• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.9.2012.tde-26062012-142802
Documento
Autor
Nome completo
Adriana Sasso Stuani
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Hirata, Mario Hiroyuki (Presidente)
Bazzo, Vitor José
Gomes, Ligia Ferreira
Santos, Marinilce Fagundes dos
Silva, Francisco Wanderley Garcia de Paula e
Título em português
Avaliação da remodelação óssea após disjunção da sutura palatina mediana experimental e laserterapia de baixa potência, em ratos Wistar
Palavras-chave em português
Angiogenese
Bioquímica clínica
Disjunção maxilar
Laserterapia
Proteínas ósseas
Remodelação óssea
Resumo em português
INTRODUÇÃO: O uso da laserterapia concernente ao estímulo da formação óssea e da revascularização tem tornado objeto de estudo na área de saúde. OBJETIVO: O presente trabalho in vivo teve como objetivo avaliar quantitativamente os efeitos do laser de baixa potência (LBP) na remodelação óssea após a expansão rápida da maxila (ERM) em ratos jovens, através da expressão do RNAm dos genes RANK, RANK-L, Osteoprotegerina (OPG), e o Fator do Crescimento do Endotélio Vascular (VEGF) bem como a análise histológica. MATERIAL E MÉTODO: Utilizou-se 105 ratos Wistar (Rattus norvegicus, albinus), machos, divididos em 4 grupos: Grupo Controle (n=10) animais não tratados (sem ERM e sem aplicação do LBP; Grupo Experimental I (n=40) animais que tiveram apenas a ERM; sendo 25 animais sacrificados nos dias 1, 2, 3, 7, e 10 dias após a ERM para análise com RT-PCR e western blotting e 15 animais foram sacrificados nos dias 0, 7 e 10 dias para análise histológica; Grupo Experimental II (n=40) animais que tiveram ERM + LBP com diodo de Ga-Al-As (Gálio-Alumínio-Arsênio:160J/cm2) no primeiro dia do experimento; os animais foram sacrificados nos mesmos períodos que o Grupo Experimental I; Experimental III (n=15) animais que receberam 3 aplicações de LBP após ERM, totalizando 480J/cm2. Os animais foram sacrificados nos dias 3, 7 e 10 dias após a ERM para análise com RT-PCR e western blotting. A extração do RNAt da maxila foi feita com trizol. A síntese da fita de DNA complementar (cDNA) foi feita a partir de 1µg de RNA, por meio de uma reação de transcrição reversa, com a utilização da enzima transcriptase reversa, e a análise da expressão gênica foi realizada pela reação em cadeia pela polimerase em tempo real (qRT-PCR) no sistema TaqMan®. A análise protéica do VEGF, RANK, RANK-L e OPG foi realizada por meio da técnica western blotting. O teste de variância (ANOVA) foi usado comparando os grupos entre si e inter-grupos seguida pelo teste complementar de Tukey, com nível de significância de 5%. RESULTADOS: A separação dos incisivos induzida pela ERM foi semelhante nos grupos experimentais I e II, o espaço entre os incisivos foi mantido durante toda a fase experimental, e não houve diferença significativa entre os grupos laser e não-laser (p<0,05), demostramdo a eficiência da metodologia usada para abertura da sutura palatina mediana. Para o grau de abertura da sutura, foi quantificada, a área de abertura sutural em todos os grupos após a ERM, e observou-se aumentou significativo comparado com o grupo controle, sendo que no grupo de laser o grau de abertura final foi significativamente menor no grupo laser do que não-laser aos 7 e 14 dias, mostrando que a formação óssea no grupo laser foi mais acelerada, o que pode ser comprovado com os dados histológicos, demonstrando que o laser acelerou o processo de formação óssea. Em relação à expressão relativa dos genes RANK/RANK-L/OPG tanto o grupo com laser quanto o sem-laser mostraram um aumento significativo da expressão comparado ao grupo controle (p < 0,05), principalmente nos períodos iniciais e quando comparou-se o grupo irradiado com o não irradiado observou-se que no grupo com laser houve uma maior expressão desses genes do que no grupo sem laser. CONCLUSÃO: Os resultados sugerem que a formação óssea após a ERM foi observada dentro da sutura palatina e o uso do LBP influenciou a formação óssea acelerando o processo de osteogênese durante a fase inicial do experimento.
Título em inglês
Bone remodeling after experimental rapid maxillary expansion and low-level laser therapy, in Wistar rats
Palavras-chave em inglês
Angiogenesis
Bone protein
Bone remodeling
Clinical biochemistry
Laser therapy
Rapid maxillary expansion
Resumo em inglês
BACKGROUND: The use of low-level laser terapy with bone stimulation has been studied in the health science field. OBJECTIVE: The aim of the present in vivo study was to quantitatively evaluate the effects of low-level laser therapy (LLLT) on bone healing after rapid maxillary expansion (RME) in young rats, and the RANK, RANK-L, OPG and VEGF gene expressions; and histological analyses. MATERIALS and METHODS: A total of 105 rats Wistar (Rattus norvegicus, albinus), male were assigned tofour groups: Control Group (n=10) with no treatment (no RME and no LLLT); Experimental I (n=40) with RME without LLLT: 25 animals were euthanized at days 1, 2, 3, 7 and 10 after RME for real time reverse transcriptase polymerase chain reaction (RT-PCR) and western blotting analysis and 15 animals were euthanized at days 0, 7 and 10 after RME for histological evaluation; Experimental II (n=40) with RME and LLLT (160J/cm2): animals were euthanized at the same periods described for Experimental I. Experimental III (n=15) with RME and 3 aplication of LLLT (480J/cm2): animals were euthanized at days 3, 7 and 10 after RME for real time reverse transcriptase polymerase chain reaction (RT-PCR) and western blotting analysis. Part of the sample was kept at -80°C for genes expression and protein production, and another for histological analysis. The total RNA was extracted using trizol. Complementary DNA (cDNA) was synthesized using 1µg of RNA in a reverse transcription reaction and for genes expression we used RT-PCR in the TaqMan® system. The RANK, RANK-L, OPG, and VEGF and proteins analysis was made using western blotting. The ANOVA and Tukey tests were used and significance level was set at 5%. RESULTS: The expansion-induced opening of the incisors was similar among the groups, the space between the incisors was kept during all the experimental phase and there was no difference between laser and no laser therapy groups (p<0,05) showing that this methodology was efficient to open the palatine suture. The the opened along the suture was quantified, the area in all RME groups significantly increased compared with control group. Following laser therapy, the palatal suture opening decreased at 7 and 14 days, showing that bone formation in laser group was accelerate, and it was proved with histological analysis, that showed that LLLT accelerated bone formation. Regarding RANK/RANK-L/OPG gene expression, both laser and no-laser therapy groups showed a significant increased in these genes expression, compared to the control group, mainly at the initial periods of healing. Laser therapy group showed a higher expression of these genes than no laser group. CONCLUSIONS: The results suggest that bone formation after RME was observed within palatal suture and the application of the LLLT influenced bone formation accelerating the process of bone mineralization during the initial experimental phase.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-09-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.