• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.98.2017.tde-21122016-072451
Documento
Autor
Nome completo
Cecília Maria Quaglio Barroso
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Moreira, Dalmo Antonio Ribeiro (Presidente)
Barretto, Antonio Carlos Pereira
Meneghelo, Zilda Machado
Santos, Silvio Carlos de Moraes
Título em português
Uso de varfarina em pacientes muito idosos (>= 85 anos): análise de eventos tromboembólicos e hemorrágicos
Palavras-chave em português
Anticoagulantes
Hemorragia/complicações
Idoso de 80 anos ou mais
Tromboembolismo
Varfarina
Vitamina K
Resumo em português
INTRODUÇÃO: A fibrilação atrial (FA) é a arritmia cardíaca mais comum e está associada a uma significativa morbidade e mortalidade. A sua prevalência aumenta marcadamente com a idade. A terapia com anticoagulantes orais tem sido a base de tratamento e prevenção de eventos tromboembólicos em pacientes com FA. Entretanto, a anticoagulação oral em idosos pode ser desafiadora devido à vários fatores, como alterações orgânicas funcionais, risco aumentado de sangramento e eventos isquêmicos, presença de comorbidades, polifarmácia e uma menor aderência ao tratamento. OBJETIVOS: Avaliar a frequência de tromboembolismo e complicações hemorrágicas em pacientes muito idosos (idade >= 85 anos) em uso de varfarina; avaliar tempo na faixa terapêutica (TTR), causas do INR fora da faixa, escores de CHADS2 e CHA2DS2 - VASc, comorbidades associadas e causas de mortalidade. METODOS: análise retrospectiva de pacientes que iniciaram o tratamento com varfarina com uma idade >= 85 anos, entre abril de 1999 e setembro de 2013, controlados em uma clínica de anticoagulação oral. RESULTADOS: foram incluídos 164 pacientes; 51% eram do sexo masculino e a idade média de início e fim do tratamento com varfarina foram de 86,8 e 89,7 anos, respectivamente. A indicação mais comum para o uso de ACo foi a fibrilação atrial (86%). O seguimento médio foi de 34,6 ± 23 meses. O CHADS2 e CHA2DS2 - VASc médio dos pacientes foi 2,78 e 4,7, respectivamente. O tempo na faixa terapêutica (TTR) foi de 58,6%. A polifarmácia esteve presente em 78% dos pacientes. De acordo com as estimativas de Kaplan-Meier, a probabilidade livre de TE e sangramento grave foi de 93,5% e 90,5% em três anos, respectivamente. Quando analisados esses dois desfechos combinados, a probabilidade livre de tromboembolismo e sangramento grave foi de 83,4% em três anos. CONCLUSÃO: nesse estudo, o uso de um antagonista da vitamina k (varfarina) em pacientes com idade >= 85 anos esteve associado a um baixo risco de tromboembolismo e sangramento grave durante o período de seguimento.
Título em inglês
Use of warfarin in very elderly patients (>= 85 years): analysis of thromboembolic and hemorrhagic events
Palavras-chave em inglês
Anticoagulants
Elderly 80 years or older
Hemorrhage/complications
Thromboembolism
Vitamin K
Warfarin
Resumo em inglês
INTRODUCTION: Atrial fibrillation (AF) is the most common cardiac arrhythmia and is associated to a significant morbidity and mortality. Its prevalence strongly increases with aging. Therapy with oral anticoagulants (OAC) has been the basis of treatment and prevention of thromboembolic events in patients with AF. However, oral anticoagulation in the elderly can be challenging due to various factors such as the alteration of organic functions, greater risk of bleeding and ischemic events, presence of comorbidity, polypharmacy and a lower adherence to treatment. OBJECTIVES: Evaluate the frequency of thromboembolism and hemorrhagic complications in very elderly patients (aged >= 85 years) in use of warfarin; evaluate time in therapeutic range (TTR), causes of INR outside the range, scores of CHADS2 and CHA2DS2 - VASc, associated comorbidities and cause of death. METHODS: Retrospective analysis of patients who initiated treatment with warfarin at aged >=85 years, between April of 1999 and September of 2013, controlled in an oral anticoagulation clinic. RESULTS: A total of 164 patients were included in the study; 51% were males and the mean ages at the start and end of the treatment with warfarin were of 86,8 and 89,7 years, respectively. The most common indication for the use of OAC was atrial fibrillation (86%). The mean follow-up was of 34,6 ± 23 months. The mean CHADS2 and CHA2DS2 - VASc of patients was 2,78 and 4,7, respectively. The time in therapeutic range (TTR) was of 58,6%. Polypharmacy was present in 78% of patients. According to the Kaplan-Meier estimates, the survival curve of TE and severe bleeding was of 93,5% and 90,5% in three years, respectively. When these two combined outcomes are analyzed, the survival curve of thromboembolism and severe bleeding was of 83,4% in three years. CONCLUSION: In this study, the use of one vitamin K antagonist (warfarin) in patients aged >= 85 years was associated to a low risk of thromboembolism and severe bleeding during the follow-up period.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-01-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.