• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.85.2016.tde-22012016-110345
Documento
Autor
Nome completo
Camila Ramos Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Ribeiro, Martha Simões (Presidente)
Maria, Durvanei Augusto
Nuñez, Silvia Cristina
Título em português
Efeitos do laser de baixa potência em células de linhagem tumoral e fibroblastos submetidos à radiação ionizante
Palavras-chave em português
células de câncer de mama
fibroblastos
laser de baixa potência
radiação ionizante
Resumo em português
O câncer é um problema de saúde pública mundial. O Instituto Nacional do Câncer (INCA) estimou que no Brasil, no ano de 2015, 576 mil novos casos surgiram, representando a segunda maior causa de mortes por esta doença. Entre os tratamentos oferecidos para o câncer, podemos destacar a radioterapia, que utiliza fontes ionizantes para erradicar ou impedir a proliferação das células tumorais. Entretanto, o uso da radiação ionizante (R.I), pode acarretar danos às células não tumorais circunvizinhas ao tumor. Assim, tratamentos coadjuvantes que possam diminuir os efeitos deletérios da radiação são extremamente importantes. Neste contexto, o laser de baixa potência (LBP) surge como alternativa para modular a resposta das células frente à radiação ionizante. Sendo esse nosso objetivo, células de fibroblastos de gengiva humana (FMM1) e câncer de mama (MDA-MB-231) foram expostas as doses de 2,5 e 10 Gy e após 24 h receberam LBP (λ= 660 nm, 40 mW e 0,04 cm²) com as densidades de energia de 30, 60, 90, 120 e 150 J/cm². A viabilidade celular foi quantificada através do teste de exclusão com azul de tripan durante quatro dias. A influência do LBP nas fases do ciclo celular e a expressão do Antígeno Nuclear de Proliferação celular (PCNA) foram realizadas por citometria de fluxo. A expressão de β-Galactosidase foi considerada para quantificar a senescência celular. Considerando os parâmetros utilizados, observou-se aumento na viabilidade celular, da expressão de PCNA, maior população nas fases S e G2/m do ciclo celular, e a diminuição de células senescentes para as células não tumorais, enquanto que para as tumorais, nenhuma resposta foi observada na viabilidade celular, maior população nas fases S e G2/m do ciclo celular e na quantidade de células senescentes enquanto que a expressão de PCNA diminuiu. Diante disso, concluímos que o LBP exerceu efeitos em ambas as linhagens celulares.
Título em inglês
Low power laser effects in cancer cells and fibroblasts submitted the ionizing radiation
Palavras-chave em inglês
breast cancer
fibroblasts
ionizing radiation
low power laser
Resumo em inglês
Cancer is considered a public health problem worldwide. According to the Brazils National Cancer Institute (INCA), 576,000 new cases of cancer were estimated for 2015 in Brazil, representing the second leading cause of death. Radiotherapy may be a treatment to several of types of cancer, frequently using ionizing radiation to eradicate or prevent the proliferation of tumor cells. This treatment, however, can lead to death of non-tumor cells around in irradiated tissue. Given this, adjuvant therapies that can minimize the side effects of ionizing radiation are of extremely importance. In this context, low power laser (LPL) may be an alternative to modulate the response of healthy cells to ionizing radiation. In this study, cells of human gingival fibroblasts (FMM1) and breast cancer (MDAMB- 231) were exposed to gamma radiation at doses of 2.5 and 10 Gy. After twenty-four hours, cell were irradiated with LPL (λ= 660 nm, 40 mW and total area of 0.04 cm²) with energy densities of 30, 60, 90, 120 and 150 J/cm². The cell viability was measured during four days, using the trypan blue technique. The influence of LPL on the cell cycle and on expression of the nuclear antigen of cellular proliferation (PCNA) was evaluated by flow cytometry. The expression of β-Galactosidase was the chosen method to assess cell senescence. Considering our adopted parameters, and focusing on the non-tumor cells, we have observed an increase in: 1) cell viability; 2) cell population in phases S and G2/M cell cycle; 3) PCNA expression with decrease in senescence. No alterations were observed in the cell viability, with greater population in phases S and G2/M cell cycle, while the number of senescent cells and the expression of PCNA were decreased. Therefore, we have concluded that the LPL promoted effects on both cell lineages, with increased cell viability on FMM1 cells, whether cancer cells maintained a decreased proliferation.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
2015SilvaEfeitos.pdf (3.22 Mbytes)
Data de Publicação
2016-02-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.