• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2017.tde-25042017-163041
Documento
Autor
Nome completo
Maria Luzia Carvalho de Barros Paraense
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Abdala Junior, Benjamin (Presidente)
Cunha, Maria Zilda da
Lebensztayn, Ieda
Martin, Vima Lia de Rossi
Santos, Rubens Pereira dos
Título em português
Na raiz, a fome: uma leitura dos romances Vidas secas, de Graciliano Ramos, Os flagelados do vento leste, de Manuel Lopes e Famintos, de Luís Romano
Palavras-chave em português
Fome
Graciliano Ramos
Luís Romano
Manuel Lopes
Neorrealismo
Resumo em português
Partindo dos romances Vidas secas, de Graciliano Ramos (1938), Os flagelados do vento leste, de Manuel Lopes (1959) e Famintos, de Luís Romano (1962), buscamos investigar as estratégias discursivas dos autores de nosso corpus que se debruçaram sobre a fatia social menos favorecida daquele momento histórico. Nos dedicamos, em especial, às denúncias dos autores que trouxeram à luz temas que atravessavam as três prosas de ficção: a fome, o banditismo e a opressão. Encontramos em Josué de Castro uma rica pesquisa que permitiu que analisássemos a fome não apenas como flagelo, mas também como fato social passível de desdobramentos mais complexos. O historiador Eric Hobsbawm e o filósofo Louis Althusser fundamentaram nossa investigação de tais desdobramentos. Destacamos que nossa perspectiva tem como horizonte o comparatismo de solidariedade proposto pelo crítico Benjamin Abdala Junior.
Título em inglês
In the root, hunger: A reading of the novels Vidas secas, Graciliano Ramos, Os Flagelados do vento leste, by Manuel Lopes, and Famintos, by Luis Romano
Palavras-chave em inglês
Graciliano Ramos
Hunger
Luís Romano
Manuel Lopes
Neorealism
Resumo em inglês
Starting from the novels Vidas secas by Graciliano Ramos (1938), Os flagelados do vento leste by Manuel Lopes (1959), and Famintos by Luís Romano (1962), we investigated the discursive strategies of the authors of the corpus, who dedicated their work to the socially less advantaged groups in their historical moment. We investigated the narrative perspectives of each author and the discursive strategies they selected to bring to light themes that went through the three pieces of prose fictions hunger, banditry, and oppression. We found in Josué de Castros work a rich research that allowed us to analyze hunger not only as a flagellum, but also as a social fact capable of more complex unfolding. The historian Eric Hobsbawm and the philosopher Louis Althusser founded our investigation of such unfoldings. We enphasize that our perspective has as horizon the comparatism of the solidarity suggested by the critic Benjamin Abdala Junior.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-04-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.