• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.93.2020.tde-03122020-212111
Documento
Autor
Nome completo
Luiza Mader Paladino
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2020
Orientador
Banca examinadora
Freire, Maria Cristina Machado (Presidente)
Botas, Nilce Cristina Aravecchia
Fabbrini, Ricardo Nascimento
Oliveira, Emerson Dionisio Gomes de
Rodriguez, Joaquin Barriendos
Schwarcz, Lilia Katri Moritz
Título em português
A opção museológica de Mário Pedrosa: solidariedade e imaginação social em museus da América Latina
Palavras-chave em português
Arte Latino-Americana
Crítica de Arte
Mário Pedrosa
Museu da Solidariedade
Museu das Origens
Resumo em português
Esta pesquisa apresenta uma re?exão sobre o pensamento museal e os projetos institucionais concebidos por Mário Pedrosa (1900-1981) entre as décadas de 1960 e 1970, com foco em sua passagem pelo Chile e na pro-dução posterior ao período de exílio. O ponto de partida desta tese indica que a opção museológica do autor se distingue pelo embate dialético entre a arte moderna e os saberes e práticas apartados dos cânones artísticos. Para evidenciar essa proposição, o trabalho articula-se em dois momentos: primeiro, na concepção do Museu da Solidariedade, durante o governo de Salvador Allende (1970-1973), e, segundo, nas ideias defendidas pelo crítico após regressar ao Brasil, em 1977. Leva-se em consideração a conjuntura política e cultural da Unidade Popular e, posteriormente, o debate latino--americanista presente nas instituições, em consonância com o ceticismo de Pedrosa em relação ao curso das vanguardas. O que se busca defender é que a vocação comunitária chilena retardou o desencanto acarretado pela crise da arte que o autor salientou nos últimos anos de vida, além de ra-dicalizar um programa estético fomentado desde a década de 1940. Essa avaliação parte da noção de radar latino-americano, um fenômeno do exí-lio que contribuiu para a implementação de uma nova agenda mobilizada pela experiência popular autogestionária e pela inclusão de um repertório terceiro-mundista manifestado nas obras tardias do crítico. Por ?m, pro-cura-se examinar o projeto da exposição de arte indígena Alegria de Viver, Alegria de Criar e a idealização do Museu das Origens à luz do conceito "arte de retaguarda", cunhado pelo crítico. Os procedimentos metodológicos desta pesquisa têm como base o levantamento e o estudo de centenas de fontes primárias investigadas em doze arquivos institucionais procedentes do Brasil, do Chile e da Espanha.
Título em inglês
Mário Pedrosa's Museological Option: Solidarity and Social Imagination in Museum's of Latin America
Palavras-chave em inglês
Art Criticism
Latin American Art
Mário Pedrosa
Museum of Solidarity
Museum of the Origins
Resumo em inglês
This research presents a re?ection on the museological thinking and institutional projects of Mário Pedrosa (1900-1981) in the 1960s and 1970s, with a focus on his time in Chile and work in years post exile. The starting point of this thesis indicates that Mr. Pedrosa's museological option distinguishes itself through the dialectic clash between Modern Art and the knowledge and practices aloof of artistic canons. To support this proposition, the present work hinges on two distinct moments: First, the conception of the Museum of Solidarity, during the presidency of Salvador Allende (1970-1973) and, ?nally, on the critic's ideas a?er his return to Brazil, in 1977. It is taken in consideration the political and cultural environment of Popular Unity and, therea?er, the current Latin Americanist debate in accordance with Pedrosa's skepticism regarding the directions of the vanguard. The thesis' defense is that Chile's community vocation checked his disenchantment brought about by the artistic crisis that Mr. Pedrosa underlined later in life, besides radicalizing an aesthetic program fostered since the 1940s. This assessment derives from the notion of Latin American radar, a phenomenon of exile that contributed to the implementation of a new agenda rallied by the self-managed popular experience and by the inclusion of a third-worldly repertoire manifested in Pedrosa's late works. Finally, the present work aims to examine the project of the "Alegria de Viver, Alegria de Criar" (Joy of Living, Joy of Creating) native Brazilian art exhibit and the idealization of the Museu das Origens (Museum of the Origins) in light of the "Rear-garde art" concept, coined by the critic. The methodological procedure of this research is based upon the gathering and study of hundreds of primary sources investigated in twelve institutional archives from Brazil, Chile and Spain.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2020-12-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.