• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.9.2021.tde-04022022-155512
Documento
Autor
Nome completo
Felipe de Almeida Mendes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2021
Orientador
Banca examinadora
Yonamine, Maurício (Presidente)
Fiorentin, Taís Regina
Lourenço, Felipe Rebello
Martinis, Bruno Spinosa de
Título em português
Estudo de estabilidade de anfetaminas e produtos de biotransformação de cocaína e tetraidrocanabinol em amostras de urina seca em papel (dried urine spots)
Palavras-chave em português
Anfetaminas
Cocaína
Dried urine spots
Estabilidade
UPLC-MS/MS
Resumo em português
O número de pessoas utilizando substâncias ilícitas de forma recreativa aumenta a cada ano, chamando a atenção de estudiosos de diversas áreas do conhecimento. Com isso, a demanda de exames toxicológicos exigida para trabalhadores, vítimas de crimes e esportistas também tem crescido. A amostra biológica mais utilizada para análises toxicológicas continua sendo a urina, visto que sua obtenção é menos invasiva, possibilita coletar grande volume de amostra e pode-se detectar substâncias até dias após ter ocorrido a exposição ou consumo. Entretanto, estas amostras necessitam de um grande volume físico para serem armazenadas e transportadas aos laboratórios, devendo ser mantidas em temperatura baixa e controlada para conservação. Outro ponto a se considerar é a quantidade de amostra insuficientemente coletada, ou extravasamento do conteúdo, contaminando outras amostras e muitas vezes, inviabilizando a análise. Uma alternativa recente para tais problemas é utilizar a técnica chamada de dried urine spots (DUS), onde poucos microlitros de urina são colocados em um papel absorvente e secos sob temperatura ambiente, preservando de agentes degradantes os componentes presentes na urina. Assim, o objetivo deste trabalho é avaliar a estabilidade das substâncias do presente estudo em alta temperatura, temperatura ambiente e em temperaturas de 4°C e -20°C. Para este fim, foi necessário desenvolver, validar e aplicar métodos de extração e determinação de anfetaminas e produtos de biotransformação de cocaína e tetraidrocanabinol carboxílico (THCCOOH) em amostras dried urine spot, utilizando cromatografia líquida acoplada à espectrometria de massas. Os picos foram identificados por UPLC-ESI-MS/MS, com tempo total de 5 mins utilizando fase A- água, formiato de amônio e 0,1% ácido fórmico, e B- metanol: acetonitrila (6:4) + 0,1% de ácido fórmico. A extração foi feita utilizando acetonitrila: metanol: acetona (1:1:1) +ácido fórmico 0,1%. Não foi possível iniciar a validação de THCCOOH, visto uma possível complexação do analito com o papel. Para as outras substâncias, o método cromatográfico desenvolvido se mostrou eficiente e seletivo, com LOD e LOQ de 10 ng/mL para todos os analitos, sendo linear até 1000 ng/mL, atendeu as especificações de precisão e exatidão e carryover. As amostras permaneceram estáveis ao longo de 32 dias nas temperaturas estudadas, demonstrando a segurança em se utilizar a técnica de DUS para armazenamento e transporte de amostras biológicas dentro da faixa de temperatura do estudo até 32 dias.
Título em inglês
Stability study of amphetamines, biotransformation products of cocaine and tetrahydrocannabinol in dried urine spots
Palavras-chave em inglês
Amphetamines
Cocaine
Dried urine spots
Stability
UPLC-MS/MS
Resumo em inglês
The number of people using illegal substances in a recreational way increases each year, drawing the attention of scholars from different areas of knowledge. As a result, the demand for workplaces drug tests, toxicological tests for victims of crimes and dopping has also grown. The biological sample most used for toxicological tests remains urine, since obtaining it is less invasive, it is possible to collect a large volume of sample and it is possible to detect substances up to days after exposure or consumption has occurred. However, these samples require a large physical volume to be stored and transported to the laboratories, and must be kept at a low temperature for conservation. Another point to consider is the amount of sample insufficiently collected, or leakage of the content, causing contamination of other samples and often making the analysis unfeasible. A recent alternative to such problems is to use "dried urine spots" (DUS), where few microliters of urine are placed on absorbent paper and dried at room temperature, preserving the components present in the urine from degrading agents. Thus, the objective of this work is to evaluate the stability of the substances in this study at high temperature, room temperature and at temperatures of 4°C and -20°C. For this purpose, it was necessary to develop, validate and apply methods of extraction and determination of amphetamines and biotransformation products of cocaine and carboxylic tetrahydrocannabinol (THCCOOH) in dried urine spot samples, using liquid chromatography coupled to mass spectrometry (LC-MS). The peaks were identified liquid chromatography coupled to a mass spectrometer (UPLC-ESI-MS/MS), with a total time of 5 mins using phase A- water, ammonium formate and 0.1% formic acid, and B- methanol: acetonitrile (6:4) + 0.1% formic acid. Extraction was done using acetonitrile: methanol: acetone (1:1:1) + 0.1% formic acid. It was not possible to perform the validation of THCCOOH, given a possible complexation of the analyte with the paper. To the others substances, the chromatographic method developed proved to be efficient and selective, with LOD and LOQ of 10 ng/mL for all analytes, being linear up to 1000 ng/mL, meeting the specifications of precision and accuracy and carryover. The samples remained stable for 32 days at the temperatures studied, demonstrating the safety of using the DUS technique for storage and transport of biological samples until 32 days on temperature range studied.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2022-02-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.