• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Laura Beatriz da Silva Cardeal
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Maria-Engler, Silvya Stuchi (Presidente)
Jaeger, Ruy Gastaldoni
Moreno, Fernando Salvador
Saad, Sara Teresinha Ollala
Santiago, Lucila Heloisa Simardi
Título em português
Caracterização de metaloproteinases de matriz e reck em queratinócitos primários que expressam oncoproteínas do papilomavírus humano (HPV)
Palavras-chave em português
Carcinoma cervical
Cultura organotípica
HPV
Metaloproteinase
RECK
Resumo em português
Os tumores da cérvice-uterina, que representam uma das principais doenças ginecológicas em mulheres na idade reprodutiva em todo o mundo, estão etiologicamente associados com a infecção pelo papilomavírus humano (HPV). A progressão de uma lesão intraepitelial escamosa de baixo-grau (LSIL) a um carcinoma invasivo de cérvix uterina está acompanhada da degradação da matriz extracelular (MEC) devido à ação progressiva das metaloproteinases de matriz (MMP-2, MMP-9 e MMP-14) no processo de invasão e metástase. Entretanto, o balanço entre as MMPs e seus reguladores como RECK e TIMPs é necessário para controlar esta invasão. O objetivo deste projeto consiste em avaliar a atividade e a expressão das metaloproteinases 2, 9, e 14, e caracterizar a expressão do gene supressor de metástase RECK e do inibidor tecidual de metaloproteinases (TIMP-2), em modelo de queratinócitos humanos infectados com retrovírus recombinantes que expressam os oncogenes E6 e/ou E7 de HPV 16, em culturas cultivadas em monocamada e organotípicas. Para isso, utilizamos ensaios de real-time PCR, zimografia, western blot, imunocitoquímica, ensaio de ELISA e imunohistoquímica. Em culturas em monocamada observamos que as células que expressam as oncoproteínas E6E7 de HPV16 apresentaram menores níveis protéicos de RECK e TIMP-2 em relação ao controle pXLSN. Quando analisamos as culturas organotípicas, também observamos esta diminuição dos níveis de RNAm e protéicos de RECK em rafts que expressam E6E7, acompanhado pelo aumento da atividade de MMP-9, em relação ao controle. Também observamos que o tratamento das culturas com a citocina TNF aumenta a expressão gênica, protéica e atividade de MMP-9 em todas as linhagens analisadas. Além disso, os oncogenes E6 e/ou E7 não afetam a expressão e/ou atividade de MMP-2, MT1-MMP. Nossos dados demonstraram que a expressão das oncoproteínas E6E7 de HPV16 estão relacionadas com o desequilíbrio entre MMPS e seus inibidores, sugerindo que em uma fase pré-invasiva do carcinoma cervical, não somente as MMPs, mas, principalmente seus inibidores são críticos para início da progressão tumoral.
Título em inglês
Characterization of matrix metalloproteinases and reck in primary keratinocytes that express human papillomavirus (HPV) oncoproteins
Palavras-chave em inglês
Cervical carcinoma
HPV
Metalloproteinase
Organotypic culture
RECK
Resumo em inglês
Cervical cancer is etiologically associated with to high-risk human papillomavirus (HPV) infection. It has been observed that matrix metalloproteinases (MMPs) -2, -9, and MT1-MMP are required for basement membrane degradation during cervical carcinoma progression. Moreover, a counterbalancing among MMPs and their regulators, such as TIMPs and RECK, is necessary to modulate invasion. In order to study the effect of HPV oncogenes on MMPs expression, primary human keratinocytes (PHKs) were infected with recombinant retroviruses expressing wild-type HPV16 E6 and/or E7 oncogenes and were used to seed monolayers and organotypic cultures. Quantitative real-time PCR (Q-PCR), western blot, zimography, immunocitochemistry, ELISA assay and immunohistochemistry were used to determine the expression level and activity of MMP-2, MMP-9, MT1-MMP and their inhibitors RECK and TIMP-2. We observed that cultures expressing E6E7 presented lower RECK and TIMP-2 protein levels than control keratinocytes. In addition, rafts cultures presented the same lower RECK levels additionally presenting higher MMP-9 activity than control. Furthermore, we observed that expression of E6 and/or E7 proteins do not affect MMP-2 and MT1-MMP protein levels and/or activity. We also observed that TNF treatment enhance the MMP-9 gene and protein expression and activity in all studied cell lines. Taken together, our results demonstrate that HPV16E6E7 expression is related with the unbalance between MMPs and their inhibitors, suggesting that in the initial steps of HPV-related cervical disease, not only MMPs but also RECK and TIMP-2 are critical for tumor progression.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
LauraCardeal.pdf (4.51 Mbytes)
Data de Publicação
2011-06-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.