• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.9.2016.tde-10102016-154004
Documento
Autor
Nome completo
Guilherme Carvalho Sobreira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Bacchi, Elfriede Marianne (Presidente)
Perazzo, Fábio Ferreira
Ritto, José Luiz Aiéllo
Título em português
Mecanismos de atividade antiúlcera de Phyllanthus tenellus Roxb. (Phyllanthaceae) e isolamento dos principais constituintes
Palavras-chave em português
Perfil cromatográfico
Phyllanthus tenellus
Úcera gástrica
Resumo em português
Tradicionalmente plantas medicinais são utilizadas pela população para a prevenção e tratamento da úlcera gástrica. A úlcera gástrica é uma patologia heterogênea de etiologia multifatorial, que acomete aproximadamente de 8 a 10% da população mundial. Entretanto, os tratamentos terapêuticos disponíveis são muito dispendiosos, possuem limitada eficácia e com vários efeitos colaterais. Extrato de folhas de Phyllanthus tenellus Roxb. é utilizado pela população para o tratamento de problemas gástricos. Esta espécie está incluída na Relação Nacional de Plantas com Interesse ao SUS (ANVISA). Com a finalidade de investigar a atividade antiúlcera foram ensaiados dois modelos de lesões gástricas em animais. No modelo de indução por etanol acidificado, após administração do extrato bruto (extrato hidroetanólico 70% liofilizado) de P. tenellus, verificou-se redução de 3.44% e 4.25% da área de lesão gástrica nas doses 200mg/kg e 400mg/kg, porém não houve diferença significativa entre os resultados. Já no ensaio, utilizando extrato hidroetanólico, fração acetato de etila e fração aquosa, nas doses de 200mg/kg, assim como no ensaio anterior, verificou-se redução da área de lesão gástrica de 0.7%, 1.1% e 0.7% respectivamente, porém não houve diferença significativa entre controle e tratado. No teste, utilizando a fração acetato de etila das folhas de P. tenellus (Phyllanthaceae), houve redução de 9,46 e 22,80% das lesões gástricas nas doses de 100mg/kg e 400mg/kg, porém não houve diferença significativa. No modelo de úlcera gástrica induzida por etanol acidificado em animais pré-tratados com etoricoxibe, indometacina e L-NAME, verificou-se uma tendência de redução da lesão gástrica, porém não houve diferença significativa. Já no modelo de úlcera gástrica induzida por etanol acidificado em animais pré- tratados com NEM, houve diminuição das lesões gástricas em 90% no grupo Salina+FA (p<0,05), comparando-o com o grupo NEM+FA. Em modelo de úlcera subaguda induzida por ácido acético, após 7 dias de tratamento com o extrato hidroetanólico de P. tenellus nas doses de 100, 200 e 400 mg/kg, houve redução significativa nas lesões gástricas em 60% na dose de 100 mg/kg (p<0.01), 47% na dose de 200 mg/kg (p<0,01) e 69% na dose de 400 mg/kg (p<0,001). Realizando avaliação histológica, foi verificado aumento regenerativo do epitélio da mucosa e reparação com cicatrização da lamina própria da mucosa com proliferação fibroblástica e neoformação de vasos sanguíneos, e grande deposição de colágeno, evidenciando que o processo de cicatrização e regeneração está ocorrendo após o tratamento com o extrato hidroetanólico a 70% de P. tenellus. Paralelamente aos estudos farmacológicos, foi determinado o perfil cromatográfico por Cromatografia em Camada Delgada (CCD) do extrato hidroetanólico e frações (clorofórmica, acetato de etila e aquosa). No ensaio de quantificação de flavonoides e de compostos fenólicos foi observado que a fração acetato de etila possui maior concentração de substâncias fenólicas, incluindo flavonoides, seguida do extrato bruto e por último, pela fração aquosa. No experimento de determinação de capacidade antiradicalar observou-se que a fração acetato de etila (CE50=13,09 µg/ml) apresentou uma melhor capacidade de redução do radical DPPH, seguida do extrato hidroetanólico (CE50=19,86 µg/ml) e fração aquosa (CE50=45,76 µg/ml). Estes resultados estão em consonância com a gastroproteção observada no experimento de atividade antiulcera, sugerindo uma possível relação do flavonoide, di-hidromiricetina presente no extrato, com a atividade gastroprotetora e com a facilitação da cicatrização das úlceras gástricas.
