• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Leandro Ricardo Altimari
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2004
Orientador
Banca examinadora
Tirapegui, Julio (Presidente)
Moreau, Regina Lucia de Moraes
Prouvot, Paulo de Aguiar
Título em português
Efeito da suplementação de creatina sobre o desempenho físico de adultos jovens treinados submetidos a esforços intermitentes máximos no cicloergômetro"
Palavras-chave em português
Aditivos alimentares
Agente ergogênico
Creatina
Dieta para esportistas (Análise)
Esforços intermitentes anaeróbios
Fadiga
Nutrição experimental
Nutrição humana
Suplementação alimentar (Efeitos)
Teste de Wingate
Resumo em português
O objetivo do presente estudo foi analisar o efeito da suplementação de creatina sobre o desempenho físico de adultos jovens treinados submetidos a esforços intermitentes máximos no cicloergômetro. A amostra foi composta por 26 indivíduos saudáveis, do sexo masculino, que foram divididos aleatoriamente em dois grupos, suplementado com creatina (CR, n = 13; 22,5 ± 2,7 anos; 74,9 ± 6,8 kg; 178,5 ± 4,8 cm) e placebo (PL, n = 13; 22,9 ± 3,2 anos; 71,9 ± 11,3 kg; 178,6 ± 4,0 cm). A suplementação de creatina ou placebo (maltodextrina) foi consumida por meio de delineamento duplo cego, em quatro doses de 5 g/dia durante os cinco primeiros dias (20 g/dia). A partir daí, uma única dose de 3 g/dia foi ingerida nos 51 dias subsequentes. Foi realizado um controle prévio dos hábitos alimentares e dos níveis de aptidão física dos indivíduos. Para avaliação do desempenho físico em esforços intermitentes foram realizados três Testes de Wingate (TW), separados por 2 minutos de intervalo, pré e pós-suplementação de CR ou PL. Os índices de desempenho físico analisados foram: potência de pico relativa (PPR); potência relativa a cada período de 5 s (PR); potência média relativa (PMR); trabalho total relativo (TTR) e índice de fadiga (IF). Foram coletados 25 µl de sangue no lóbulo da orelha um minuto após a realização de cada TW para a dosagem de lactato sanguíneo (LAC). Coletas de urina de 24 horas foram utilizadas para a determinar as concentrações de creatinina (CRT) antes e após o período de suplementação. Os dados foram tratados por ANOVA e ANCOVA para medidas repetidas, seguidas pelo teste post hoc de Scheffé. A PPR no TW2 foi significativamente maior (6%) para o grupo CR comparado ao grupo PL após a suplementação (p<0,01). PR no período de 0-5 s no TW2 foi significante maior para o grupo CR (11%) comparado ao PL após a suplementação (p<0,02). A PMR e o IF não apresentaram diferenças significativas nos TW, entre os grupos CR e PL após a suplementação (p>0,05). O TTR foi significativamente maior no grupo CR (3%) comparado ao PL após a suplementação (p<0,02). O LAC não apresentou diferenças significantes nos TW, entre os grupos CR e PL, após suplementação (p>0,05). Interação significante entre grupo e tempo foi encontrada para a CRT, indicando que o grupo CR teve sua taxa de excreção aumentada (22%) após a suplementação de creatina (p<0,03). Os resultados do presente estudo sugerem que a suplementação de creatina melhora o desempenho físico em esforços intermitentes de alta intensidade e curta duração, e que esta melhora parece ser determinada nos 5 s iniciais de esforço.
Título em inglês
Title not available
Palavras-chave em inglês
Anaerobic intermittent efforts
Creatine
Ergogenic aid
Fatigue
Wingate test
Resumo em inglês
The objective of present study was to analyze the effect of creatine supplementation on performance of trained young adults submitted the intermittent maximal efforts in cycle ergometer. The sample was composed by 26 individuals healthy, male, that were randomly divided in two groups, supplemented with creatine (CR, n = 13; 22.5 ± 2.7 years; 74.9 ± 6.8 kg; 178.5 ± 4.8 cm) and placebo (PL, n = 13; 22.9 ± 3.2 years; 71.9 ± 11.3 kg;178.6 ± 4.0 cm). The creatine supplementation or placebo (maltodextrin) was consumed through a blind double manner, in four doses 5 g/day during the first five days (20 g/day). Therefore, a single dose 3 g/day was ingested in the following 51 days. Previous control of the alimentary habits was accomplished and levels of physical fitness of the individuals. For evaluation of the performance in intermittent maximal efforts three Wingate Test (WT) were accomplished separate for 2 minutes of interval, pre and pos supplementation of CR or PL. The analysis performance indexes were: relative peak power (RPP), relative power to each period of 5 s (RP), relative mean power (RMP), relative total work (RTW) and index of fatigue (IF). The 25 µl blood were collected in the earlobe one minute after the accomplishment of each TW for the dosage of lactate blood (LAC). Collections of urine of 24 hours were used for the determination of creatinine concentration (CRT) before and after the supplementation period. ANOVA and ANCOVA with repeated measures, followed by the test post hoc from Scheffé. RPP in WT2 was significantly larger (6%) for the group CR compared to the group PL after the supplementation (p<0.01). The PR in period of 0-5 s in TVV2 was significant larger for the group CR (11%) compared to PL after the supplementation (p <0.02). RMP and IF didn't present significant differences in WT, among the groups CR and PL after the supplementation (p>0.05). RTW was significantly larger in the group CR (3%) compared to PL after the supplementation (p<0.02). The LAC didn't present significant differences in WT, among the groups CR and PL, after supplementation (p>0.05). Significant interaction between group and time was found for CRT, indicating that the group CR had his tax of increased excretion (22%) after the supplemented with creatine (p<0,03). The results of the present study suggest that creatine supplementation improve the performance in intermittent efforts of high intensity and short duration, and this improvement seems to be certain in 5 s initial of effort.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-09-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.