentration, without significant impact to seminal quality. On the other hand, BPH promoted significant changes in testosterone concentration and seminal quality, such as poor sperm concentration, changes in the sperm kinetics and high rates of sperm DNA fragmentation. In conclusion, prostatic VEGF activity in dogs is dependent on the occurrence of BPH and different therapies, promoting also differences in prostatic vascularization and volume. Furthermore, dogs with BPH had hormonal and spermatogenesis changes, however, the short course of finasteride treatment (2 months) was able to favor the disease overcome, favoring the application of new approaches to HPB diagnosis and prognosis in dogs.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-09-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.