• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.8.2022.tde-06102022-113449
Documento
Autor
Nome completo
Thais Fernandes dos Santos
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2022
Orientador
Banca examinadora
Pisetta, Lenita Maria Rimoli (Presidente)
Allegro, Alzira Leite Vieira
Veras, Maria Viviane do Amaral
Título em português
As traduções brasileiras das variantes dialetais em As I Lay Dying, de William Faulkner
Palavras-chave em português
As I Lay Dying
Tradução de variantes dialetais (Hélio Pólvora; Wladir Dupont)
William Faulkner no Brasil
Resumo em português
RESUMO: A proposta desta dissertação é investigar as traduções do romance As I Lay Dying (1930), do escritor americano William Faulkner, para a Língua Portuguesa do Brasil. A partir das leituras críticas dessas traduções, discutiremos as atitudes discursivas adotadas por dois escritores-tradutores no processo tradutório, mais especificamente em relação à atenção direcionada para a representação ficcional das variantes linguísticas nas falas dos habitantes de um fictício condado rural no Estado do Mississippi. E, dentre as nossas questões de pesquisa, se houve ou não, nos seus projetos editoriais, realizados em diferentes épocas, a tentativa de recriar tais variações da linguagem, que, estilisticamente, caracterizam os múltiplos narradores, em particular os da família Bundren, em recorrentes fluxos de consciência, ao longo de 59 (cinquenta e nove) monólogos interiores. Para realização deste projeto de trabalho, selecionamos do corpus de estudo os primeiros excertos de seis vozes narrativas consideradas as mais expressivas, quais sejam: Addie, Dewey Dell, Doctor Peabody, Jewel, Vardaman e Whitfield (isto é, duas mulheres, uma criança e três homens adultos). Assim, a análise apresentada enquadra-se na metodologia da descrição comparativa baseada, portanto, em duas traduções brasileiras, a saber, a do crítico literário baiano Hélio Pólvora de Almeida (1978) e a do jornalista paulista Wladir Dupont (2001). O paradigma teórico e prático deste estudo, por sua vez, centra-se nos Estudos Descritivos da Tradução (DTS), no eixo da tradução literária e, do cotejamento analítico, na descrição e explicação dos contrastes nas línguas em questão, combinando as reflexões sistemáticas formuladas por Gideon Toury (1989; 1995), e as concepções dos Estudos Comparados (André Lefevere, 1992; Edwin Gentzler, 2009); em torno da prosa de ficção moderna traduzida no nosso sistema literário nacional. Os resultados da investigação apontam que os tradutores buscaram preservar os aspectos da linguagem coloquial no romance de Faulkner, porém as criações lexicais e a variação fonética (representação gráfica de uma ortografia não padronizada) do dialeto popular na obra do autor foram ignoradas
Título em inglês
Brazilian translations of dialectal variants in William Faulkner’s As I Lay Dying
Palavras-chave em inglês
As I Lay Dying
Translation of dialectal variations (Hélio Pólvora; Wladir Dupont)
William Faulkner in Brazil
Resumo em inglês
ABSTRACT: This masters dissertation proposal is to investigate the translations of William Faulkners As I Lay Dying (1930) into Brazilian Portuguese. From critical readings of these translations, I will discuss the discursive attitudes and strategies that two writer-translators adopted as part of the translation processes; more specifically, their attention directed to the fictional representation of linguistic variants in the speech of rural inhabitants in a county in the State of Mississippi. Among my research questions, one will be to explore whether or not, in their editorial projects published at different times, there were attempts to recreate variations in language which characterize multiple narrators styles, in particular those of Bundren family, in recurrent stream of consciousness throughout 59 (fifty-nine) interior monologues. To carry out this project, I selected from the research corpus the first excerpts of six narrative voices considered most expressive, namely: Addie, Dewey Dell, Dr. Peabody, Jewel, Vardaman, and Whitfield (who are, two women, one child, and three adult men). This translation analysis fits, in a theoretical context, a comparative methodology that is here based on two Brazilian translations: one by the literary critic baiano Hélio Pólvora de Almeida (1978); other by the journalist paulista Wladir Dupont (2001). The practical and theoretical paradigm of this study, in turn, focuses on Descriptive Translation Studies (DTS), which, in the perspective of literary translation and, of the critical comparison of translations, in the description and explanation of the contrasts in the languages here involved. The method combines systematic reflections on Gideon Tourys theory (1989; 1995), and the concepts of Comparative Studies (André Lefevere, 1992; Edwin Gentzler, 2009), around modern prose fiction translated into the Brazilian literary system. The results show that the translators sought to preserve the aspects of colloquial language in Faulkners novel, but the lexical creations, and dialect variation, its phonetics (via graphic representation of nonstandard orthography), were ignored when translated
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2022-10-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.