• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Livre Docencia
DOI
https://doi.org/10.11606/T.16.2017.tde-10032017-161946
Documento
Autor
Nome completo
Priscila Lena Farias
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Banca examinadora
Faggin, Carlos Augusto Mattei (Presidente)
Costa, Carlos Roberto Zibel
Fortes Junior, Hugo Fernando Salinas
Souza, Sandra Maria Ribeiro de
Weiss, Luise
Título em português
Estudos sobre tipografia: letras, memória gráfica e paisagens tipográficas
Palavras-chave em português
Cultura da impressão
Design
Design gráfico
História do design
Resumo em português
Esta trabalho sistematiza criticamente parte de minha produção intelectual, com ênfase na produção bibliográfica relacionada à tipografia, em um sentido amplo, que abrange o design com tipos e o design de tipos. Trata-se de uma seleção de 15 textos, divididos em 3 capítulos: Princípios tipográficos, Memória (tipo)gráfica, e Paisagens tipográficas. No primeiro capítulo, 'Princípios tipográficos', estão reunidos 5 textos que tratam da definição dos principais termos utilizados para se falar sobre tipografia, finalizando com a proposta de um modelo para análises tipográficas baseado na semiótica. Compreender os termos utilizados é indispensável para a definição de um vocabulário compartilhado que permita a descrição e a análise do design com tipos e do design de tipos. O capítulo seguinte, 'Memória (tipo)gráfica', apresenta 6 textos que abordam a tipografia enquanto elemento da memória gráfica, entendida como estratégia para se chegar a uma história mais abrangente e justa da tipografia e do design gráfico. A adoção desta estratégia implica na aceitação de uma noção ampliada do que seja design gráfico, e, consequentemente, do que seja design. Tal noção engloba boa parte daquilo que podemos entender como cultura visual, em particular os elementos desta relacionados a processos de comunicação por meios visuais, incluindo artefatos bi ou tridimensionais, considerados enquanto potenciais transmissores de informação. Tais artefatos potencializam processos de memória através de dinâmicas estéticas, cognitivas, e semióticas. Artefatos impressos, e, em especial, aqueles que utilizam caracteres tipográficos, como os analisados aqui, são exemplos típicos deste universo. O terceiro capítulo, 'Paisagens tipográficas', reúne 4 estudos sobre a presença de elementos tipográficos (letras, números e sinais) no espaço público e na paisagem urbana das cidades. Ele abre com um breve ensaio que postula um quadro de 9 categorias para a compreensão das paisagens tipográficas. Os textos seguintes tem como foco estudos sobre as epígrafes arquitetônicas --assinaturas de arquitetos e construtores presentes nas fachadas de edifícios--, na cidade de São Paulo e em outros centros urbanos. Nas considerações finais, faço um balanço do legado e das principais contribuições destes estudos, com ênfase em seu rebatimento em minhas atividades didáticas.
Título em inglês
Studies on typography: letters, graphic memory and typographic landscapes
Palavras-chave em inglês
Design
Design history
Graphic design
Print culture
Resumo em inglês
This work critically systematizes part of my intellectual production, with emphasis on writings related to typography, in a broad sense, that encompasses designing with typefaces and typeface design. It is a selection of 15 texts, divided into 3 chapters: Typographic Principles, (Typo)graphic Memory, and Typographic Landscapes. The first chapter, 'Typographic Principles', gathers five texts that deal with the definition of key terms used to talk about typography, ending with the proposition of a model for typographic analysis based on semiotics. Understanding the terms used is indispensable for the definition of a shared vocabulary that allows the description and analysis of typography and type design. The following chapter, '(Typo)graphic Memory', presents 6 texts that deal with typography as an element of graphic memory, understood as a strategy to arrive at a more comprehensive and fair history of typography and graphic design. The adoption of this strategy implies the acceptance of an expanded notion of what graphic design is, and, consequently, of what design is. This notion encompasses much of what we can understand as visual culture, in particular of visual elements related to communication processes, including bi-dimensional or three-dimensional artefacts considered as potential carriers of information. Such artefacts potentiate memory processes through aesthetic, cognitive, and semiotic dynamics. Printed artefacts, and especially those that use typographic characters, as the ones analysed here, are typical examples of this universe. The third chapter, 'Typographic Landscapes', brings together 4 studies on the presence of typographic elements (letters, numbers and signs) in public space and in the urban landscape of the cities. It opens with a brief essay postulating a framework of 9 categories for the understanding of typographic landscapes. The following texts focus on studies on architectonic epigraphs --signatures of architects and builders on the facades of buildings-- in the city of São Paulo and other urban centres.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-08-07
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • FARIAS, Priscila ; CUNHA LIMA, Edna L. . Transatlantic eccentricities: tuscan typefaces as an example of transnational typographic taste. Communication Design, v. 4, p. 4-20, 2016.
