• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.81.2017.tde-10012017-092927
Documento
Autor
Nome completo
Danila Farias Brito Ribeiro
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Mattos, Cristiano Rodrigues de (Presidente)
Abib, Maria Lucia Vital dos Santos
Rodrigues, José dos Santos
Título em português
IFUSP, escola pública e formação de professores de física: contradição e alienação no movimento dialético do estágio (não) supervisionado
Palavras-chave em português
Alienação
Escola pública
Estágio supervisionado
Formação inicial de professores de física
IFUSP
Teoria histórico-cultural da Atividade
Resumo em português
Nosso estudo tem como tema o estágio supervisionado cumprido pelos estudantes do curso de Licenciatura em Física do Instituto de Física da Universidade de São Paulo (IFUSP), estágio este vinculado à disciplina "Práticas em Ensino de Física" (DPEF). Essa disciplina incorpora 100 horas de estágio supervisionado, cumpridas pelos licenciandos ao longo de um ano, em escolas públicas localizadas no entorno da universidade e pré-estabelecidas pela DPEF. Nosso objetivo foi analisar a compreensão dos Professores de Física que acolheram os Estagiários nos anos de 2013 e 2014 sobre os Estágios supervisionados da DPEF. Esses estágios se dão por meio de relações mediadas pelas Ações de seis tipos de Sujeitos envolvidos: (i) os Docentes do IFUSP responsáveis pela DPEF; (ii) os Monitores-Educadores da DPEF, pós-graduandos bolsistas da universidade; (iii) os Estagiários, licenciandos que cursam a DPEF; (iv) os Professores de Física que acolhem esses Estagiários; (v) os Alunos das Escolas que assistem às aulas dirigidas pelos Estagiários; (vi) os Gestores (diretores, vice-diretores, coordenadores) das Escolas onde são feitos esses Estágios. Nossa investigação tem como referencial teórico a Teoria histórico-cultural da Atividade, na qual estão presentes os conceitos de Atividade e Ação ora utilizados, pois concebemos as relações entre esses Sujeitos como constituintes de uma Atividade inserida em uma complexa rede de outras Atividades em níveis hierárquicos superiores. A partir da Teoria da Atividade localizamos nossa unidade de análise que denominamos "Atividade Estágio Supervisionado IFUSP/Escolas Publicas" (Atividade ESIFEP). Utilizamos a metodologia de pesquisa qualitativa descrita por Mayring (1990), tendo como fonte de dados entrevistas semiestruturadas e observação participante. Para análise dos dados, fizemos uma apropriação à luz da Teoria da Atividade da proposta hermêutica-dialética de Minayo (2001), verificando, mediante categorias discursivas/empíricas, manifestações de sentidos atribuídos à Atividade ESIFEP pelos Professores entrevistados e observados durante regências dos Estagiários. Essas manifestações trouxeram à luz contradições verificadas na falta de supervisão dos Estagiários e na divergência entre os Motivos dos Professores e o Objeto da Atividade; este diz respeito à formação inicial de professores de Física, enquanto os Motivos dos Professores estão dirigidos para o serviço prestado pelos Estagiários e não sua formação. Para superação dessas contradições sugerimos um empenho dos Docentes no sentido de uma coordenação dos diferentes fins que os Sujeitos participantes da Atividade têm em suas Ações constituintes da Atividade. Nesse sentido, propomos um primeiro passo, como condição necessária, porém não suficiente: investimento num processo de conscientização e desalienação acerca das condições concretas das escolas públicas de ensino básico onde são realizados os Estágios.
Título em inglês
IFUSP, public school and teacher education in Physics: contradiction and alienation in dialectical movement of the (un) supervised practicum.
Palavras-chave em inglês
Alienation
cultural-historical Activity Theory
IFUSP
Initial teacher education in Physics
Practicum
public school
Resumo em inglês
The subject of our study was the supervised internship completed by the undergraduate students in Physics teacher formation course of the Physics Institute of the University of São Paulo (IFUSP). This internship is linked to the discipline "Practices in Physics Teaching" (DPEF) that incorporates 100 hours of supervised internship, completed by the graduates over a year in pre-established public schools located near the university. Our objective was to analyze how School Physics Teachers who welcomed the trainees in the years of 2013 and 2014 understand the supervised traineeships of the DPEF. These stages occurred through the mediation of the Actions of six types of Subjects involved: (i) IFUSP Teachers responsible for DPEF; (ii) the DPEF Teachers-Educators, who are post-graduate students of the university; (iii) Trainees, who are graduates attending the DPEF; (iv) the School Physics Teachers who host the Trainees; (v) School Students attending classes ran by Trainees; (vi) the Managers of the Schools (principal, deputy directors, coordinators) where those Internships are held. The Cultural-Historical Activity Theory grounds our research. In this theoretical background, we introduced the concepts of Activity and Action, since we conceived the relations between these Subjects as constituents of an Activity, and inserted in a complex hierarchical network of Activities. From the Activity Theory we placed our unit of analysis that we call "Supervised Internship IFUSP/Public Schools Activity" (ESIFEP Activity). We used the qualitative research methodology described by Mayring (1990), having as data source semi-structured interviews and participant observation. In order to analyze the data, we made an appropriation, in the light of Activity Theory, of Minayo's hermeneutic-dialectic proposal (2001), verifying, through discursive/empirical categories, teachers manifestations of the senses attributed to the ESIFEP Activity, using as data source the teachers' interviews and the observations during the trainees' regencies. These manifestations brought to light contradictions verified in the lack of supervision of the Trainees and in the divergence between the School Teachers' Motives and the Object of the Activity; The last one concerns to the initial training of Physics teachers, while the first ones (Teachers' Motives) are linked with the Trainees work rather than their training. To overcome these contradictions we suggest a Teachers' commitment to coordinate the different ends of the Actions Subjects participating in the Activity have and constitute the Activity. In this sense, we propose a first step, as a necessary but not sufficient condition: to invest in a process of awareness and disalienation about the concrete conditions of public elementary schools where the Internships are held.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-01-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.