• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
10.11606/T.82.2013.tde-23052013-102854
Documento
Autor
Nombre completo
Débora Couto de Melo Carrijo
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Carlos, 2013
Director
Tribunal
Elui, Valéria Meirelles Carril (Presidente)
Araujo, João Eduardo de
Fernandes, Luciane Fernanda Rodrigues Martinho
Oliveira, Anamaria Siriani de
Shimano, Antonio Carlos
Título en portugués
Validação do instrumento de medida da resistência da musculatura espástica flexora de punho e dedos
Palabras clave en portugués
Avaliação
AVE
Espasticidade
Punho
Resumen en portugués
A espasticidade é uma das alterações decorrentes do Acidente Vascular Encefálico (AVE) que causa limitação no tônus muscular podendo gerar graves comprometimentos funcionais nos membros superiores. Pela característica do tecido neurológico lesado, frequentemente ocorre a cronificação das sequelas e incapacidades e atuar na minimização desses comprometimentos é objetivo dos profissionais da saúde. No entanto, há dificuldades na escolha da intervenção, análise de sua eficácia e aprimoramento dos estudos na área da reabilitação decorrentes da limitação nas estratégias de avaliação, sendo que nessa área as escalas são utilizadas com frequência. Dessa forma, esse estudo buscou desenvolver e validar a utilização clínica de um instrumento de medida da resistência isométrica ao estiramento passivo do grupo muscular flexor do punho em adultos e idosos com espasticidade decorrente do AVE. Foi desenvolvido um instrumento portátil capaz de medir a resistência da musculatura com um torquímetro. Foram realizados testes para analisar a validade, confiabilidade, sensibilidade e praticabilidade. Os testes foram feitos com os sujeitos sentados e com o antebraço e mão fixados no aparelho em seis diferentes posições do arco do movimento do punho, sendo que a articulação permaneceu estável por 20 segundos em cada posição. Foi realizada a avaliação de 108 sujeitos. A avaliação unilateral foi realizada em 21 sujeitos sem lesão neurológica e 27 sujeitos com AVE. A avaliação bilateral por dois examinadores foi realizada em 60 sujeitos, sendo 19 sem lesão e 41 com lesão neurológica. O instrumento mostrou-se capaz de mensurar as diferenças da resistência da musculatura em cinco das seis posições sendo relevante salientar que o instrumento foi sensível para apresentar a diferença entre população normal e com lesão e posteriormente apresentando a diferença entre lado comprometido e não comprometido. Os testes inter-examinadores mostraram boa correlação, no entanto, considerou-se a distribuição da segunda avaliação mais uniforme, sugerindo que se deve padronizar o uso para que o examinador realize a sequência de avaliação do arco do movimento por, no mínimo, duas vezes. Evidenciou-se ainda que o instrumento foi sensível para graduar a intensidade da sequela utilizando-se da comparação entre o lado não comprometido e o comprometido, sempre que a sequela seja apenas do hemicorpo visto que a graduação atribuída pela Escala Modificada de Ashworth possibilitou identificar correlação com as resistências apenas na avaliação grau 3, sendo que nos demais graus, não houve evidência estatística, corroborando com os também apresentados na literatura. Sugere-se, como continuidade do estudo, correlacionar os dados obtidos da avaliação da resistência estática à dinâmica. Esse instrumento desenvolvido pode ser utilizado para avaliação dos efeitos de órteses posicionadoras de punho, contribuindo assim, para o aprimoramento das estratégias de reabilitação.
Título en inglés
Validation of the instrument to measure the resistance of the spastic flexor muscles of the wrist and fingers
Palabras clave en inglés
Assessment
Spasticity
Stroke
Wrist
Resumen en inglés
Spasticity is one of the changes resulting from stroke which causes limitation in muscle tone and may cause severe functional impairment of the upper limbs. For the feature damaged neurological tissue often occurs chronicity of disabilities and act on these commitments is minimization objective of health professionals. However, there are difficulties in the choice of intervention, analysis and improvement of its effectiveness studies in rehabilitation due to limitations in assessment strategies, and this area scales are frequently used. Thus, this study sought to develop and validate the clinical use of an instrument for measuring isometric resistance to passive stretching of the wrist flexor muscle group in adult and elderly patients with spasticity due to stroke. We developed a portable instrument capable of measuring the muscular strength of a torquemeter. Tests were conducted to examine the validity, reliability, sensitivity and practicability. Tests were performed with the subjects seated with the forearm and hand set in the apparatus in six different positions of the arc of movement of the wrist, and the joint remained stable for 20 seconds at each position. Our evaluation of 108 subjects. The evaluation was performed unilaterally in 21 subjects without neurological injury and 27 subjects with stroke. A bilateral assessment by two examiners was performed in 60 subjects, 19 with and 41 without injury neurological injury. The instrument was able to measure differences in muscle strength in five of the six positions is important to note that the instrument was sensitive to show the difference between normal population and with injury and presents the difference between the affected and non-affected. The tests showed good inter-rater correlation, however, was considered a distribution more uniform the second evaluation, suggesting that it should use to standardize the examiner performs the evaluation sequence of the arc of movement by at least twice . It is further demonstrated that the instrument was sensitive to grade the intensity of the sequel using comparing the committed and uncommitted side where the sequel of the hemisphere is only seen that the graduation given by the Modified Ashworth Scale possible to identify a correlation with resistance only in the evaluation grade 3, and in the remaining degrees, there was no statistical evidence, corroborating also presented in the literature. It is suggested, as a continuation of the study, correlate data obtained from the evaluation of the resistance to static dynamic. This tool developed can be used to assess the effects of splint of wrist, thus contributing to the improvement of rehabilitation strategies.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2013-05-23
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2022. Todos los derechos reservados.