• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.8.2020.tde-13022020-182919
Documento
Autor
Nome completo
Rhiago Losso
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Simas, Monica Muniz de Souza (Presidente)
Bridi, Marlise Vaz
Campos, Maria Elvira Brito
Lugarinho, Mário César
Título em português
O puzzle como estratégia narrativa em Boa tarde às coisas aqui em baixo (2003), de António Lobo Antunes
Palavras-chave em português
Interstício
Literatura e história
Literatura e jogo
Metaficção
Resumo em português
O presente estudo tem por objetivo analisar o puzzle como processo de construção narrativa no romance Boa tarde às coisas aqui em baixo (2003), de António Lobo Antunes, considerando que o quebra-cabeças construído pelo autor é composto por elementos que fragmentam a trama narrativa e o discurso textual e se coloca como um convite ao leitor para tentar juntar suas peças. Nesse processo, perpassamos por diversas questões temáticas suscitadas pela escrita antuniana que nos levam a refletir sobre a relação entre História e ficção, interstício, identidade e determinados aspectos da cultura portuguesa. Ao longo de todo o estudo dos elementos linguísticos e literários da escrita antuniana que compõem esse puzzle, nos valemos das considerações de Arnaut (2002; 2008; 2009), Navas (2012) e Seixo (2002) sobre a obra do autor. Uma vez que o romance remete ao período neocolonial em Angola e à relação desse país com Portugal, nos apoiamos em Arnaut (2002; 2009), Hutcheon (1989) e Waugh (1984) para pontuar a relação entre o texto ficcional literário e o discurso histórico, nos valendo do conceito de metaficção para mostrar que o autor convida o leitor também a repensar os processos históricos desses países. Para dialogar com essa proposta de revisitação da História, nos referimos a Macedo (2006), Maxwell (2006) e Ribeiro (2004). Entendemos que esse caráter metaficcional do texto, nesse romance, cria um tempo-espaço da narrativa intersticial, expondo o interstício também no processo de identificação e construção das personagens. Nesse sentido, nos embasamos em Ribeiro (2004), Hall (2000) e Bhabha (1998), para tratar das questões de identidade e do sujeito no período pós-colonial. Essas questões nos permitem refletir sobre raça e pertença cultural, de modo que as considerações de Fanon (1986) sobre esses temas fundamente essa reflexão. Por fim, por podermos estabelecer, ao longo da análise do processo de construção das personagens, conexões pertinentes à cultura portuguesa, nos respaldamos em Ribeiro (2004), Oldoni e Freitas (2018) e Lourenço (1991; 1999). Ao concluirmos este estudo, ressaltamos que o convite ao jogo feito por Lobo Antunes faz do leitor um co-criador do romance, ao mesmo tempo em que o puzzle como estratégia narrativa nos leva a reconsiderar o local de Boa tarde às coisas aqui em baixo (2003) dentro do conjunto da obra do autor.
Título em inglês
The puzzle as a narrative strategy in Boa tarde às coisas aqui em baixo (2003), by António Lobo Antunes
Palavras-chave em inglês
Interstice
Literature and history
Literature and puzzle
Metafiction
Resumo em inglês
The present study aims to analyze the puzzle as a process of narrative composition in the novel Boa tarde às coisas aqui em baixo (2003), by António Lobo Antunes, considering that this puzzle is composed by elements that fragment the plot and the textual discourse and invites the reader to put its pieces together. In this process, we make links among several thematic issues prompted by Lobo Antunes' writing that lead us to reflect on the connection between History and Fiction, interstice, identity and certain aspects of Portuguese culture. Along the whole study of the linguistic and literary elements that compose that puzzle, we rest on the views about the author's work held by Arnaut (2002; 2008; 2009), Navas (2012) and Seixo (2002). As the novel refers to the neocolonial period in Angola and to the relation of that country with Portugal, we rely on Arnaut (2002; 2009), Hutcheon (1989) e Waugh (1984) to pinpoint the connection between literary fiction and historical discourse, resting on the concept of metafiction to show that the author also invites the reader to rethink the historical processes of those countries. In order to dialogue with the proposal to revisit historical events, we turn to Macedo (2006), Maxwell (2006) e Ribeiro (2004). We understand that the metafictional aspect of the text, in this novel, generates an interstitial narrative setting, exposing the interstice also in the process of identification and creation of the characters. In this regard, we rely on Ribeiro (2004), Hall (2000) and Bhabha (1998), to discuss issues on identity and on the postcolonial subject. Those issues allow us to reflect on race and cultural belonging, taking into consideration the perspective of Fanon (1986) about those topics. Lastly, as we can, along with the analysis of the process of creation of the characters, establish meaningful connections with Portuguese culture, we find support in Ribeiro (2004), Oldoni e Freitas (2018) e Lourenço (1991; 1999). In the conclusion of this study, we reinforce that Lobo Antunes' inviting to solve the puzzle makes the reader a co-creator of the novel, at the same time that the puzzle as a narrative strategy takes us to reconsider the place of Boa tarde às coisas aqui em baixo (2003) within the work of the author.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2020-02-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.