• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Gabriel De Carli dos Santos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Pirassununga, 2017
Orientador
Banca examinadora
Arruda, Rubens Paes de (Presidente)
Carmo, Marcio Teoro do
Silva, Luciano Andrade
Título em português
Aspectos reprodutivos dos equídeos criados no setor de equideocultura da prefeitura do campus Fernando Costa da Universidade de São Paulo
Palavras-chave em português
Eficiência reprodutiva
Equídeos
hCG
Perda embrionária
Tempo de gestação
Resumo em português
Em relação à reprodução, notamos que os equídeos, ao contrário dos bovinos e outros animais de produção, não são selecionados para tal característica. Isto se deve ao fomento das competições equestres onde são julgadas características de performance atlética, conformação, pelagem e andamento. Neste contexto, o presente trabalho teve como objetivo avaliar por meio de estudo retrospectivo, durante 10 estações de monta, os aspectos reprodutivos dos equídeos do Setor de Equideocultura da Prefeitura do Campus Fernando Costa da Universidade de São Paulo, localizado na cidade de Pirassununga, SP. Foram utilizados 60 éguas, Puro Sangue Inglês, Brasileiro de Hipismo e mestiças com faixas etárias variando de 2 a 23 anos. Ainda, 13 garanhões e 2 jumentos. Para as análises estatísticas foi utilizado o programa SAS (versão 9.3, SAS Institute Inc., Cary, NC, USA), onde probabilidades de P≤0,05 e entre P>0,05 e < 0,10 indicaram diferenças significativas e tendências, respectivamente. A incidência de perda embrionária precoce entre 14 e 35 dias de gestação (PEP de 14 a 35d) foi maior (P≤0,05) quando as éguas apresentaram dupla ovulação, éguas que receberam de 4 a 7 aplicações da hCG ao longo vida reprodutiva apresentaram diminuição significativa (P≤0,05) da resposta esperada, a idade das éguas (2 a 4, 5 a 8 e 9 a 23 anos) não influenciou (P>0,05) no desenvolvimento de folículos hemorrágicos anovulatórios, a presença de cistos endometriais influenciou (P≤0,05) nos índices de PEP de 14 a 35d, éguas inseminadas artificialmente com sêmen in natura diluído apresentaram maior (P≤0,05) incidência de endometrite pós-cobertura, éguas de 9 a 23 anos de idade apresentaram maior (P≤0,05) incidência de infecção uterina, a endometrite influenciou (P≤0,05) na maior ocorrência de PEP de 14 a 35d e quanto maior o diâmetro do folículo dominantes menores são as chances da égua desenvolver endometrite. O intervalo entre o parto e a primeira ovulação não sofreu efeito (P>0,05) da faixa etária das éguas, não há diferença quanto à fertilidade do primeiro estro após o parto e demais ciclos, não houve efeito (P>0,05) do reprodutor (garanhão ou jumento) no tempo das éguas estudadas, éguas de 9 a 23 anos de idade apresentaram tempo de gestação maior (P≤0,05) aquelas de 2 a 4 e 5 a 8 anos. Éguas de 9 a 23 anos apresentaram menor (P≤0,05) taxa de prenhez aos 60 dias e, por fim, todas as estações reprodutivas estudas apresentaram taxa de prenhez próximo ou superior a 80%, exceto a estação reprodutiva 2012/2013. Os resultados obtidos indicam quais possíveis fatores podem interferir nos aspectos reprodutivos e, consequentemente, na eficiência reprodutiva de criações de equídeos.
Título em inglês
Reproductive aspects of equidae bred in the equideocultural sector at Fernando Costa Campus administration of the University of São Paulo
Palavras-chave em inglês
Embryonic loss
Equidae
Gestacional length
hCG
Reproductive efficiency
Resumo em inglês
Regarding reproduction, it has been noticed that equidae, unlike cattle and other farm animals, are not selected for this characteristic. This is due to the promotion of equestrian competitions where athletic performance, conformation, coat and pace are evaluated. In this context, the present work had as objective to evaluate through the retrospective study along 10 breeding seasons, the reproductive aspects of equidae bred in the equideocultural sector of the Fernando Costa Campus administration of the University of São Paulo, located at Pirassununga, SP. Sixty Thoroughbred, Brazilian Sport Horse and mixed breed mares were used, with ages varying from 2 to 23 years. Also, 13 stallions and 2 donkeys were used. Statistical analyzes were performed by SAS program (version 9.3, SAS Institute Inc., Cary, NC, USA), where probabilities of P≤0.05 and between P>0.05 and <0.10 indicated significant differences and tendencies, respectively. The incidence of early embryonic loss between 14 and 35 days of gestation (PEP from 14 to 35 d) was higher (P≤0.05) when mares presented double ovulation, mares that received 4 to 7 hCG applications throughout their reproductive life showed a significant decrease (P≤0.05) of the expected response, the age of the mares (2 to 4, 5 to 8 and 9 to 23 years) did not influence (P> 0.05) the development of anovulatory haemorrhagic follicles, presence of endometrial cysts influenced (P≤0.05) in PEP rates from 14 to 35 d, artificially inseminated mares with diluted semen showed higher (P≤0.05) incidence of postbreed endometritis, mares from 9 to 23 years (P≤0.05) had a higher (P≤0.05) incidence of uterine infection, endometritis influenced (P≤0.05) on higher occurrence of PEP from 14 to 35d and the larger the diameter of the dominant follicle the lower the chances of the mare to develop endometritis. The interval between birth and first ovulation did not showed effect (P>0.05) on the age of the mares, there was no difference in the fertility of the first estrus after foaling and other cycles, there was no effect (P>0.05) of the reproductor (stallion or donkey) in the gestation period of the studied mares, mares from 9 to 23 years of age showed a longer gestation period (P≤0.05 ) than those from 2 to 4 and 5 to 8 years old. Mares aged 9 to 23 years presented lower (P≤0.05) pregnancy rate at 60 days and, finally, all the reproductive seasons studied presented pregnancy rate close to or greater than 80%, except the reproductive season 2012/2013. The results indicate which possible factors may interfere in the reproductive aspects and, consequently, on the reproductive efficiency of equine breeding.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-12-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.