• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Thèse de Doctorat
DOI
10.11606/T.9.2016.tde-19102016-153659
Document
Auteur
Nom complet
Luiza Nicolosi Guido
Adresse Mail
Unité de l'USP
Domain de Connaissance
Date de Soutenance
Editeur
São Paulo, 2016
Directeur
Jury
Ong, Thomas Prates (Président)
Barbisan, Luis Fernando
Aguiar Júnior, Odair
Dagli, Maria Lucia Zaidan
Moreno, Fernando Salvador
Titre en anglais
Paternal nutrition and cancer programming: the influence of selenium deficiency   or supplementation on the susceptibility of female offspring to chemically-induced mammary carcinogenesis
Mots-clés en anglais
Breast cancer
Female offspring
Mammary gland development
Paternal nutrition
Rats
Selenium
Resumé en anglais
Breast cancer is an important public health problem. As mammary gland development is a dynamic process that initiates in embryonic life, recent evidence show that in-utero life exposure to maternal nutritional factors can alter mammary gland development and program breast cancer risk in adult life. Even tough studies focus on maternal nutrition, recent evidence show that paternal nutritional factors in-utero and during preconception also affects their female offspring mammary gland development and breast cancer susceptibility in adult life. Studies highlight epigenetic modulation of gene expression in the mammary gland as possible breast cancer programming underlying mechanisms. Selenium is a micronutrient with essential role in central aspects of embryogenesis, male fertility and that has been extensively studied as a chemopreventive agent in several breast cancer models. Among selenium possible mechanisms of action, modulation of cell proliferation, apoptosis, DNA damage, gene expression and epigenetic marks are highlighted. Thus, a rat experiment was conducted to evaluate whether paternal selenium deficiency or supplementation during preconception could affect mammary gland development and breast cancer risk, as well as possible molecular mechanisms involved. Four-week old male Sprague-Dawley rats were exposed to experimental diets (AIN93G) containing 0.15 (control), 0.05 (deficient) and 1ppm (supplemented) of selenium as sodium selenate for 9 weeks and mated with control females. At 7-week old, mammary carcinogenesis was induced in their female offspring by oral administration of 7,12 dymethylbenz[a] anthracene and mammary neoplasia development was evaluated. Paternal selenium deficiency during preconception altered mammary gland development as increased terminal end buds (TEBs) number, epithelial elongation and cell proliferation and decreased apoptosis that were associated with increased breast cancer risk (higher incidence and grade tumors). In addition, paternal selenium deficiency during preconception induced molecular alterations in the mammary gland of the female offspring such as global DNA hypomethylation, increased global levels of H3K27me3 and altered expression of genes related to early life and mammary gland development, apoptosis, cell cycle control, and DNA damage repair. Paternal selenium supplementation during preconception on the other hand did not influence breast cancer programing. Our data show that breast cancer risk can be determined in early-life stages trough the male germline molecular modulation and preconception as an important window of opportunity to start breast cancer prevention strategies. Assuring and adequate selenium intake by men could be a possible starting point.
Titre en portugais
Nutrição paterna e programação do câncer: influência da deficiência ou suplementação com selênio na susceptibilidade da prole feminina à carcinogênese mamária quimicamente induzida.
Mots-clés en portugais
Câncer de mama
Desenvolvimento da glândula mamária
Nutrição paterna
Prole feminina
Ratos
Selênio
Resumé en portugais
O câncer de mama é um importante problema de saúde pública. O desenvolvimento da glândula mamária é um processo dinâmico que se inicia na vida intrauterina e evidências recentes mostram que a exposição do feto a fatores nutricionais maternos altera o desenvolvimento da glândula mamária e a susceptibilidade ao câncer de mama na vida adulta. Mesmo com um maior foco na nutrição materna, evidências recentes apontam que a nutrição paterna no período intrauterino e de preconcepção também afetam o desenvolvimento da glândula mamária e o risco de câncer de mama da sua prole feminina na vida adulta. Estudos apontam a modulação epigenética da expressão de genes na glândula mamária como possíveis mecanismos envolvidos na programação do câncer de mama. O selênio é um micronutriente com papel essencial em aspectos centrais da embriogênese, fertilidade masculina e que tem sido extensivamente estudado como um agente quimiopreventivo em diferentes modelos de câncer de mama. Dentre os possíveis mecanismos de ação do selênio, destacam-se a capacidade de modulação da proliferação celular, apoptose, danos do DNA e da expressão de genes e mecanismos epigenéticos. Dessa forma, foi conduzido um experimento em ratos para avaliar se a deficiência ou suplementação paterna com selênio durante o período de preconcepção poderia afetar na prole feminina o desenvolvimento da glândula mamária e o risco ao câncer de mama na vida adulta, assim como possíveis mecanismos moleculares envolvidos. Ratos machos da linhagem Sprague-Dawley com 4 semanas de vida foram submetidos à dieta experimental AIN93G contendo 0,15 (controle); 0,05 (deficiente) e 1ppm (suplementada) com selênio na forma de selenato de sódio por 9 semanas e acasalados com fêmeas controle. Com 7 semanas de vida, a carcinogênese mamária foi iniciada na prole feminina através da administração oral do carcinógeno químico 7,12 dimetilbenz[a] antraceno e o desenvolvimento das neoplasias mamárias foi avaliado. A deficiência paterna de selênio causou alterações no desenvolvimento da glândula mamária da prole feminina como aumento no número de terminal end buds (TEBs), aumento da elongação do epitélio mamário, aumento da proliferação celular e diminuição da apoptose que foram associados ao aumento do risco do câncer de mama (maior incidência e agressividade das lesões). Além disso, a deficiência paterna de selênio causou alterações de nível molecular na glândula mamária da prole feminina como hipometilação global, aumento dos níveis globais de H3K27me3 e alteração na expressão de genes relacionados ao desenvolvimento no início da vida e da glândula mamária, apoptose, controle de ciclo celular e reparo de danos no DNA. A suplementação paterna com selênio não foi influenciou o desenvolvimento da glândula mamária e o risco ao câncer de mama na vida adulta. Nossos resultados mostram que o risco do câncer de mama pode ser determinado no início da vida através de influências paternas por meio da modulação de mecanismos moleculares e que o período de preconcepção se caracteriza como uma importante janela de susceptibilidade para iniciar estratégias de diminuição do risco do câncer de mama. Assegurar uma ingestão adequada de selênio por homens pode ser um possível ponto de partida.
 
AVERTISSEMENT - Regarde ce document est soumise à votre acceptation des conditions d'utilisation suivantes:
Ce document est uniquement à des fins privées pour la recherche et l'enseignement. Reproduction à des fins commerciales est interdite. Cette droits couvrent l'ensemble des données sur ce document ainsi que son contenu. Toute utilisation ou de copie de ce document, en totalité ou en partie, doit inclure le nom de l'auteur.
Date de Publication
2016-11-16
 
AVERTISSEMENT: Apprenez ce que sont des œvres dérivées cliquant ici.
Tous droits de la thèse/dissertation appartiennent aux auteurs
CeTI-SC/STI
Bibliothèque Numérique de Thèses et Mémoires de l'USP. Copyright © 2001-2022. Tous droits réservés.