  • FARIAS, Priscila. Epígrafes arquitetônicas paulistanas e londrinas: uma comparação sob a perspectiva do design da informação. InfoDesign, v. 12, n. 2, p. 222-238, 2015.
  • GOUVEIA, Anna P. S. ; FARIAS, Priscila ; GATTO, Patricia . Letters and cities: reading the urban environment with the help of perception theories. Visual Communication, v. 8, n. 3, p. 339-348, 2009.
  • SILVA, Fabio L. C. M. ; FARIAS, Priscila . Um panorama das classificações tipográficas. Estudos em Design, v. 11, n.2, p. 67-81, 2005.
  • FARIAS, Priscila . About a J-shaped tilde: investigations on the status and form of the tilde in Portuguese grammar and typography. In: Memorias del Congreso Internacional las Edades del Libro. México DF: Fondo de Cultura Económica, 2012. p. 302-319.
  • FARIAS, Priscila . Notas para uma normatização da nomenclatura tipográfica. In: Anais do P&D 2004 - 6º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design. São Paulo, 2004.
  • FARIAS, Priscila . On graphic memory as a strategy for design history. In: Tradition, Transition, Trajectories: major or minor influences? [=ICDHS 2014 - 9th Conference of the International Committee for Design History and Design Studies, Aveiro]. São Paulo: Blucher, 2015. p. 201-206.
  • FARIAS, Priscila ; GOUVEIA, Anna P. S. ; Dixon, Catherine . Epígrafes arquitetônicas como elementos da paisagem tipográfica das cidades: notas para um estudo comparativo. In: Anais do X Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design. São Luis: EDUFMA, 2012. p. 1-17.
  • FARIAS, Priscila ; HANNS, Daniela K. ; DIXON, Catherine . Spatializing design history: Considerations on the use of maps for studies on print culture. In: Proceedings of the 10th International Conference on Design History and Design Studies, Taipei. São Paulo: Blucher. p. 348-353.
  • FARIAS, Priscila ; MOURILHE, Fabio . Classificações tipográficas: sistemas de classificação cruzada. In: Anais do P&D 2004 - 6º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design. São Paulo, 2004.
  • FARIAS, Priscila Lena; ARAG?O, I. R. ; CUNHA LIMA, Edna L.. Unraveling aspects of Brazilian design history through the study of 19th century almanacs and type specimens. In: Conference Proceedings: Design Research Society 2012: Bangkok. Bangkok: Chulalongkorn University, 2012. v. 2. p. 498-511
  • FARIAS, Priscila; ARAG?O, Isabella R. . Typography in Brazil in the 19th and early 20th century: a history told from Brazilian type specimens. In: 2013 Annual Conference of the Design History Society. Towards Global Histories of Design: Postcolonial Perspectives. Ahmedabad: NID Press, 2013. p. 269-280.
  • FARIAS, Priscila ; GOUVEIA, Anna P. S. . As epígrafes arquitetônicas de Siciliano & Silva. In: Paul González; Maria Amélia Villares Novaes. (Org.). Siciliano e Silva: engenheiros construtores. São Paulo: Arauco, 2012, p. 184-197. (Capítulo de Monografia)
  • FARIAS, Priscila ; MOURILHE, Fabio . Classificações tipográficas: sistemas de classificação cruzada. In: Anais do P&D 2004 - 6º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design. São Paulo, 2004.
  • FARIAS, Priscila; GOUVEIA, Anna P. S. ; DIXON, Catherine . Architectonic epigraphs: details that tell a bigger story. In: Camargo, P. de O.; Ribeiro, P. E. V. L.; Fajardo, W.. (Org.). Design e/é Patrimônio. Rio de Janeiro: Centro Carioca de Design, 2012, p. 189-209.
  • FARIAS, Priscila . Fontes que não servem para escrever: algumas considerações sobre o status tipográfico dos dingbat. Revista da ADG, São Paulo, p. 49 - 51, 01 mar. 2001
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2023. Todos os direitos reservados.