• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Mémoire de Maîtrise
DOI
https://doi.org/10.11606/D.9.2003.tde-22022022-115617
Document
Auteur
Nom complet
Jonas Alves de Araujo Junior
Unité de l'USP
Domain de Connaissance
Date de Soutenance
Editeur
São Paulo, 2003
Directeur
Jury
Toledo, Julio Orlando Tirapegui (Président)
Colli, Celia
Lancha Junior, Antonio Herbert
Titre en portugais
Efeito da suplementação crônica com aminoácido de cadeia ramificada sobre parâmetros indicativos de fadiga em ratos submetidos a protocolo de treinamento periodizado
Mots-clés en portugais
Condicionamento físico (Experimentos)
Exercício físico (Experimentos)
Nutrição experimental
Suplementação alimentar (Experimentos; Estudo)
Resumé en portugais
Os processos de fadiga durante o exercício prolongado podem envolver mecanismos relacionados ao músculo (fadiga periférica) e/ou ao sistema nervoso central (fadiga central). O desenvolvimento de estratégias nutricionais, como a suplementação com aminoácidos de cadeia ramificada, pode representar uma alternativa para retardar esses mecanismos e melhorar o rendimento durante o exercício. Objetivo: Avaliar os efeitos de dietas suplementadas com duas concentrações de aminoácidos de cadeia ramificada (ACR), de forma crônica, sobre mecanismos de fadiga em ratos submetidos à natação. Métodos: Foram utilizados 36 ratos Wistar (peso médio inicial: 240 g), que receberam dieta controle (AIN-93M) (C), dieta suplementada com 50% de ACR (50%) e dieta suplementada com 100% de ACR (100%) durante 6 semanas. O treinamento de natação realizado nesse período foi: 1 hora ao dia, 5 vezes por semana, com sobrecarga próxima ao limiar anaeróbio metabólico atada à cauda (aproximadamente 6% do peso corporal). No último dia do protocolo os animais treinados foram sacrificados após 1 hora de natação (1 H) e após o teste de tolerância ao esforço (EX). Resultados: Não foram observadas diferenças estatísticas significativas (p= 0,273) no tempo de natação entre os grupos submetidos ao protocolo de exaustão. No entanto, quando comparados os animais submetidos a esse protocolo com os animais que exercitaram-se por 1 hora observou-se diminuição nas concentrações de glicose plasmática, de glicogênio muscular e de glicogênio hepático, acarretando também elevação das concentrações de amônia plasmática (aproximadamente 296% na média), corticosterona sérica e lactato sangüíneo (média 55%). Com relação aos efeitos da suplementação foi rerificado preservação do glicogênio muscular e hepático nos grupos que exercitaram se por 1 hora. No entanto as concentrações de amônia após 1 h de natação com a suplementação de 100% apresentaram elevação média de 126% e 60% com relação aos grupos 50% e C, respectivamente. Conclusão: A suplementação com ACR não foi eficaz para a melhora do rendimento nessa intensidade de exercício, apesar da preservação do glicogênio hepático.
Titre en anglais
Efeito da suplementação crônica com aminoácido de cadeia ramificada sobre parâmetros indicativos de fadiga em ratos submetidos a protocolo de treinamento periodizado
Mots-clés en anglais
Condicionamento físico (Experimentos)
Exercício físico (Experimentos)
Nutrição experimental
Suplementação alimentar (Experimentos; Estudo)
Resumé en anglais
Os processos de fadiga durante o exercício prolongado podem envolver mecanismos relacionados ao músculo (fadiga periférica) e/ou ao sistema nervoso central (fadiga central). O desenvolvimento de estratégias nutricionais, como a suplementação com aminoácidos de cadeia ramificada, pode representar uma alternativa para retardar esses mecanismos e melhorar o rendimento durante o exercício. Objetivo: Avaliar os efeitos de dietas suplementadas com duas concentrações de aminoácidos de cadeia ramificada (ACR), de forma crônica, sobre mecanismos de fadiga em ratos submetidos à natação. Métodos: Foram utilizados 36 ratos Wistar (peso médio inicial: 240 g), que receberam dieta controle (AIN-93M) (C), dieta suplementada com 50% de ACR (50%) e dieta suplementada com 100% de ACR (100%) durante 6 semanas. O treinamento de natação realizado nesse período foi: 1 hora ao dia, 5 vezes por semana, com sobrecarga próxima ao limiar anaeróbio metabólico atada à cauda (aproximadamente 6% do peso corporal). No último dia do protocolo os animais treinados foram sacrificados após 1 hora de natação (1 H) e após o teste de tolerância ao esforço (EX). Resultados: Não foram observadas diferenças estatísticas significativas (p= 0,273) no tempo de natação entre os grupos submetidos ao protocolo de exaustão. No entanto, quando comparados os animais submetidos a esse protocolo com os animais que exercitaram-se por 1 hora observou-se diminuição nas concentrações de glicose plasmática, de glicogênio muscular e de glicogênio hepático, acarretando também elevação das concentrações de amônia plasmática (aproximadamente 296% na média), corticosterona sérica e lactato sangüíneo (média 55%). Com relação aos efeitos da suplementação foi rerificado preservação do glicogênio muscular e hepático nos grupos que exercitaram se por 1 hora. No entanto as concentrações de amônia após 1 h de natação com a suplementação de 100% apresentaram elevação média de 126% e 60% com relação aos grupos 50% e C, respectivamente. Conclusão: A suplementação com ACR não foi eficaz para a melhora do rendimento nessa intensidade de exercício, apesar da preservação do glicogênio hepático.
 
AVERTISSEMENT - Regarde ce document est soumise à votre acceptation des conditions d'utilisation suivantes:
Ce document est uniquement à des fins privées pour la recherche et l'enseignement. Reproduction à des fins commerciales est interdite. Cette droits couvrent l'ensemble des données sur ce document ainsi que son contenu. Toute utilisation ou de copie de ce document, en totalité ou en partie, doit inclure le nom de l'auteur.
Date de Publication
2022-02-22
 
AVERTISSEMENT: Apprenez ce que sont des œvres dérivées cliquant ici.
Tous droits de la thèse/dissertation appartiennent aux auteurs
CeTI-SC/STI
Bibliothèque Numérique de Thèses et Mémoires de l'USP. Copyright © 2001-2022. Tous droits réservés.