• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.8.2020.tde-06112020-165337
Documento
Autor
Nome completo
Marina Gialluca Domene
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2020
Orientador
Banca examinadora
Faria, Joao Roberto Gomes de (Presidente)
Azevedo, Elizabeth Ferreira Cardoso Ribeiro
Corradin, Flavia Maria Ferraz Sampaio
Martins, Gilberto Figueiredo
Título em português
O Diabo em Anchieta: a representação do diabólico no Brasil dos Quinhentos
Palavras-chave em português
Diabo
José de Anchieta
Teatrocolonial
Teatromedieval
Teatroreligioso
Resumo em português
O presente trabalho pretende analisar a representação do Diabo no teatro do padre José de Anchieta. As peças Na festa de São Lourenço (1587), Na vila de Vitória (1586) e Na aldeia de Guaraparim (c. 1592), escolhidas para esta pesquisa, abarcam uma variedade de diferentes tipos diabólicos, que correspondem tanto ao imaginário europeu medieval - pautado pela religiosidade católica - quanto ao embate entre as culturas ibérica e ameríndia ocorrido nas colônias na América. Embora a catequese promovida pelos missionários jesuítas tenha sido parte do processo de aculturamento imposto sobre os nativos, procuraremos aqui compreender de que maneira os povos tupi, para quem as peças de Anchieta eram representadas, influenciaram ou contribuíram para a formação do Diabo em cena. Para tanto, será preciso compreender as realidades ibérica e colonial do século XVI, a formação do teatro quinhentista e a importância do Diabo no pensamento cristão do período. Desta forma, pretende-se discutir as características de cada um dos diabos presentes nas peças acima mencionadas.
Título em inglês
The Devil in Anchieta: the representation of the diabolical in the 16th century Brazil
Palavras-chave em inglês
Colonial drama
Devil
José de Anchieta
Medieval drama
Religious drama
Resumo em inglês
The present work intends to analyze the representation of the Devil in the drama written by the jesuit priest José de Anchieta. In the plays Na festa de São Lourenço (1587), Na vila de Vitória (1586) e Na aldeia de Guaraparim (c. 1592), chosen for this research, incorporate a variety of different diabolical types, which correspond to the medieval European imagery - determined by catholic religiosity - as well as the clash between Iberian and Amerindian cultures which took place in the American colonies. Although catechism, promoted by the jesuit missionaries, has been a part of the acculturation process enforced over the natives, we will try to comprehend in what ways the Tupi peoples, to whom Anchieta's plays were performed, have influenced or contributed to form the Devil on scene. Our starting points will be, therefore, comprehending the colonial and Iberian realities in the 16th century, the formation of 16th century drama and the importance of the Devil in the Christian thought of the period. Thus, we intend to discuss each devil's characteristics who is present in the aforementioned plays.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2020-11-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.