• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.91.2017.tde-17072017-121713
Documento
Autor
Nome completo
Ana Paula de Oliveira Risante
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2017
Orientador
Banca examinadora
Righi, Ciro Abbud (Presidente)
Couto, Hilton Thadeu Zarate do
Packer, Ana Paula Contador
Título em português
Biodiversidade e estoques de carbono de um Cerrado stricto sensu na Reserva Biológica de Mogi Guaçu-SP
Palavras-chave em português
Biomassa aérea
Biomassa de raízes
Carbono orgânico
Densidade do solo
Diversidade
Matéria orgânica
Resumo em português
O desmatamento para uso agrícola é uma das principais causas da devastação dos biomas brasileiros como a floresta amazônica, o cerrado e a mata atlântica. A grande extensão do desmatamento com a derrubada e a queima das vegetações é a principal fonte de emissão de gases do efeito estufa do Brasil - quarto maior emissor mundial. Uma grande porcentagem do carbono estocado encontra-se na biomassa aérea das fisionomias florestais, enquanto que, nas vegetações de cerrado, a biomassa subterrânea corresponde à maior parte. São ainda poucos os estudos realizados a respeito de estimativas de carbono na biomassa subterrânea, ou mesmo na biomassa aérea, de vegetações de cerrado. O objetivo desta pesquisa foi relacionar os estoques de carbono aéreos e subterrâneos de um cerrado stricto sensu existente na Reserva Biológica de Mogi Guaçu (Martinho Prado - SP) com sua biodiversidade. Para isso estabeleceu-se, de modo sistemático, 10 parcelas de 10x50m subdivididas a cada 10m. Todas as plantas com diâmetros à altura do peito (DAPs) dos troncos maiores que 5 cm foram medidas e identificadas ao nível de espécie calculando-se posteriormente os índices de: diversidade de Shannon-Wiener, equitabilidade de Pielou e riqueza. A biomassa e o carbono aéreo destas árvores foram calculados com o auxílio de equações estabelecidas pela literatura. Foram coletadas amostras de raízes utilizando-se uma cavadeira manual para determinar seus estoques de biomassa e de carbono. Também se retirou amostras indeformadas de solo em diferentes profundidades (0-30cm) para cálculo de densidade do solo e determinação do carbono orgânico. A área de estudo apresentou um total de 64 espécies distintas e 773 indivíduos. A espécies vegetais mais recorrentes foram: Xylopia aromatica (pimenta de macaco) (10,9%), seguida por Syagrus flexuosa (coco babão) (8,8%), Copaifera langsdorffii (pau de óleo) (8,67%), Qualea grandiflora (pau-terra) (8,41%). Houve uma correlação positiva e significativa entre diversidade de Shannon e biomassa e carbono aéreos. Os maiores índices de diversidade de Shannon apresentados foram 2,966 e 2,927. A biomassa área média de foi 37,412 Mg.ha-1 e o carbono aéreo médio foi de 19,65 Mg.ha-1. Já a biomassa média de raízes foi de 3,20 Mg.ha-1 com um teor de carbono variando de 48 a 54%. O estoque médio de carbono do solo foi de 8,51 Mg.ha-1. A porção do solo nas profundidades de 0-10cm apresentaram as maiores concentrações de carbono orgânico. Por outro lado, a densidade do solo apresentou os maiores valores nas camadas de 20-30 cm de profundidade. Houve uma relação negativa significativa entre a densidade e o carbono orgânico do solo.
Título em inglês
Biodiversity and carbon stocks of the stricto sensu cerrado in the Mogi Guaçu (SP) Biological Reserve
Palavras-chave em inglês
Aerial biomass
Diversity
Organic carbon
Organic matter
Roots biomass
Soil density
Resumo em inglês
Deforestation for agricultural use is one of the main causes of the devastation of Brazilian biomes such as the Amazon forest, the cerrado and the Atlantic forest. The big extension of the deforestation with the felling and burning of vegetation is the main cause of the greenhouse gas emissions in Brazil - 4th largest worldwide issuer. A large percentage of the stored carbon is found in the aerial biomass of the vegetable physiognomy, while, in the cerrado vegetation, the underground biomass corresponds the most of part. There are few studies carried out about the carbon stimates in the underground biomass, or even in the aerial biomass, of the cerrado vegetation. The purpose of this research was to relate aerial and underground carbon stocks of a stricto sensu cerrado existing in the Mogi Guaçu- SP Biological Reserve (Martinho Prado Junior-SP) with your biodiversity. For this has been established, systematically, ten plots of 10X50 meters subdivided every 10 meters. All the plants with breast height diameters (DAPs) of the trunks larger than 5 centimeters were measured and identified at the species level calculating the indices of: Shannon-Wiener diversity, Pielou equitability and species richness. The aerial biomass and carbon of these trees were calculated with the aid of equations established in the literature. Root samples were collected with the use of a manual digger for to determine their biomass and carbon stocks. Undisturbed soil samples were collected in different depths for calculating of the soil density and the determination of the soil organic carbon. The study area presented 65 different species and 773 trees. The most recurrent plant species were: Xylopia aromatica (monkey pepper) (10,9%), seguida por Syagrus flexuosa (coconut baboon) (8,8%), Copaifera langsdorffii (oil dick) (8,67%), Qualea grandiflora (dick-sand) (8,41%). There was a significant positive correlation between Shannon diversity and aerial biomass and carbon. The highest indices of the Shannon diversity presented were 2,966 and 2,927. The medium aerial biomass was 37,412 Mg.ha-1 and the medium aerial carbon was 19,65 Mg.ha-1. The medium roots biomass was 3,20 Mg.ha-1 with a carbon content is varying from 48 to 54%.The medium soil carbon was 8,51 Mg.ha-1. The portion of the soil in the depths of the 0-10 centimeters presented the highest organic carbon concentration. On the other side, the soil density presented the higher values in layers of 20-30 cm depth. There was a significant negative correlation between soil density and the soil organic carbon.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-07-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.