• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.83.2008.tde-12012009-154116
Documento
Autor
Nome completo
Cristiane Aparecida Silveira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Robazzi, Maria Lucia do Carmo Cruz (Presidente)
Cano, Maria Aparecida Tedeschi
Marziale, Maria Helena Palucci
Mauro, Maria Yvone Chaves
Paiva, Sonia Maria Alves de
Título em português
Benefícios e malefícios do trabalho sob a ótica de adolescentes trabalhadores
Palavras-chave em português
Adolescência
Enfermagem
Saúde do trabalhador
Trabalho de menores
Resumo em português
Este estudo objetivou identificar as repercussões do trabalho na vida de adolescentes de uma cidade do interior de Minas Gerais, segundo a ótica dos próprios trabalhadores. Trata-se de uma investigação quanti-qualitativa, com o uso de estatística descritiva e análise de conteúdo para o tratamento dos dados. Participaram da pesquisa 66 adolescentes e os resultados revelaram uma composição com uma média de cinco pessoas por família, renda de um a três salários-mínimos, sendo que 27 (40,91%) realizavam o trabalho nas ruas e 39 (59,09%) em setores administrativos de diversas instituições. Quanto ao tempo de trabalho, 24 (36,36%) trabalhavam de sete a 12 meses; nove (13,64%) adolescentes referiram ter sofrido Acidente de Trabalho e quatro (6,06%) já adoeceram por causa do trabalho. As categorias abstraídas dos depoimentos para a identificação do significado do trabalho para os adolescentes foram: independência financeira; ajuda familiar; valoração pessoal e valoração profissional. As repercussões positivas apontam o desenvolvimento de habilidades de relacionamento interpessoal e de comunicação; desenvolvimento pessoal, intelectual e físico; independência e liberdade; ocupação do tempo e a melhoria na condição de vida. As repercussões negativas incluíram: cansaço e preocupação; falta de tempo para lazer, estudos, convívio familiar e com amigos e riscos do trabalho. Quanto à opinião da família acerca da condição ocupacional do adolescente emergiram três categorias temáticas: apoio, aspecto financeiro e oportunidade. Concluiu-se que o adolescente tem uma visão positiva do trabalho e reconhece os malefícios e benefícios do trabalho em sua vida
Título em inglês
Positive and negative aspects through adolescent workers perspective.
Palavras-chave em inglês
Adolescent
Child labour
Nursing
Occupational health
Resumo em inglês
This study aimed to identify the repercussions of work in adolescents life in a city in the interior of Minas Gerais (Brazil), according to workers perspective. It is a quantitative and qualitative study, using descriptive statistics and content analysis. Subjects were 66 adolescents and results showed a family composition with an average of five people and family income from one to three minimum wages; 27 (40.91%) of them have field works and 39 (59,09%) work in administrative sectors of different institutions. Regarding time of work, 24 (36,36%) had worked from 7 to 12 months. Nine (13,64%) adolescents mentioned having Occupational Accidents and four (6,06%) have already been taken ill because of work. Financial independence, family help and personal and professional valuation were the categories attributed to the meaning of work. The positive repercussions were development of social and communicative abilities, personal, physical and intellectual development, independence and liberty, to occupy the spare time and improvement in living conditions. The negative repercussions included: tiredness, preoccupation, loss of time spent with family and friends, occupational risks and lack of time for study and leisure. Three thematic categories emerged from the opinion of the families about the occupational condition: support, financial aspect and opportunity. It is concluded that the adolescent has a positive view of work, attributing different meanings to it, family also have this viewpoint, even recognizing the interferences of work in adolescents life
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2009-03-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.