• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.8.2021.tde-11112021-195025
Documento
Autor
Nome completo
Lilian Barbosa
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2021
Orientador
Banca examinadora
Bridi, Marlise Vaz (Presidente)
Balsini, Priscila Fernandes
Barreiros, Carlos Rogerio Duarte
Costa, Yasmin Serafim da
Título em português
Elementos de realismo maravilhoso e metaficção historiográfica em Lillias Fraser, de Hélia Correia
Palavras-chave em português
Lillias Fraser
Feminismo maravilhoso
Hélia Correia
Metaficção historiográfica
Realismo maravilhoso
Resumo em português
Neste trabalho, procuramos refletir e analisar acerca da natureza específica do insólito no romance Lillias Fraser (2015), obra da escritora portuguesa contemporânea Hélia Correia. Delineamos um percurso analítico que prima pela escolha do fio condutor que avalia o oxímoro real versus extraordinário erigido no romance em questão. Sua construção sugere que o elemento real, ou historiográfico, forma corpo em interstícios nos quais o discurso hegemônico, pautado no problemático conceito de verdade, deixa as lacunas, de onde o insólito se levanta, se delineia. Além de analisar as bases do romance histórico, o percurso analítico busca perscrutar os efeitos de sentido alcançados com o emprego de tal mecanismo literário no Lillias Fraser. A metaficção historiográfica, bem como a narrativa de natureza portentosa, ou seja, do discurso fantástico, realista maravilhoso e seus gêneros análogos, são amplamente empregados na literatura portuguesa há algumas décadas e, com distintos objetivos, desse modo, o insólito fora empregado a fim de atingir diferentes meios, desde obnubilar a mensagem, em períodos de censura, até construir universos mágicos. Na obra de Hélia Correia existe certa relação de continuidade entre as personagens femininas, sobretudo, no que diz respeito a questões que dialogam com o feminismo, caras à escritora. A partir desta problematização, verificamos que as situações sobrenaturais, conjugadas no encontro entre real e maravilha se conectam à personagem feminina. A personagem é re(construída) no enredo, de maneira que o romance coloca a mulher, antes marginalizada histórica e socialmente, no centro, logo, a mulher encontra forte destaque na obra da autora portuguesa. Em suma, nosso intento é explorar a hipótese de que na obra de Hélia Correia o insólito emerge de situações nas quais o silenciamento histórico da mulher, representado por meio da personagem Lillias, debate questões caras ao feminismo, de modo que, a estrutura do romance se liga com as estéticas e estruturas nele desenvolvidas, construindo, assim, o feminismo maravilhoso.
Título em inglês
Elements of magical realism and historiographical metafiction in Lillias Fraser, by Hélia Correia
Palavras-chave em inglês
Hélia Correia
Historiographical metafiction
Lilias Fraser
Magical feminism
Magical realism
Resumo em inglês
In this work, we sought to reflect and analyse about the specific nature of the unusual in the novel Lillias Fraser (2015), contemporary writer's work Hélia Correia. We have outlined an analytical path that strives for the choice of a lead wire that evaluates the real oxymoron versus extraordinary erected in the novel cited . Its construction suggests that the real element, or historiographical, shapes body in interstices in wich hegemonic speech, based on the problematic concept of truth, leaves these inevitable gaps, from where the unusual arises, outlines. Besides analyzing the foundations of the historical novel, the analytical path seeks to peer the effects of meaning achieved with the use of a such a literary mechanism in Lillias Fraser. The historiographical metafiction, as well as a portentous narrative, that is, of the fantastic, realistic, wonderful speech and their analogous genres are widely used in portuguese literature a few decades ago and, with different objectives, in this way, the unusual had been used in order to reach different ways, from obscuring the message, in periods of censorship, to building magical universes. Hélia Correia's work carries the quality of being under construction, thus, between a famale character and another, there is a certain relationship of continuity, above all, with regard to issues that dialogue with feminist, dear to the writer. From this problematization, we find that the supernatural situations, conjugated in the encounter betweem real and wonder connect to the female character. The character is (re) built into the plot, so that the novel places the woman, formerly marginalized historically and socially, in the center, therefore, the woman finds strong prominence in the work of the portuguese author. In short, our intent is to explore the hypothesis that in the work of Hélia Correia the unusual emerges from situations in wich the historical silencing of the woman, represented by the chacacter Lillias, discuss important issues for feminism, so that, the structure of the novel links with the esthetics and structures in it developed.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2021-11-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.