• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.10.2003.tde-14062004-153340
Documento
Autor
Nome completo
Maristela Vasconcellos Cardoso
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2003
Orientador
Banca examinadora
Vasconcellos, Silvio Arruda (Presidente)
Genovez, Margareth Elide
Gregory, Lilian
Meirinhos, Maria Lucia Gambarini
Visintin, Jose Antonio
Título em português
Mycoplasma bovis, M. bovigenitalium e Ureaplasma diversum em touros. Diagnóstico, impacto na reprodução e ensaio terapêutico
Palavras-chave em português
bovinos
diagnóstico
micoplasmose animal
sêmen animal
Resumo em português
Foram analisadas, para fins de diagnóstico das micoplasmoses da reprodução, 105 amostras de muco prepucial e 80 amostras de sêmen in natura, provenientes de touros de quatro propriedades rurais e 70 amostras de muco prepucial e 63 amostras de sêmen in natura, provenientes de touros de uma central de inseminação artificial, localizadas no Estado de São Paulo. As amostras foram submetidas ao isolamento bacteriano e PCR, para demonstração de presença de Mycoplasma bovis, M. bovigenitalium e Ureaplasma diversum. Colheitas foram realizadas no período de 1999 à 2002, antes e após a implantação de dois métodos de antibioticoterapia, utilizando-se para tal, oxitetraciclina di-hidratada ou fumarato de hidrogênio de tiamulin. O Sistema MGSO/GPO-1 de detecção de Mycoplasmatales pela PCR foi testado frente ao isolamento bacteriano. A associação entre a idade e forma de manejo reprodutivo, além da qualidade seminal e a presença dos microrganismos foi analisada através da odds ratio. A eficiência dos métodos de tratamento sobre a qualidade seminal dos touros foi analisada estatisticamente pelos testes de Mann Whitney e Wilcoxon. As freqüências de detecção de Mycoplasma spp pelo isolamento e pela PCR nas amostras de muco prepucial, foram 45,1 e 63,7%, respectivamente. Nas amostras de sêmen, as freqüências foram 22,5% (isolamento) e 24,1 (PCR). O Sistema MGSO/GPO-1 mostrou-se pouco eficiente na detecção dos agentes. Análise estatística revelou que animais com menos de quatro anos têm de 1,39 (M. bovigenitalium) até 7,54 (U. diversum) vezes mais chance de serem portadores dos microrganismos. A odds ratio de 4,01 até 4,68 (muco prepucial) e de 1,71 até 18,29 (sêmen) mostrou a importância da higiene no manejo reprodutivo. Os animais da Central de Inseminação Artificial apresentaram resposta significativa sobre a motilidade espermática no tratamento com oxitetraciclina (p=0,033). As estimativas de risco, pós-tratamento, foram menores para os parâmetros motilidade e defeitos menores, associados à Mycoplasma spp e, motilidade e defeitos maiores, associados à U. diversum .
Título em inglês
Mycoplasma bovis, M. bovigenitalium e Ureaplasma diversum in bulls. Comparison of diagnostics procedures, interference in reproductive performance and therapeutic assay
Palavras-chave em inglês
animal mycoplasmosis
animal semen
bulls
diagnosis
Resumo em inglês
Prepucial mucuses and fresh semen were collected from bulls under two kinds of reproductive management: a) natural breeding with cows in four farms, b) an Artificial Insemination Center. All of them located in São Paulo State, Brazil. The samples were collected from 1999 to 2002. In the farms it were collected 105 samples of prepucial mucuses and 80 samples of fresh semen and in the Artificial Insemination Center, 70 samples of prepucial mucuses and 63 of fresh semen. The laboratory tests applied for demonstration of Mycoplasma bovis, M. bovigenitalium and Ureaplasma diversum were classical cultivation and polymerase chain reaction (PCR). The therapeutic assay were performed with oxytetracicline, 20 mg./kg. of body weight, IM, or tiamulin hydrogen fumarate, 15 mg./kg. of body weight, IM. Mycoplasma spp was demonstrated in 45,1% and 63,7% of prepucial mucuses samples, respectively by cultivation and PCR and in 22,5% and 24,1% of fresh semen samples, respectively by cultivation and PCR. Ureaplasma diversum was demonstrated in 66,5% and 72,9% of prepucial mucuses samples, respectively by cultivation and PCR and in 51,7% and 56,6% of fresh semen samples, respectively by cultivation and PCR. The MGSO/GPO-1 PCR System, was able for demonstration of Mycoplasma spp DNA in bovine semen and U. diversum in prepucial mucuses, with results in agreement with cultivation. Animals younger than four years of age presented a higher infection rate than older: odds ratio 1.39 (M. bovigenitalium) and up to 7.54 (U. diversum). Odds ratio from 4.01 to 4.68 (prepucial mucuses) and from 1.71 to 18.29 (semen) showed the importance of the hygienic status of the reproduction management. The animals from Insemination Center, showed better motility after the treatment with oxytetracicline (p=0,033). After therapeutic assay, the odds ratio was small for the motility and morphologic aspects of the semen associated to Mycoplasma spp and U. diversum contamination.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
maristelacardoso.pdf (739.36 Kbytes)
Data de Publicação
2004-09-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.