Título em inglês
Antiulcer activity from mechanism of Phyllanthus tenellus Roxb. (Phyllanthaceae) and isolation of the major constituents.
Palavras-chave em inglês
Chromatographic profile
Gastric ulcer
Phylanthus tenellus
Resumo em inglês
Traditionally medicinal plants have been used to prevent and to treat gastric ulcer. Gastric ulcer is a heterogeneous disease of multifactorial etiology, which affects about 8-10% people in the world. However, these pharmaceutical products are not completely effective and produce many adverse effects. Extracts of leaves of Phyllanthus tenellus Roxb. is often used for treating gastric disease by the population. This species is included in RENISUS. In order to investigate antiulcer activity, for this were realized two distinct ulcer models in rats. In acidified ethanol model, the crude extract (hydroethanol extract 70% lyophilized) from leaves of P. tenellus showed a reduction for 3.44% and 4.25% from gastric lesion area at the dose 200mg/kg and 400mg/kg, however there was not diference significant between the results. The assay using hydroethanol extract, ethyl acetate fraction and aqueous fraction at the dose 200mg/kg as in the previous test showed a reduction from gastric lesion area respectively in 0.7%, 1.1% and 0.7% however there was not significant difference between control and treated. The assay using ethyl acetate fraction from the leaves P. tenellus (Phyllanthaceae), showed a reduction in 9,46% and 22,80% of gastric lesion area at the dose 100mg/kg and 400mg/kg however there was not significant difference. In gastric ulcer model induced by acidified ethanol in pre-treated animals in ethoricoxib, indomethacin and L-NAME, showed a tendency of reduction from gastric lesion area however there was not significant difference. In gastric ulcer model induced by acidified ethanol in pre-treated animals with NEM showed a reduction from gastric lesion in 90% in the group Salina+FA (p<0,05), comparing with the group NEM+FA. In subacute ulcer model induced by acid acetic , after 7 days of treatment with hydroethanol extract of P. tenellus at the dose 100, 200 and 400 mg/kg showed significant reduction from gastric lesion in 60% at the dose 100 mg/kg (p<0.01), 47% at the dose 200 mg/kg (p<0,01) and 69% at the dose 400 mg/kg (p<0,001). With histological evaluation it was possible to see regenerative increased of the mucosal epithelium and reparation with healing mucosal lamina propria with fibroblast proliferation and blood vessels neoformation, and large collagen deposition showing healing process and regeneration occurring after treatment hydroethanol extract 70% of P. tenellus. At the same time the pharmacological studies it was made the chromatographic profile by Thin Layer Chromatography (TLC), hydroethanol extract and fractions (chloroform, ethyl acetato and aqueous). The assay of quantitation of flavonoids and phenolic compounds it was observed that the ethyl acetate fraction has a higher concentration of phenolic substances including flavonoides, then the crude extract and lastly the aqueous fraction . In the experiment to determine antiradicalar capacity it was noted that the ethyl acetate fraction (CE50=13,09 µg/ml) showed a better radical DPPH reduction capacity, followed by hydroethanol extract (CE50=19,86 µg/ml) and aqueous fraction (CE50=45,76 µg/ml). These results are in line with the gastroprotection observed in gastric ulcer experiment, suggesting a possible relation of the flavonoid , di - hidromiricetina present in the extract, with the gastroprotective activity and facilitating healing of gastric ulcers.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-11-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.