• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
https://doi.org/10.11606/D.9.2003.tde-22022022-115617
Documento
Autor
Nombre completo
Jonas Alves de Araujo Junior
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2003
Director
Tribunal
Toledo, Julio Orlando Tirapegui (Presidente)
Colli, Celia
Lancha Junior, Antonio Herbert
Título en portugués
Efeito da suplementação crônica com aminoácido de cadeia ramificada sobre parâmetros indicativos de fadiga em ratos submetidos a protocolo de treinamento periodizado
Palabras clave en portugués
Condicionamento físico (Experimentos)
Exercício físico (Experimentos)
Nutrição experimental
Suplementação alimentar (Experimentos; Estudo)
Resumen en portugués
Os processos de fadiga durante o exercício prolongado podem envolver mecanismos relacionados ao músculo (fadiga periférica) e/ou ao sistema nervoso central (fadiga central). O desenvolvimento de estratégias nutricionais, como a suplementação com aminoácidos de cadeia ramificada, pode representar uma alternativa para retardar esses mecanismos e melhorar o rendimento durante o exercício. Objetivo: Avaliar os efeitos de dietas suplementadas com duas concentrações de aminoácidos de cadeia ramificada (ACR), de forma crônica, sobre mecanismos de fadiga em ratos submetidos à natação. Métodos: Foram utilizados 36 ratos Wistar (peso médio inicial: 240 g), que receberam dieta controle (AIN-93M) (C), dieta suplementada com 50% de ACR (50%) e dieta suplementada com 100% de ACR (100%) durante 6 semanas. O treinamento de natação realizado nesse período foi: 1 hora ao dia, 5 vezes por semana, com sobrecarga próxima ao limiar anaeróbio metabólico atada à cauda (aproximadamente 6% do peso corporal). No último dia do protocolo os animais treinados foram sacrificados após 1 hora de natação (1 H) e após o teste de tolerância ao esforço (EX). Resultados: Não foram observadas diferenças estatísticas significativas (p= 0,273) no tempo de natação entre os grupos submetidos ao protocolo de exaustão. No entanto, quando comparados os animais submetidos a esse protocolo com os animais que exercitaram-se por 1 hora observou-se diminuição nas concentrações de glicose plasmática, de glicogênio muscular e de glicogênio hepático, acarretando também elevação das concentrações de amônia plasmática (aproximadamente 296% na média), corticosterona sérica e lactato sangüíneo (média 55%). Com relação aos efeitos da suplementação foi rerificado preservação do glicogênio muscular e hepático nos grupos que exercitaram se por 1 hora. No entanto as concentrações de amônia após 1 h de natação com a suplementação de 100% apresentaram elevação média de 126% e 60% com relação aos grupos 50% e C, respectivamente. Conclusão: A suplementação com ACR não foi eficaz para a melhora do rendimento nessa intensidade de exercício, apesar da preservação do glicogênio hepático.
Título en inglés
Efeito da suplementação crônica com aminoácido de cadeia ramificada sobre parâmetros indicativos de fadiga em ratos submetidos a protocolo de treinamento periodizado
Palabras clave en inglés
Condicionamento físico (Experimentos)
Exercício físico (Experimentos)
Nutrição experimental
Suplementação alimentar (Experimentos; Estudo)
Resumen en inglés
Os processos de fadiga durante o exercício prolongado podem envolver mecanismos relacionados ao músculo (fadiga periférica) e/ou ao sistema nervoso central (fadiga central). O desenvolvimento de estratégias nutricionais, como a suplementação com aminoácidos de cadeia ramificada, pode representar uma alternativa para retardar esses mecanismos e melhorar o rendimento durante o exercício. Objetivo: Avaliar os efeitos de dietas suplementadas com duas concentrações de aminoácidos de cadeia ramificada (ACR), de forma crônica, sobre mecanismos de fadiga em ratos submetidos à natação. Métodos: Foram utilizados 36 ratos Wistar (peso médio inicial: 240 g), que receberam dieta controle (AIN-93M) (C), dieta suplementada com 50% de ACR (50%) e dieta suplementada com 100% de ACR (100%) durante 6 semanas. O treinamento de natação realizado nesse período foi: 1 hora ao dia, 5 vezes por semana, com sobrecarga próxima ao limiar anaeróbio metabólico atada à cauda (aproximadamente 6% do peso corporal). No último dia do protocolo os animais treinados foram sacrificados após 1 hora de natação (1 H) e após o teste de tolerância ao esforço (EX). Resultados: Não foram observadas diferenças estatísticas significativas (p= 0,273) no tempo de natação entre os grupos submetidos ao protocolo de exaustão. No entanto, quando comparados os animais submetidos a esse protocolo com os animais que exercitaram-se por 1 hora observou-se diminuição nas concentrações de glicose plasmática, de glicogênio muscular e de glicogênio hepático, acarretando também elevação das concentrações de amônia plasmática (aproximadamente 296% na média), corticosterona sérica e lactato sangüíneo (média 55%). Com relação aos efeitos da suplementação foi rerificado preservação do glicogênio muscular e hepático nos grupos que exercitaram se por 1 hora. No entanto as concentrações de amônia após 1 h de natação com a suplementação de 100% apresentaram elevação média de 126% e 60% com relação aos grupos 50% e C, respectivamente. Conclusão: A suplementação com ACR não foi eficaz para a melhora do rendimento nessa intensidade de exercício, apesar da preservação do glicogênio hepático.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2022-02-22
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2022. Todos los derechos reservados.