• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Marcia Tiemi Saito
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Gurgel, Ivã (Presidente)
Maia, Thiago Hartz
Condé, Mauro Lúcio Leitão
Kawamura, Maria Regina Dubeux
Rocha, Gustavo Rodrigues
Título em português
A gênese e o desenvolvimento da relação entre Física Quântica e misticismo e suas contribuições para o Ensino de Ciências
Palavras-chave em português
Alfabetização Científica
Física Quântica
Ludwik Fleck
misticismo
Resumo em português
Atualmente, a Alfabetização Científica e a Natureza da Ciência são perspectivas de reconhecida importância no Ensino de Ciências, a serem utilizadas com o objetivo de formar cidadãos responsáveis, críticos, reflexivos e atuantes na sociedade. No entanto, apesar do reconhecimento da importância dessas perspectivas, há pouco consenso sobre o seu significado, como elas devem ser ensinadas e em que medida elas realmente contribuem para o exercício da cidadania. Muitos desses questionamentos se devem à falta de uma abordagem histórico-social, que leve em conta, além dos fatores sociais que influenciam a ciência, os fatores que influenciam na apropriação e na circulação do conhecimento científico em meios não-científicos. Nesse contexto, podemos destacar os diferentes usos e interpretações dos conceitos e da teoria da Física Quântica que vêm sido feitos nas últimas décadas em meios não-científicos, culminando no fenômeno cultural denominado misticismo quântico. Trata-se de um exemplo concreto de um conhecimento científico, que foi apropriado e adquiriu novos significados e interpretações, ao circular no meio sociocultural. Os novos usos adquiridos por essa teoria são considerados, principalmente por cientistas e educadores de ciências, como sendo inapropriados, porém pouco se sabe sobre sua origem e sobre o seu processo de difusão no meio social. O presente trabalho investiga as possíveis origens histórico-sociais e os processos de difusão dos diferentes usos e interpretações da Física Quântica e a gênese da sua relação com o misticismo, tomando como principal referencial teórico a epistemologia do médico e filósofo da ciência Ludwik Fleck, acerca da circulação do conhecimento. Também se fará a Análise do Discurso de dois livros místicos que utilizam a Física Quântica, a fim de compreender as características que esse fenômeno assumiu mais recentemente. A partir disso, se fará uma reflexão acerca das implicações desse estudo para o Ensino de Ciências, mais especificamente sobre os objetivos da Alfabetização Científica e de se trabalhar a Natureza da Ciência em sala de aula.
Título em inglês
Genesis and development of the relationship between Quantum Physics and mysticism and its contribution to Science Teaching
Palavras-chave em inglês
Ludwik Fleck
mysticism
Quantum physics
scientific literacy
Resumo em inglês
Currently, scientific literacy and Nature of Science are two Science Education perspectives of recognized importance. They aim to train people to be responsible, critical, reflexive and active citizens. However, besides the recognition of their importance, there is no consensus about what exactly they mean, on how they must be taught, and if they really contribute for practicing citizenship. Many of these questions are due to a lack of a social-historical approach that includes social factors which influence science, and elements that influence on appropriation and circulation of scientific knowledge on non-scientific groups. In this context, the different uses and interpretation of Quantum Physics that have been made by non-scientific groups in the last decades are highlighted. These uses and interpretations culminated on the cultural phenomenon called quantum mysticism. This is a concrete example of a scientific knowledge that was appropriated and that acquired new meanings and interpretation, when it circulated on society. These new uses acquired by this theory are usually considered as inappropriate by scientists and science educators. However, little is known about its origins and about its diffusion processes in society. The present work investigates the possible social-historical origins and the diffusion processes of the different uses and interpretations of Quantum Physics and the genesis of its relationship with mysticism. For this, we based the research on the epistemology of the philosopher of science Ludwik Fleck, about the circulation of knowledge. And, to understand better the more actual characteristics of this cultural phenomenon, we also make the Discourse Analysis of two mystical books that talk about Quantum Physics. Based on this analysis, we also show the possible implications of this study to Science Education, more specifically about the objectives of scientific literacy and of teaching about the Nature of Science.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-06-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.