• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
https://doi.org/10.11606/D.91.2021.tde-02082021-180416
Documento
Autor
Nombre completo
Manuela Maluf Santos
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Piracicaba, 2021
Director
Tribunal
Marques, Paulo Eduardo Moruzzi (Presidente)
Belik, Walter
Garavello, Maria Elisa de Paula Eduardo
Portilho, Maria de Fatima Ferreira
Título en portugués
Ativismo alimentar: experiências locais de produção e consumo de alimentos em São Paulo
Palabras clave en portugués
Agricultura familiar
Ativismo alimentar
Locavorismo
Sistemas alimentares
Resumen en portugués
Partindo da percepção de que os modelos convencionais de produção e distribuição de alimentos têm sido geradores de uma série de impactos socioambientais negativos, os chamados movimentos de ativismo alimentar - cuja origem se associa às transformações culturais dos anos 60 - têm agido como uma resposta a esta realidade contemporânea, buscando uma transformação dos sistemas agroalimentares por meio de suas ações, protagonizadas por indivíduos, organizações ou o Estado. Mais notadamente, o locavorismo, ou a compra de alimentos locais, mostra-se como uma alternativa para estabelecer circuitos de proximidade em grandes centros urbanos e fomentar agricultura no entorno das cidades, representando uma série de potenciais benefícios às pessoas e ao meio ambiente. A cidade de São Paulo, uma das maiores do mundo, tem 30% do seu território identificado como zona rural, onde se desenvolve uma agricultura, em parte de base agroecológica, que tem sido fonte de renda para mais de 500 pessoas. Parte desses agricultores está organizada em uma cooperativa, cuja viabilidade econômica depende do acesso a mercados como lojas e restaurantes na cidade que compram as frutas e hortaliças que seus membros produzem. Podendo ser identificados como locavoristas, representantes desses consumidores organizacionais, ou seja formalizados em organizações como restaurantes ou varejistas, foram entrevistados a fim de analisar seu perfil, motivações para a compra local, dentre outros aspectos. Assim, a dissertação apresenta uma interpretação sobre o locavorismo na prática, considerando seus benefícios e desafios.
Título en inglés
Food activism: local experiences of food production and consumption in São Paulo
Palabras clave en inglés
Family farming
Food activism
Food systems
Locavorism
Resumen en inglés
Starting from the perception that conventional models of food production and distribution have been generating a series of negative socioenvironmental impacts, the food activism movements - which originated in the cultural transformations of the 1960s - have acted as a response to this contemporary reality, seeking a transformation of agrifood systems through its actions, whether they are carried out by individuals, organizations or the state. More notably, locavorism, or the purchase of local food, is an alternative to establish circuits of proximity in large urban centers and to promote agriculture around the cities, bringing a series of potential benefits to people and the environment. The city of São Paulo, one of the largest in the world, has 30% of its territory identified as a rural area, where agroecological agriculture is developed and has been a source of income for more than 500 people. Part of these farmers is organized in a cooperative, whose economic viability depends on access to markets such as shops and restaurants in the city that buy the fruits and vegetables that its members produce. Being able to be identified as "locavores", representatives of organized consumer markets, such as restaurants and retail, were interviewed in order to understand their profile, motivations for the local purchase, among other aspects, which make it possible to generate a greater understanding of locavorism in practice, its benefits and challenges.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2021-08-04
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2022. Todos los derechos reservados.