• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.84.2019.tde-10122019-160319
Documento
Autor
Nome completo
Waldo Lao Fuentes Sanchez
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Urquidi, Vivian Grace Fernandez Davila (Presidente)
Almeida, Lucio Flavio Rodrigues de
Freitas, Caroline Cotta de Mello
Rivas, Gilberto López y
Secco, Lincoln Ferreira
Título em espanhol
Autonomía indígena: el caso del reconocimientode la autonomía regional en Nicaragua y de la resistencia autónoma del movimiento Zapatista en México
Palavras-chave em espanhol
Autonomía
Estado
Nicaragua y México
Pueblos indígenas
Sandinismo y Zapatismo
Resumo em espanhol
El presente trabajo pretende analizar, desde una perspectiva histórica, la lucha por el reconocimiento de la autonomía de los pueblos indígenas en América Latina, a partir de la comparación de dos diferentes e importantes experiencias latinoamericanas: el caso de la región del Atlántico en Nicaragua, bajo el gobierno Sandinista y la experiencia de una autonomía en resistencia del Ejército Zapatista de Liberación Nacional (EZLN) al sur de México. Consideramos que en la actualidad, las autonomías indígenas han ido tomando cada vez más relevancia, debido a que están en la base de los procesos políticos de los pueblos indígenas en relación al Estado - contra la hegemonía, el colonialismo interno y los proyectos de despojo en contra de las comunidades.
Título em português
Autonomia indígena: o caso do reconhecimento da autonomia regional em Nicarágua e da resistência autônoma do movimento Zapatista no México
Palavras-chave em português
Autonomia
Estado
Nicarágua e México
Povos indígenas
Sandinismo e Zapatismo
Resumo em português
O presente trabalho pretende analisar, desde uma perspectiva histórica, a luta pelo reconhecimento da autonomia dos povos indígenas da América Latina, a partir da comparação de duas diferentes e importantes experiências latino-americanas: o caso da região do Atlântico na Nicarágua, no governo Sandinista e a experiência de uma autonomia em resistência do Exército Zapatista de Libertação Nacional (EZLN), no sul do México. Consideramos que na atualidade, as autonomias indígenas têm tomado cada vez mais relevância, pois estão na base dos processos políticos dos povos indígenas em relação com o Estado - contra a hegemonia, o colonialismo interno e os projetos de despejo contra suas comunidades.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-12-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.