• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2014.tde-13102014-165436
Documento
Autor
Nome completo
Carolina Serra Azul Guimarães
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Pacheco, Ana Paula Sá e Souza (Presidente)
Corpas, Danielle dos Santos
Simon, Iumna Maria
Título em português
Guimarães Rosa e o primeiro Modernismo: uma leitura de Sagarana
Palavras-chave em português
João Guimarães Rosa
Literatura
Primeiro Modernismo brasileiro
Prosa brasileira do século XX
Sagarana
Sociedade
Resumo em português
As regiões afastadas dos grandes centros urbanos, mais especificamente as do interior de Minas Gerais, encontram-se no cerne do primeiro livro de João Guimarães Rosa, Sagarana (1946). Chama a atenção o modo como Rosa foca tais locais, bem como suas formas de sociabilidade: se a geração de 1930 aborda o interior do país sob seus vieses problemáticos, Guimarães Rosa lança um olhar simpático e afetivo para elementos como o familismo e a informalidade brasileiros, vislumbrando poesia em locais em que avultam precariedades materiais. Elaborando Sagarana num momento em que o atraso do país era interpretado, pela direita e pela esquerda, como resíduo e entrave ao progresso, Guimarães Rosa recua no espaço (para a região) e no tempo (para a Primeira República), desrecalcando a cultura do latifúndio. Esta dissertação busca discutir em que medida o autor mineiro, ao jogar luz sobre as benesses do provincianismo brasileiro, resgata o ideário forjado por nosso primeiro Modernismo e sua interpretação triunfalista do atraso
Título em inglês
Guimarães Rosa and the first Modernism: a reading of Sagarana
Palavras-chave em inglês
Brazilian first Modernism
Brazilian prose of the twentieth century
João Guimarães Rosa
Literature
Sagarana
Society
Resumo em inglês
Lands far from large urban centers, in the countryside of Minas Gerais to be precise, are at the core of the Guimarães Rosa's first book, Sagarana (1946). It is notable how Rosa focuses on these areas as well as on the forms of sociability of the people therein: if, on the one hand, the 1930's generation of writers approached the Brazilian countryside in view of its problems, Guimarães Rosa, on the other hand, takes a sympathetic and affectionate look at elements such as Brazilian familism and informality, thus glimpsing poetry in regions of precarious material conditions. Working on Sagarana at a moment when the delay of the nation was interpreted, by both left and right-wing groups, as a residue and obstruction for its progress, Guimarães Rosa moves back in space (to the region) and in time (to the First Brazilian Republic) to decompress the culture of Brazilian latifundia. This dissertation intends to discuss the ways in which Guimarães Rosa, while emphasizing the riches of Brazilian provincialism, recovers the ideas of our first Modernism and its triumphalist vision of delay
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-10-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.