• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2017.tde-07062017-090958
Documento
Autor
Nome completo
Raquel Aparecida Dal Cortivo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Gomes, Simone Caputo (Presidente)
Inacio, Emerson da Cruz
Lima, Norma Sueli Rosa
Lugarinho, Mário César
Pereira, Érica Antunes
Título em português
No fogo das três pedras: leitura comparada das poéticas de Corsino Fortes, Arménio Vieira e Filinto Elísio
Palavras-chave em português
Arménio Vieira
Corsino Fortes
Filinto Elísio
Literatura cabo-verdiana
Poesia contemporânea
Resumo em português
Inserida num contexto de globalização, a literatura cabo-verdiana parece impactada pelos influxos de modernidade e pós-modernidade. E colocar as poéticas de Corsino Fortes, Arménio Vieira e Filinto Elísio em comparação fornece índices desses impactos, sobretudo no que se refere às formas. As concepções do tempo e do espaço interferem nas escolhas estéticas e temáticas dos poetas, determinando trânsitos e permanências. Propõe-se, pois, sob essa perspectiva, a leitura das obras A cabeça calva de Deus (2010) e Sinos de Silêncio: canções e haikais (2015), de Corsino Fortes; O Brumário (2013), Derivações do Brumário (2013), Sequelas do Brumário (2014) e Fantasmas e fantasias do Brumário (2015), de Arménio Vieira; e Do lado de cá da rosa (1995), Li Cores e Ad Vinhos (2009), Me_xendo no baú. Vasculhando o U (2011), Zen limites (2016), de Filinto Elísio. A obra de Corsino Fortes volta-se para o futuro como um valor a ser perseguido e uma dimensão a ser construída a partir das percepções do passado e do trabalho no presente. Desse modo, o poeta insere-se na episteme da modernidade, compreendendo o trabalho com a palavra como fundamental não somente para a expressão de uma convicção ideológica e política como também estética. Com isso, um espaço bem delimitado, ao qual adere e no qual enraíza seus versos, desenha-se: Cabo Verde em sua multiplicidade étnica e cultural. A obra de Arménio Vieira parece marcada pelo desencanto e pelo esgotamento; nesse sentido, o olhar para o futuro revela apenas o nada, o vazio. O poeta centra-se na própria palavra que se manifesta no presente da escrita e se coloca em diálogo com autores da literatura mundial. O espaço que se revela não é físico ou geográfico, mas literário e de dimensões internacionais. A poética de Filinto Elísio, por sua vez, parece manter-se em trânsito constante, razão pela qual inscreve-se de maneira mais incisiva sob o signo do excesso; parece expressar uma temporalidade múltipla que, contudo, tem como foco irradiador o presente. O espaço apresenta-se na obra de Elísio também marcado pela pluralidade indiciada na referência explícita à viagem e a espaços geográficos diversos. Tanto Arménio Vieira quanto Filinto Elísio, pelo que apresentam de excessivo em seu fazer poético, remetem a características distintas das apresentadas pela poética de Fortes, principalmente no que se refere ao descentramento que as inscreve na episteme contemporânea de uma outra modernidade, cujas pluralidade e complexidade admitem variadas e, por vezes, controversas denominações como pós-modernidade, supermodernidade ou modernidade reflexiva.
Título em inglês
In to the fire of three stones: comparative reading of Corsino Fortes, Arménio Vieira and Filinto Elísios poetries
Palavras-chave em inglês
Arménio Vieira
Cape Verdean Literature
Contemporary poetry
Corsino Fortes
Filinto Elísio
Resumo em inglês
Seted in a context of globalization, the cape-verdean literature seems affected by influxes of modernity and postmodernity. And put the poetics works of Corsino Fortes, Arménio Vieira and Filinto Elísio compared provides indices of these impacts, especially with regard to the forms. The concepts of time and space affect the aesthetic and thematic choices of those poets, determining transits and stays between them. It is proposed, therefore, from this perspective by the reading of the works A cabeça calva de Deus (2010) e Sinos de Silêncio: canções e haikais (2015) from Corsino Fortes; O Brumário (2013), Derivações do Brumário (2013), Sequelas do Brumário (2014) e Fantasmas e fantasias do Brumário (2015), from Arménio Vieira; and Do lado de cá da rosa (1995), Li Cores e Ad Vinhos (2009), Me_xendo no baú. Vasculhando o U (2011), Zen limites (2016), from Filinto Elísio. The Corsino Fortes works turns itself back to the future as a value to be pursued and theyre a dimension to be built from the perceptions of the past and in the present.That way the poets work is a part of epistemology of modernity, including working with the word as fundamental not only for the expression of an ideological conviction and political as well as aesthetic. Thereby a well-defined space, which adheres and which roots itself his verses, this poetry draws: Cape Verde in its ethnic and cultural diversity. The Arménio Vieiras works seem marked by disenchantment and exhaustion; in that sense, his look to the future only reveals the nothing and the empty. By the way the poet focuses on word that manifests itself in the present of the writing this and put itself in dialogue with authors of world literature. This way the revealed space is not physical or geographical, but it is literary and it has international dimensions. The poetry of Filinto Elísio, by your turn, it looks like to remain in constant transit, reason for it is part of a more incisive way under the excess of the sign; It seems to express a multiple temporality that, however, is a propagator the present time. The space presents in the work of Filinto Elísio is also marked by the plurality indicted like an explicit reference to the journey and the different geographical areas. Thereby both Arménio Vieira as Filinto Elísio, by the excessive presenting in the making poetic, refer to distinct characteristics presented by the poetics of Fortes, especially with regard to decentralizing the part in contemporary episteme of "another modernity" whose plurality and complexity admit varied and sometimes controversial names as postmodernity, supermodernity or reflexive modernity.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-06-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.