• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.9.2012.tde-15052013-164913
Documento
Autor
Nome completo
Illana Louise Pereira de Melo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Mancini Filho, Jorge (Presidente)
Damasceno, Nágila Raquel Teixeira
Gioielli, Luiz Antonio
Purgatto, Eduardo
Torres, Elizabeth Aparecida Ferraz da Silva
Título em português
Avaliação em ratos do efeito do óleo da semente de romã (Punica granatum L.) sobre o perfil lipídico tecidual e sua influência sobre parâmetros bioquímicos em processos oxidativos
Palavras-chave em português
Ácido graxo conjugado
Estresse oxidativo
Incorporação tecidual
Óleo da semente de romã
Resumo em português
O objetivo geral deste estudo foi avaliar, em ratos, o efeito do óleo da semente de romã (PSO) sobre o perfil lipídico tecidual e sua influência sobre parâmetros bioquímicos em processos oxidativos. Foi realizada a caracterização do PSO, confirmando a presença do ácido punícico (PA; 55%) como ácido graxo majoritário e a alta concentração de fitosteróis (539mg/100g), bem como a presença de vitamina E (175mg/100g). O PSO apresentou-se dentro dos padrões de qualidade e a sua estabilidade oxidativa foi melhor em comparação ao óleo de linhaça. A suplementação de ratos saudáveis com o PSO, por via intragástrica durante 40 dias, não afetou o ganho de peso total e o peso dos tecidos muscular (gastrocnêmio) e adiposos (epididimal e retroperitonial). No entanto o PA foi metabolizado e incorporado na forma de ácido linoléico conjugado, sendo dose-dependete nos tecidos hepático, muscular, cardíaco, renal e adiposos. No cérebro, não foram observados ácidos graxos conjugados, mas as substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico (TBARS) apresentaram-se significativamente reduzidas nos animais suplementados com PSO, em relação ao controle. De modo geral, os resultados mostram que o PSO não provoca alterações no metabolismo lipídico e não participa do processo de inibição da oxidação em animais saudáveis. Em ratos submetidos ao estresse oxidativo hepático pelo tetracloreto de carbono (CCl4), a suplementação com PSO durante 21 dias não foi capaz de prevenir o quadro de estresse oxidativo, indicando que este óleo não tem efeito antioxidante utilizando esse modelo animal; embora a análise histológica tenha mostrado menores áreas lesionadas no parênquima hepático nos grupos tratados. Os resultados obtidos neste trabalho contribui com a literatura fornecendo mais informações a respeito do uso dos ácidos graxos conjugados, bem como do PSO em organismos saudáveis e submetidos à estresse oxidativo.
Título em inglês
Evaluation of the effects of pomegranate seed oil (Punica granatum L.) on tissue lipid profile and its influence on biochemical parameters in oxidative processes of rats
Palavras-chave em inglês
Conjugated fatty acid
Oxidative stress
Pomegranate seed oil
Tissue incorporation
Resumo em inglês
The aim of this study was to evaluate the effect of pomegranate seed oil (PSO) on tissue lipid profile and its influence on biochemical parameters in oxidative processes of Wistar rats. Characterization of PSO was carried out, confirming the presence of the punicic acid (PA, 55%) as the major fatty acid present in the oil and high concentrations of phytosterols (539mg/100g) were also observed, as well as the presence of vitamin E (175mg/100g). The PSO was within quality standards and it presented a higher oxidative stability as compared to flaxseed oil. The supplementation of healthy rats with the PSO via gavage during 40 days did not affect weight gain and total weight of muscle (gastrocnemius) and adipose (epididymal and retroperitoneal) tissues. However, PA was metabolized and incorporated as CLAs in a dose-dependent manner in the liver, muscle, heart, kidney and adipocytes. In the brain, conjugated fatty acids were not detected, but the values of thiobarbituric acid reactive substances were significantly reduced in animals supplemented with PSO as compared to the control group. Overall, the results showed that the PSO caused no changes in the lipid metabolism and did not inhibit tne oxidation in healthy animals. In rats that underwent hepatic oxidative stress by carbon tetrachloride (CCl4), the PSO supplementation for 21 days was not able to prevent the oxidative stress, indicating that this oil has no antioxidant effect using this animal model; although histological analysis has shown less injured areas in the liver parenchyma in the test groups. The results obtained in this study are a good addition to the literature once it provided more information about the use of conjugated fatty acids as well as garnered useful information about the effects of consumption of PSO in oxidative stress-induced rats.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-07-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.