• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.81.2013.tde-12072013-165411
Documento
Autor
Nome completo
Juliana de Oliveira Maia
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Villani, Alberto (Presidente)
Barolli, Elisabeth
Marcondes, Maria Eunice Ribeiro
Título em português
Professor de química, livros didáticos e os cadernos do Estado de São Paulo: relações complexas
Palavras-chave em português
Ensino de química
Ensino médio
Livro didático
Material didático
Prática pedagógica
Sala de aula
Resumo em português
Questões relacionadas aos materiais instrucionais têm sido bastante discutidas em trabalhos reportados na literatura. Sabe-se que o Livro Didático é um dos materiais mais utilizados nas aulas de química, uma vez que norteia toda a prática docente, desde a escolha do conteúdo até o processo de avaliação. No estado de São Paulo, um novo material chegou às escolas para auxiliar as práticas pedagógicas do professor e contribuir para a aprendizagem dos alunos: Caderno do Professor e Caderno do Aluno. Nesta perspectiva, a presente pesquisa tem como objetivo geral investigar as relações que o professor de química estabelece com os materiais instrucionais, em especial, com o Livro Didático e os Cadernos do Estado. Para tanto, foram entrevistados 11 professores de química do município de São Paulo que atuam em escolas públicas. Os dados foram analisados a partir das ideias de 'violência primária' e 'violência secundária' de Aulagnier (1975), e dos 'patamares de aprendizagem de Villani e Barolli (2000a; 2000b). A partir dos resultados obtidos verificamos que as maneiras pelas quais os materiais instrucionais se inserem na prática pedagógica do professor dependem de alguns elementos, tais como contexto do ensino, concepções de formação e demandas dos alunos. Percebemos que a introdução dos Cadernos do Aluno criou uma perturbação na ação pedagógica, enquanto que o Livro Didático ainda representa o conhecimento científico escolar. Ficou evidente que a sala de aula não é espaço neutro, pelo contrário, é um espaço cheio de confrontos de pontos de vista, de identidades, de valores e de percepções. Lidar com as divergências e diferenças pressupõe, no entender da nossa pesquisa, abordar criticamente os diferentes materiais que os professores vão incorporar à sua prática. Podemos concluir que independentemente do que for imposto aos professores, eles buscarão atalhos que lhes permitam satisfazer suas demandas.
Título em inglês
Chemistry teacher and instructional materials: complex relationships
Palavras-chave em inglês
Chemistry teaching
High school
Student's notebook
Teaching practice
Teaching resources
Textbook
Resumo em inglês
Issues related to instructional materials have been widely discussed in studies in the literature. It is known that the Textbook is one of the materials most commonly used in chemistry classes, since it guides the whole teaching practice, from the choice of content to the evaluation process. To assist the teacher's pedagogical practices and contribute to the students learning a new material has been used in Sao Paulo State: The Teacher's and Student's Notebook. In this perspective, the present study aims at investigating the relationships that the chemistry teacher establishes with the instructional materials, in particular with the Textbook and Notebooks provided by the government. Eleven public school chemistry teachers of São Paulo were interviewed. Data were analyzed according to the ideas of 'primary' and 'secondary violence' proposed by Aulagnier (1975) and the 'levels of learning' from Barolli Villani (2000a, 2000b). The results show that the ways in which instructional materials are included in the teacher's pedagogical practice depends on several factors, such as the context of teaching, training concepts and demands of the students. We realize that the introduction of the Student's Notebook created a disturbance in the pedagogical action, whereas the Textbook still represents the school's scientific knowledge. It was evident that the classroom is not neutral space, it is instead, full of different points of view, identities, values and perceptions. Dealing with disagreements and differences requires a critically approach of the different materials that teachers will incorporate into their practice. We conclude that teachers will seek shortcuts to meet their demands regardless of what is imposed on them.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-07-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.