• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
10.11606/D.9.2016.tde-01092016-175652
Documento
Autor
Nombre completo
Verapaz Asuncion Avelina Gonzalez Sanchez
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 1999
Director
Tribunal
Oliveira, Marice Nogueira de (Presidente)
Saad, Susana Marta Isay
Zancanaro Junior, Orlando
Título en portugués
Evolução de ácidos graxos e do perfil da textura durante a maturação de queijo Prato
Palabras clave en portugués
Alimentos de origem animal
Indústria de laticínios
Tecnologia de alimentos
Resumen en portugués
O queijo Prato tem grande expressão comercial no Brasil, trata-se de um queijo bem padronizado tecnologicamente e o melhor caracterizado comercialmente. A aceitabilidade do consumidor está relacionada com características físico-químicas e sensoriais do produto, as quais são influenciadas pela presença de culturas lácticas. O trabalho teve por objetivo acompanhar a evolução de ácidos graxos durante a maturação do queijo Prato e sua influência na textura. A produção do Queijo Prato foi feita em escala laboratorial com ou sem adição de cultura láctica nas proporções de 0,75% e 1,5%. Os queijos foram envasados e mantidos sob refrigeração. Determinou-se parâmetros físico-químicos no primeiro dia e após, quatro, sete, quatorze, vinte e vinte e cinco dias de fabricação. Estes, foram comparados com dados analíticos e sensoriais de queijos comerciais. Observou -se que o uso de culturas em proporção adequada parece ser essencial para a fabricação de Queijo Prato com atributos organolépticos de qualidade. A proporção de culturas afetou o tempo de coagulação, o rendimento, e a umidade da massa do queijo, entretanto, não afetou a composição de ácidos graxos da gordura do queijo Prato. A textura foi afetada, principalmente, pelo teor de umidade, pela proteólise e pela acidez do queijo.
Título en inglés
Evolution of fatty acids and texture profile during the maturation of Prato cheese
Palabras clave en inglés
Animal foods
Dairy industry
Food technology
Resumen en inglés
Prato cheese has a great commercial expression in Brazil, being well standardized technologically, and the best commercially characterized. Consumers acceptability is related with physico-chemical and sensorial characteristics of the product that are influenced by the presence of lactic cultures. The aim of this work was to follow fatty acids evolution during ripening and their influence in texture. Prato cheese was manufactured in laboratory scale, with and without addition of lactic cultures (0.75% and 1.5%). The cheese samples were stored under refrigeration. Physical-chemical analysis were carried out at the first day, and at 4, 7, 14, 20 and 25 days after manufacturing. The obtained data was compared with Prato cheese purchased in local market. It was concluded that the use of cultures in adequate proportions is essential for manufacture of Prato cheese with good organoleptic attributes. The cultures proportions affected coagulation time, yield, acidity, texture development, and fatty acids composition of the cheeses.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2016-09-01
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2022. Todos los derechos reservados.