• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
10.11606/D.8.2016.tde-02032016-160203
Documento
Autor
Nombre completo
Karen Mie Kawai
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2015
Director
Tribunal
Cordaro, Madalena Natsuko Hashimoto (Presidente)
Monzani, João Marcelo Amaral Reimão
Yoshida, Luiza Nana
Título en portugués
Conceituação do gênero zuihitsu: análise comparativa de textos de Makura no sôshi e Tsurezuregusa
Palabras clave en portugués
A questão dos gêneros ocidentais
Análise literária
Ensaio
Literatura clássica japonesa
Makura no sôshi
Tsurezuregusa
Zuihitsu
Resumen en portugués
O estudo de obras clássicas literárias japonesas do gênero zuihitsu é um desafio para pesquisadores no Brasil, pois, além das dificuldades trazidas pelas diferenças entre as línguas, incorre em novas conceituações de modalidade de escritos. Apesar de ser considerado em geral como equivalente ao ensaio ocidental, é possível observar divergências que indicam uma necessidade de adequar o olhar crítico ao gênero oriental. Para isso, foram abordadas questões concernentes às definições de gênero literário no ocidente através de um apanhado histórico da crítica, levando em conta a etimologia do termo; e algumas considerações a respeito do caráter linguístico dos conceitos conforme a teoria de Wittgenstein. Em seguida, pretendeu-se esquematizar as abordagens do ensaio enquanto gênero, remontando sua história, através de passagens dos Ensaios de Montaigne, de alguns textos de Bacon, Hume e Adorno, entre outros ensaístas e críticos que versam sobre o assunto, de maneira a delinear características próprias dessa categoria ocidental. Além disso, examinamos, a partir de suas formulações e de sua recepção, a possibilidade de se encontrar uma tradição também no Brasil. Posteriormente, buscamos mapear as origens do zuihitsu em paralelo com as do ensaio. E, então, analisamos alguns textos de Makura no Sôshi em comparação a outros de Tsurezuregusa , duas das três obras consideradas basilares e essenciais à compreensão do gênero japonês. Essa análise comparativa foi feita tendo por base principalmente a presença de certos temas em comum, como a motivação da escrita, certas considerações sobre as quatro estações, sobre os momentos de ócio ou, ainda, sobre os monges. Nosso intuito foi trazer à tona semelhanças e diferenças entre as obras de modo a elucidar características do gênero que o aproximam ou o distanciam dos ensaios e de outros gêneros ocidentais, na esperança de que isso nos levasse à adequação do olhar supramencionada. E, por fim, foi realizado um fechamento a partir de considerações a respeito dos gêneros ocidentais e do ensaio, do zuihitsu e do cotejo das obras clássicas japonesas, que nos leve à conceituação desse gênero japonês.
Título en inglés
Conceptualization of the genre zuihitsu: comparative analysis of some texts in Makura no sôshi and Tsurezuregusa
Palabras clave en inglés
Classical Japanese literature
Essay
Literary analysis
Makura no sôshi
Tsurezuregusa
Western literary genres
Zuihitsu
Resumen en inglés
The study of classic Japanese literatures genre zuihitsu is a challenge for scholars in Brazil, because besides the difficulties about languages differences, it incurs in a new conceptualizations of written genres. Although some scholars consider it as equivalent to Western essays, it is possible to observe some disparitys that indicate a need to adjust our critical view to the Eastern genre. In order to achieve that goal, we had approached some questions about Western genres definitions through a historical and literary overviews, as well as we had taken into consideration the terms etymology, and referred some ponderations about the linguistic character following some of the Wittgenstein theory concepts. After that, we intended to outline a scheme of essays as a literary genre, retracing its history, through passages of Montaigne's Essays, of some texts from Bacon, Hume and Adorno, among others essayists and critics that deal with the subject, in order to delineate its characteristics. More than that, we have examined, from its formulations and its reception, the possibility of finding also such a tradition in Brazil. Subsequently, we have seek mapping zuihitsu origins in confrontation to the essays ones. In addition, thereafters, we have analysed some texts from Makura no sôshi and compared them to others from Tsurezuregusa, two of the three masterpieces which are considered basic and essential to understanding the Japanese genre. This comparative analysis was done by means of their common themes, such as the written motivations, some considerations of four seasons, moments in idleness or even monks. Our aim was to bring out similarities and differences between them to elucidate genre characteristics that bring them nearer or make them apart of essays, hoping that this would lead us doing some adjustments of our critical view. Finally we have finalized this dissertation by referring some considerations on the Western genre, the essays, the zuihitsu, and the comparison of Japanese classical pieces, which lead us to conceptualyze the Japanese genre.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2016-03-02
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2021. Todos los derechos reservados.