• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.84.2007.tde-11102012-145724
Documento
Autor
Nome completo
Rosana Curzel
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Silber, Simao Davi (Presidente)
Domingues, Edson Paulo
Ferreira Filho, Joaquim Bento de Souza
Guilhoto, Joaquim Jose Martins
Perobelli, Fernando Salgueiro
Título em português
Integração regional e liberalização comercial: uma análise para o Mercosul com um modelo aplicado de equilíbrio geral
Palavras-chave em português
Liberalização Comercial e Modelos de Equilíbrio Geral Aplicado ou Computável (EGA ou EGC).
Mercosul
Resumo em português
CURZEL, R. Integração regional e liberalização comercial: uma análise para o Mercosul com um modelo aplicado de equilíbrio geral. 2007. 130f. Tese (doutorado) Programa de Pós-Graduação em Integração da América Latina, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007. O objetivo desta tese é dimensionar o impacto de diferentes políticas de liberalização comercial sobre a economia do Mercosul, aqui formados por Argentina, Brasil, Uruguai e Venezuela. Para isto, utilizou-se da metodologia dos Modelos de Equilíbrio Geral Computável ou Aplicado, especificamente o denominado GTAP (Global Trade Analysis Project, versão 6.2), cuja base de dados associada tem como ano base 2001. Foram implementados os seguintes cenários hipotéticos de política comercial: a formação de uma Área de Livre Comércio das Américas (Alca); um acordo de livre comércio entre o Mercosul e a União Européia (UE), esta com seus atuais 27 sócios; a formação de ambos os acordos conjuntamente; a assinatura de Tratados de Livre Comércio (TLCs) entre os países da América Latina e os EUA, sem a participação do Brasil; a assinatura de TLCs entre paises da América Latina e os EUA, com a exceção dos sócios do Mercosul, Bolívia e Equador. Todos eles foram implementados com e sem a inclusão de produtos considerados sensíveis nas negociações internacionais, principalmente os agropecuários. Antes de executar as simulações, substituiu-se parte da base de dados referentes à proteção tarifária brasileira e norte-americana por uma nova base calculada com informações do Ministério da Fazenda brasileiro e do USA International Trade Comission (USITC). Assim, as simulações foram realizadas com a base original e a modificada. Os resultados apontaram para ganhos de bem estar na seguinte ordem, independente da base utilizada: 1) formação simultânea da ALCA e do acordo Mercosul-UE; 2) formação do acordo Mercosul-UE; 3) formação da ALCA; 4) excluindo-se os produtos sensíveis, a formação de ambos os acordos; 5) excluindo-se os produtos sensíveis, a formação da ALCA. Todos os outros cenários traduzir-se-iam em perdas de bem estar para o Mercosul em seu conjunto. A condição sine qua non para a formatação da ALCA, ou o acordo com a UE, ou ainda, ambos, é a eliminação do protecionismo agropecuário dos países desenvolvidos, ou seja, os EUA e os da UE.
Título em espanhol
Integración regional y liberalización comercial: uma analisis para el Mercosur com un modelo de equilíbrio general computable.
Palavras-chave em espanhol
Liberalización comercial y Equilíbrio General Computable.
Mercosur
Resumo em espanhol
CURZEL, R. Integración regional y liberalización comercial: uma analisis para el Mercosur com un modelo de equilíbrio general computable. 2007. 130f. Tesis (doctorado) Programa de Pós-Graduación en Integración de América Latina (Prolam), Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007. El objeto de la presente tesis es evaluar los efectos de diferentes políticas de liberalización comercial sobre la economia del Mercosur, compuesto por Argentina, Brasil, Uruguay y Venezuela. La metodología utilizada fué aquella de los Modelos de Equilíbrio General Computable, especificamente el GTAP (Global Trade Analysis Project, versión 6.2), cuyo año de referencia es 2001. Fueran realizados diez simulaciones: la formación del Acuerdo de Libre Comercio de las Américas (ALCA); un acuerdo de libre comercio del Mercosul con la Unión Europea (UE), con sus 27 miembros; la formación de los dos acuerdos simultáneamente; la suscripción de Tratados de Libre Comercio (TLCs) de los países de la América Latina con los Estados Unidos, pero Brasil no lo suscribe; la suscripción de TLCs de paises de la América Latina con los Estados Unidos, y ahora no suscriben todos los miembros del Mercosur y también Bolivia y Ecuador. Las mismas simulaciones son realizadas con exclusión de productos sencillos, como los agropecuarios, el textil, de la confección y de cuero y calzados. Las simulaciones fueran realizadas con la base de datos original y con otra modificada para incorporar los aranceles efectivos sur las importaciones del Brasil y de parte de los Estados Unidos. Los resultados evidenciaron efectos positivos de bien estar para el Mercosur en la siguiente orden, independiente de la base utilizada: 1) la formación simultanea del ALCA y el acuerdo Mercosur-UE; 2) la formación del acuerdo Mercosur-UE; 3) la formación del ALCA; 4) excluyendo los productos sencillos, la formación de los dos acuerdos simultáneamente; 5) excluyendo-se los productos sencillos, la formación del ALCA. Los otros escenarios resultarían en perdidas de bien estar para el Mercosur en su conjunto. Se concluye que la condición sine qua non para la formación del ALCA u del acuerdo con la UE u aún los dos es la eliminación del proteccionismo agropecuario de los países desarrollados, o sea los Estados Unidos y la UE.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Rosana_Curzel_capa.pdf (15.99 Kbytes)
Data de Publicação
2013-01-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.