• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
10.11606/D.82.2016.tde-28032016-141728
Documento
Autor
Nombre completo
Mônica Cristina Assaiante de Souza
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Carlos, 2014
Director
Tribunal
Elui, Valéria Meirelles Carril (Presidente)
Carvalho, Jonas de
Claro Neto, Salvador
Título en portugués
Caracterização e modificação de poliuretano derivado de óleo vegetal para confecção de órteses
Palabras clave en portugués
Óleo vegetal
Órtese
Poliuretano
Termoplástico
Resumen en portugués
As patologias que acometem os membros superiores são bastante incapacitantes para os seres humanos, pois elas são sua principal ferramenta de interação com o mundo tanto pelo papel nas tarefas cotidianas quanto pelo simbolismo que carregam. Na Terapia Ocupacional o objetivo é promover uma melhor qualidade de vida, maior autonomia e participação no cotidiano e, dentre os recursos e abordagens possíveis no processo de reabilitação, as órteses têm grande destaque, pois seu uso correto pode "aumentar a função, prevenir ou corrigir deformidade, proteger estruturas em processo de cicatrização, restringir o movimento e permitir o crescimento ou remodelação tecidual" (FESS, 2002, p.98). As órteses mais utilizadas na prática clínica são confeccionadas em material termomoldável de baixa temperatura. Não há opções nacionais deste material, implicando na necessidade de importação que pode gerar dificuldades no acesso a este tipo de material. Leite (2007) desenvolveu um poliuretano derivado do óleo vegetal (mamona) que se mostrou apto para a confecção de órteses após ensaios mecânicos, térmicos e clínicos, mas que necessita de melhorias, principalmente em relação aos aspectos de maleabilidade (moldabilidade) e memória do material. O presente trabalho tem como objetivos caracterizar o material desenvolvido e alguns existentes no mercado e modificar o material desenvolvido por Leite (2007). Para tanto, foram introduzidas modificações - acréscimo de cargas e mudanças na proporção poliol e pré-polímero - e realizados ensaios mecânicos e térmicos de Memória, Dureza, Moldabilidade, Análise Dinâmico-Mecânica, Tração, Temperatura no Contato com a Pele Humana e a velocidade de Resfriamento do material. Os resultados indicam que o acréscimo de Sílica Pirogênica e o aumento da proporção de poliol em relação ao pré-polímero melhoraram a moldabilidade do material e tornaram a memória adequada aos propósitos. Conclui-se que o novo material, o compósito CPU POS, é mais rígido que os importados, suportando maior carga, é seguro para o paciente do ponto de vista de temperatura e possui uma grande validade. A moldabilidade é rápida e necessita que o terapeuta posicione o material, pois ele não se acomoda com a ação da gravidade. A dureza foi diminuída, embora ainda seja maior que a dos materiais de comparação. Assim, o presente estudo contribuiu para um maior conhecimento dos termomoldáveis existentes no mercado utilizados para confecção de órteses e aponta o poliuretano derivado de óleo vegetal, modificado com cargas, como um material adequado para este propósito.
Título en inglés
Characterization and modification of vegetable oil based polyurethane to orthosis fabrication
Palabras clave en inglés
Orthosis
Polyurethane
Thermoplastic
Vegetable oil
Resumen en inglés
Pathologies that affect the upper limbs are very incapacitating to humans, because they are your primary tool for interaction with the world, both thé role of everyday tasks as the symbolism they carry. In Occupational Therapy the objective is promote a better quality of life, more autonomy and participation in daily life and, among the resources and possible approaches in the rehabilitation process, the orthosis have great prominence, because their correct use can "enhance function, prevent or correct deformities, protect structures in the healing process, restrict movement and support the growth or tissue remodeling" (FESS, 2002, p.98). The most used orthosis in clinical practice are fabricated with low temperature thermoplastic. There are no national options of this material, resulting in import which can create difficulties in accessing this type of material. Leite (2007) developed a vegetable (castor) oil based polyurethane that proved suitable for orthosis, after mechanical, thermal and clinical testing, but needs improvements especially aspects of malleability (moldability) and memory of the material. The current work aims at characterizing the material developed and some of the existing materials and modify the material developed by Leite (2007). Therefore, changes have been introduced - increase of fillers and changes in the proportion polyol to prepolymer - and performed mechanical and thermal tests of Memory, Hardness, Moldability, Dynamic Mechanical Analysis, Traction, Temperature in contact with human skin and the speed Cooling the material. The results indicate that the addition of Pyrogenic Silica and increased proportion of polyol in relation to the prepolymer improved moldability ofthe material and made appropriate memory to the purpose. We conclude that the new material, composite CPU POS, is more rigid than the imported, supporting higher load, it is safe for the patient in terms of temperature and has a great validity. The moldability is fast and requires the therapist to position the material, because it does not settle by gravity. The hardness was decreased, although it is still higher than the comparison material. Thus, the present study contributed to a better understanding of existing market thermoformables used for orthosis and points the polyurethane derived from vegetable oil, modified with fillers, as a suitable material for this purpose.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2016-03-28
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2021. Todos los derechos reservados.