• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.93.2020.tde-21082020-130102
Documento
Autor
Nome completo
Raquel Machado Fernandes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2020
Orientador
Banca examinadora
Leite, Edson Roberto (Presidente)
Caponero, Maria Cristina
Fabbrini, Ricardo Nascimento
Nascimento, José Leonardo do
Título em português
Experiência estética no Jongo do Tamandaré
Palavras-chave em português
Cultura afro-brasileira
Estética
Experiência estética
Festas populares
Jongo
Patrimônio imaterial
Resumo em português
Esta dissertação se dispõe a analisar e identificar a maneira como o jongo, manifestação cultural afro-brasileira, pode atender a critérios que lhe validem artisticamente e que, portanto, sejam capazes de proporcionar uma experiência estética. Para tal, esta pesquisa se debruçou em encontrar e elencar os elementos estéticos responsáveis por manter a tradição do jongo, em específico, o Jongo do Tamandaré, em Guaratinguetá-SP. Na execução deste trabalho, o jongo foi tomado como uma obra estética completa, porém, para efeito de análise, foi esmiuçado em partes, buscando-se verificar como essas partes se relacionam, a fim de se alcançar um todo integrado que proporcione uma experiência completa e, portanto, estética. O jongo, de modo geral, pode ser definido como uma expressão artística afro-brasileira de caráter performático, com ocorrência no Sudeste, que reúne música percussiva feita por tambores de tamanhos diferentes, confeccionados em madeira oca e pele animal e afinados ao fogo; dança de roda e de casais; e canto responsorial com entoação de pontos que se utilizam de metáforas, de enigmas, de desafios e de improvisos verbais mágico-poéticos. Em Guaratinguetá, cidade do interior paulista que abrigou grandes fazendas de café durante o ciclo colonial cafeicultor, o jongo se desenvolveu na periferia e nas áreas rurais da cidade e, atualmente, é celebrado por meio dos esforços de manutenção da Associação Cultural Jongueira do Tamandaré, cujos membros detentores dos saberes são descendentes de africanos escravizados e se veem responsáveis por manter as tradições no local em que a comunidade vive há mais de 100 anos e onde, atualmente, celebram o jongo nas festas do ciclo junino, festas que constituem o recorte específico da presente investigação. A pesquisa realizada se deu através de abordagem qualitativa contemplando pesquisa bibliográfica e de campo, onde foram utilizadas técnicas de observação e de entrevista, com aplicação de questionários, desenvolvimento de diários de campo e registros fotográficos. Para a apresentação dos resultados obtidos, primeiramente, foram expostas as ideias teóricas que baseiam e fundamentam a análise estética desenvolvida; a seguir, foi apresentado um levantamento histórico buscando identificar que práticas, costumes e hábitos culturais dos diversos povos africanos trazidos forçosamente ao Brasil influenciaram e definiram a produção das expressões culturais por eles elaboradas quando obrigados a conviver neste país. Por fim, foram apresentados os resultados da análise estética do jongo, examinando cada um dos elementos artísticos identificados como essenciais para a manutenção de suas tradições. Concluiu-se que as festas do Jongo do Tamandaré representam a manifestação da vida na comunidade em seu caráter mais belo, sendo o jongo não só um fazer artístico de legitimidade estética, mas também um fazer social responsável por fornecer os alicerces de sustentação das memórias, das histórias e das tradições culturais dos membros da comunidade.
Título em inglês
Aesthetic Experience in Jongo do Tamandaré
Palavras-chave em inglês
Aesthetic experience
Aesthetics
Afro-Brazilian culture
Intangible heritage
Jongo
Popular festivals
Resumo em inglês
This dissertation aims to analyze and identify the forms that jongo, an Afro-Brazilian Cultural Manifestation, can fulfill criteria that validate it artistically and, therefore, are able to provide an aesthetic experience. This research focused on finding and listing the aesthetic elements responsible for maintaining the tradition of jongo, specifically the Jongo do Tamandaré in Guaratinguetá-SP. In this work, jongo was taken as a complete aesthetic piece but in order to analyze it, it was broken into parts, seeking to verify how these parts relate to achieve an integrated whole that provides a complete experience. The jongo can be defined as an Afro-Brazilian artistic expression from the Southeast of Brazil that brings together percussive music; circular and couple dance; and singing chants that use metaphors, puzzles, challenges, and poetical improvisations. In Guaratinguetá, a city in the countryside that housed large coffee farms during the colonial coffee-growing cycle, jongo has been developed on the outskirts and rural areas of the city and is currently celebrated through the maintenance efforts of the Associação Cultural Jongueira do Tamandaré, whose members descend from enslaved Africans and are responsible for maintaining the traditions for over 100 years, currently celebrating jongo at June Festivals, that constitute the specific cutout of the this investigation. The research was conducted through a qualitative approach including bibliographic and field research, where observation and interview techniques were used, besides the application of questionnaires and the development of field diaries and photographic records. In order to present the results, first the theoretical ideas that underlie and support the aesthetic analysis were exposed; then a historical survey was presented seeking to identify which practices and cultural habits of the various African peoples brought to Brazil influenced and defined the production of the cultural expressions elaborated by them when forced to live in this country. Finally, the results of the aesthetic analysis were presented, examining each of the artistic elements identified as essential for the maintenance of the jongo traditions. The conclusion is that the Festivities of Jongo do Tamandaré represent the manifestation of life in the community in its most beautiful presentation, meaning that jongo is not only an artistic expression that holds aesthetic legitimacy, but also a social practice responsible for sustaining the memories, the stories and the cultural traditions of the community members.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2020-08-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.