• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
10.11606/T.98.2012.tde-03082012-070905
Documento
Autor
Nombre completo
Flavio Roberto Azevedo de Oliveira
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2012
Director
Tribunal
Mattos, Luiz Alberto Piva e (Presidente)
Chaves, Áurea Jacob
Alves, Claudia Maria Rodrigues
Devito, Fernando Stuchi
Mangione, José Armando
Título en portugués
Avaliação da eficácia tardia após o implante de um stent miniaturizado, farmacológico versus não-farmacológico, em artérias coronárias de pequeno calibre
Palabras clave en portugués
Angiografia coronária
Estudo comparativo
Stents
Stents farmacológicos
Resumen en portugués
Os vasos de fino calibre apresentam maior risco para reestenose e revascularização da lesão alvo. Limitações relacionadas com a navegabilidade dos sistemas de dilatação por balão e menor capacidade de acomodação da neoíntima podem contribuir para isto. O stent autoexpansível de nitinol Sparrow® dedicado a vaso de calibre < 2,75 mm, resultou num conjunto com perfil de um fio-guia 0,014". Testado na forma de stent de metal puro no estudo CARE I, revelou-se seguro e eficaz em vasos de fino calibre. Este estudo avaliou, de forma pioneira, o despenho de um stent autoexpansível farmacológico neste cenário. O objetivo primário foi comparar a perda luminal tardia no vaso-alvo pela angiografia coronária quantitativa ao final de oito meses, entre os stents Sparrow® farmacológico e não farmacológico, em coronárias com diâmetro de referência < 2,75 mm. Casuística e métodos: Os pacientes foram randomizados de forma prospectiva em dois grupos para procedimento de angioplastia: um grupo com o emprego o stent Sparrow® farmacológico (sirolimus), e ou outro grupo com o stent Sparrow® na versão não farmacológica. Análise pela angiografia coronária quantitativa foi realizada imediatamente antes e após o procedimento e aos oito meses, com seguimento clínico de 24 meses. Foi utilizado o programa IBM SPSS Statistics® para análise estatística e foi considerado nível de significância de 5% e poder de 80% para o cálculo do tamanho da amostra. Resultados: 24 pacientes foram randomizados, 12 no grupo com stent farmacológico Sparrow® e 12 no grupo com a versão não farmacológica. Na avaliação angiográfica aos oito meses verificou-se significativa redução de perda luminal tardia no grupo com o stent farmacológico Sparrow® em comparação com grupo com a versão não farmacológica (0,25 + 0,16 mm versus 0,97 + 0,76 mm, p = 0,008, IC 95% de -1,19 ; -0,22). No seguimento clínico de 12 meses, não foram observados eventos cardíacos adversos maiores (morte, infarto ou necessidade de revascularização do vaso alvo) no grupo com stent farmacológico. Não ocorreu trombose intrastent. Conclusão: Em pacientes submetidos à angioplastia transluminal percutânea em artérias coronárias com diâmetro de referência < 2,75 mm, o emprego do stent farmacológico autoexpansível Sparrow®, em comparação com a versão não farmacológica do mesmo stent, resultou em significativa redução de perda luminal tardia, sem ocorrência de eventos clínicos que deponham contra a segurança do dispositivo pesquisado.
Título en inglés
Evaluating the effectiveness late after implantation of a miniaturized drug eluting stent versus a bare metal stent with the same platform in percutaneous coronary angioplasty of small vessels
Palabras clave en inglés
Comparative study
Coronary angiography
Drug-eluting stents
Stents
Resumen en inglés
Small vessels represent a group with high risk for restenosis and target lesion revascularization. Limitations associated with navigability of balloon dilation systems and less accommodating of the neointima may contribute to this. The self-expanding Sparrow® stent system dedicated to the vessel size <2.75 mm resulted in a profile similar to a 0.014" guide wire angioplasty. Tested as bare metal stent in the CARE trial I, the Sparrow® stent system has proved to be safe and effective in small vessels. This study evaluated, for the first time, the performance of a self-expanding drug eluting stent in this scenario. The primary objective was to compare the in-stent late lumen loss by quantitative coronary angiography at the end of eight months between the Sparrow® drug-elutig stent and Sparrow® bare metal stent in coronary arteries with reference diameter <=2.75 mm. Materials and methods: Patients were prospectively randomized (1:1) Analysis by quantitative coronary angiography was performed immediately before and after the procedure and at eight months with clinical follow-up to 12 months. We used the IBM® SPSS for statistical analysis and was considered a significance level of 5% and 80% power for the calculation of sample size. Results: 24 patients were randomized, 12 in each group. At Eight months follow-up there was significant reduction in late lumen loss in the Sparrow® drug-eluting stent group compared to the Sparrow® bare metal stent group (0.25 ± 0.16 mm vs. 0.97 + 0.76 mm, p = 0.008, 95% CI -1.19 to -0.22). Up to 12 months of clinical follow-up there no cases of death, myocardial infarction and target vessel revascularization Of note, there was no stent thrombosis. Conclusion: In patients undergoing percutaneous transluminal angioplasty in coronary arteries with reference diameter <= 2.75 mm, the use of Sparrow® drug-eluting stent, compared to the Sparrow® bare metal stent, resulted in significant less late loss without occurrence of clinical events that weigh against the security of device.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2012-08-03
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2021. Todos los derechos reservados.