• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.82.2014.tde-22052014-152137
Documento
Autor
Nome completo
Rubens dos Santos Rosa
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Carlos, 2014
Orientador
Banca examinadora
Plepis, Ana Maria de Guzzi (Presidente)
Camargo Filho, José Carlos Silva
Cunha, Marcelo Rodrigues da
Louzada, Mario Jefferson Quirino
Martins, Virginia da Conceição Amaro
Título em português
Efeito sinérgico da associação exercício/aquecimento nas propriedades mecânicas e estruturais do tendão calcâneo
Palavras-chave em português
Aquecimento
Propriedades mecânicas
Tendão
Resumo em português
O aquecimento terapêutico e o treinamento com saltos verticais são modalidades de escolha para tratamentos nas várias áreas da medicina e da fisioterapia. Na literatura poucos estudos avaliaram a resistência do tendão calcâneo pós-aquecimento, principalmente em tecidos aquecidos a temperaturas elevadas (42 e 45°C). Este estudo teve o objetivo de comparar certas propriedades mecânicas do tendão calcâneo de ratos como: força no limite de resistência máxima (N), rigidez (N/m) e energia absorvida até o ponto de ruptura (mJ), após o aquecimento induzido in vivo por convecção associado ao exercício físico (saltos verticais) e posteriormente investigar quantitativamente e qualitativamente as alterações estruturais na proteína colágeno presente no tendão, por meio de análises histológicas (hematoxilina e eosina, picro-sirius), força atômica (AFM) e birrefringência. No presente estudo foram utilizados 35 Ratos Albinus da Raça Wistar, todos machos divididos em 7 grupos (grupo controle GC, I, II, III, IV, V e VI). O GC foi utilizado exclusivamente para análises histológicas, os grupos I (sem alteração térmica), III (42°C) e V (45°C) não passaram por exercícios físicos, os grupos II (sem alteração térmica), IV(42°C) e VI (45°C) passaram por exercícios físicos (saltos verticais) e todos os grupos passaram por ensaio mecânico de tração. De uma maneira generalizada os resultados para as análises mostraram uma diferença do grupo controle GC, I, II em relação aos grupos III, IV, V e VI, o que fez perceber que em temperaturas elevadas há danos no tecido tendíneo e em temperaturas iguais e ou acima de 42°C e 45°C associado ao exercício físico de saltos verticais o dano acentua-se. Há um início de danos ao tecido tendíneo, acentuando-se na temperatura de 45°C e os eventos constatados nas análises histológicas foram comprovados nos resultados dos ensaios mecânicos de tração.
Título em inglês
Synergistic effect of the combination exercise/heat on the mechanical and structural properties of the Achilles tendon
Palavras-chave em inglês
Heating
Mechanical properties
Tendon
Resumo em inglês
Therapeutic heating and vertical jumps are training modalities of choice for treatment in various areas of medicine and physiotherapy. In the literature, few studies have evaluated the resistance of the Achilles tendon post-heating, especially in tissues heated to high temperatures (42 to 45°C). This study aims to compare certain mechanical properties of the Achilles tendon of rats as: strength in the limit of maximum resistance (N), stiffness (N/m) and energy absorbed to the point of rupture (mJ) after heat induction in vivo by convection associated with exercise (vertical jumps)and subsequently investigate qualitatively and quantitatively the structural changes in collagen protein present in the tendon by histological analysis (hematoxylin and eosin, picro-sirius red), atomic force (AFM) and birefringence. The present study used 35 Wistar rats, all males divided into 7 groups (control group GC, I, II, III, IV, V e VI). GC was used exclusively for histological analysis, the group I (no thermal alteration), III (42°C) and V (45°C) did not undergo physical exercises, groups II (without thermal alteration), IV (42°C) and VI (45°C) underwent exercise (vertical jumps) and all groups underwent mechanical tests. The results for the analyzes showed a difference between the GC, I, II groups in relation to III, IV, V and VI, showing that at elevated temperatures occurred a damage in tendon tissue and for temperatures equal or above 42°C and 45°C associated with the exercise of vertical jumps the damage is accentuated. There is an early tissue damage, with a peak temperature of 45°C and the events recorded in the histologic analyses were confirmed in the results of tensile test.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-05-29
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.