• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.9.2020.tde-05072021-165209
Documento
Autor
Nome completo
Josisleine Recalde Allaion Ferreira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2020
Orientador
Banca examinadora
Franco, Bernadette Dora Gombossy de Melo (Presidente)
Oliveira, Ricardo Pinheiro de Souza
Landgraf, Mariza
Nero, Luís Augusto
Título em português
Caracterização microbiológica do queijo minas artesanal comercializado em São Paulo: segurança, higiene e diversidade microbiana
Palavras-chave em português
Diversidade bacteriana
Higiene
Queijo minas artesanal
Segurança microbiológica
Resumo em português
Existe no Brasil uma grande variedade de queijos que se enquadram no conceito de "queijo minas artesanal". Produtores consideram que a legislação que regula o setor, em níveis municipal, estadual e federal, é confusa e excessivamente rigorosa, dificulta a padronização dos produtos, interfere no crescimento do setor e facilita a comercialização de queijos em desacordo com os padrões de higiene e segurança estabelecidos. Este trabalho de pesquisa de mestrado pretendeu gerar dados sobre as condições higiênico-sanitárias e segurança microbiológica de queijos minas artesanal, produzidos em Minas Gerais e coletados no comércio da cidade de São Paulo, bem como contribuir com informações a respeito da diversidade bacteriana nos queijos estudados. Foram estudadas 100 amostras de queijo minas artesanal coletadas no comercio de São Paulo, que foram submetidas à enumeração de microrganismos indicadores de higiene (coliformes, Escherichia coli e estafilococos), Salmonella e Listeria monocytogenes, empregando técnicas convencionais de cultivo e também moleculares. Os estafilococos coagulase positivos foram estudados quanto à tolerância à biocidas de interesse para alimentos, determinando-se também a diversidade microbiana, utilizando-se Next Generation Sequencing em Illumina MiSeq. Os resultados indicaram baixa ocorrência dos patógenos estudados, e que 10% e 32% das amostras excederam os limites para Escherichia coli e estafilococos coagulase positiva estabelecidos pelas legislações vigentes, respectivamente. Entre os estafilococos coagulase positiva, 37,7% foram tolerantes a algum dos biocidas testados, com maior prevalencia dos tolerantes ao cloreto de benzalcônio (75%). Quanto à diversidade bacteriana, os gêneros predominantes foram Streptococcus (32,7%), Lactococcus (30,6%) e Corynebacterium (15,6%). A microbiota bacteriana detectada nos queijos Canastra estudados não apresentou dissimilaridade quando comparada à microbiota bacteriana de outros queijos Canastra coletados nos locais de produção em outro estudo. Observou-se que as regiões de coleta dos queijos na cidade de São Paulo e os pontos de comercialização em São Paulo apresentam maior influência sobre a microbiota detectada para o queijo minas artesanal do que as regiões de produção (p<0,05), sugerindo a interferência das práticas de manipulação após a produção na diversidade bacteriana detectada nos queijos.
Título em inglês
Microbiological characterization of artisanal minas cheese marketed in São Paulo: safety, hygiene and microbial diversity
Palavras-chave em inglês
Artisanal Minas cheese
Bacterial diversity
Hygiene
Microbiological safety
Resumo em inglês
There is a wide variety of cheeses in Brazil that fit the concept of "artisanal minas cheese". Producers consider that the legislation that regulates the sector, at municipal, state and federal levels, is confusing and excessively strict, hinders the standardization of products, interferes with the growth of the sector and facilitates the marketing of cheeses in disagreement with the hygiene and safety standards. This master's research work aimed to generate data on the hygienic-sanitary conditions and microbiological safety of artisanal Minas cheeses, produced in Minas Gerais and collected in São Paulo's commerce, as well as to contribute with information about the bacterial diversity in the studied cheeses. One hundred samples of artisanal Minas cheese collected in the São Paulo market were subjected to the enumeration of hygiene indicator microorganisms (coliforms, Escherichia coli and staphylococci), Salmonella and Listeria monocytogenes, using conventional cultivation and also molecular techniques. Coagulase positive staphylococci were studied for tolerance to biocides of interest to food, and microbial diversity was also determined using Next Generation Sequencing in Illumina MiSeq. The results indicated a low occurrence of the studied pathogens, and that 10% and 32% of the samples exceeded the limits for Escherichia coli and coagulase positive staphylococci established by the current legislation, respectively. Among the coagulase positive staphylococci, 37.7% were tolerant to at least one of the tested biocides, with a greater prevalence of those tolerant to benzalkonium chloride (75%). As for microbial diversity, the predominant genera were Streptococcus (32.7%), Lactococcus (30.6%) and Corynebacterium (15.6%). The bacterial microbiota detected in the studied Canastra cheeses showed no dissimilarity when compared to the bacterial microbiota of other Canastra cheeses collected at the production sites in another study. It was observed that the cheese collection regions in the city of São Paulo and the marketing points in São Paulo had a greater influence on the detected bacterial microbiota than the production regions (p<0.05), suggesting the interference of the practices of manipulation after production in the bacterial diversity detected in the cheeses.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2021-07-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.