• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2007.tde-08112007-151519
Documento
Autor
Nome completo
Fabiana Valeria da Silva Tavares
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Cevasco, Maria Elisa Burgos Pereira da Silva (Presidente)
Betti, Maria Silvia
Dugaich, Cibele Mara
Título em português
Reafirmando uma nação: a figuração da identidade nacional norte-americana nas obras de Laura Ingalls Wilder
Palavras-chave em português
Estudos de cultura
História dos Estados Unidos
Ideologia
Laura Ingalls Wilder
Literatura norte-americana
Resumo em português
Este trabalho apresenta uma análise da coleção de livros Little House, de Laura Ingalls Wilder, e está dividido em três capítulos. No Capítulo I, O Romanesco como base de sustentação da ideologia norte-americana, mostramos quais são as estratégias literárias utilizadas por Wilder para compor suas obras, de forma a transmitir e sustentar a ideologia norte-americana. Utilizamos como base comparativa os volumes Little Town on the Prairie e The First Four Years, e tentamos evidenciar as diferenças entre os volumes publicados em vida e o volume póstumo, no que concerne ao estilo e a visão de munome do aluno: Fabiana Valeria da ndo apresentadas. Para tanto, baseamo-nos em autores da teoria literária, como Northrop Frye (1957), Philip Stevick (1967), e Rosemary Jackson (1983), e em pesquisadores anteriores das obras de Wilder, como Ann Romines (1997) e Caroline Fazer (1994). No Capítulo II, O lugar da História em Farmer Boy, exploramos o livro em que Wilder descreve uma vida de fartura numa fazenda para discutirmos as diferenças entre o período narrado e o contexto histórico que gerou as condições de produção da coleção Little House. Assim, realizamos uma análise de excertos do livro que diziam respeito ao trabalho e ao dinheiro com a intenção de relacionar ambos os contextos, explicando que a época narrada dependeu do contexto sócio-econômico do qual surgiu para que transmitisse as lições de sobrevivência em tempos difíceis a leitores que se encontravam em meio à crise da Depressão. Neste capítulo, baseamo-nos em historiadores como Arthur Schlesinger Jr. (1958). No Capítulo III, Desdobramentos ideológicos nas obras de Wilder, apresentamos uma discussão teórica acerca da ideologia e de como ela trabalha na formação, transmissão e reafirmação de seus valores. Para tanto, baseamo-nos em autores como Terry Eagleton (1997) e Raymond Williams (1977). Em seguida, retomamos o contexto histórico para discutirmos que a ideologia trabalha em três níveis: na constituição de Wilder como sujeito histórico, na produção dos Little House e no consumo, por parte dos leitores da década de 1930. Para explicar a dinâmica de relacionamento desses três níveis, baseamo-nos na leitura de Tempo Livre, de Theodor Adorno (1962). Finalmente, procuramos mostrar ao leitor, ao analisarmos trechos de Farmer Boy e Little Town on the Prairie, que em todo o tempo estivemos lidando com o inconsciente político apresentado por Fredric Jameson (1980), de forma a mostrar que, apesar de Wilder ter planejado e ter um método para transmitir a ideologia, a fim de reafirmar a identidade norte-americana, a crise que deu origem ao texto surge em vários momentos através de brechas que expõe sua crítica à economia e ao momento histórico da Depressão.
Título em inglês
An analysis of the Little House Books collection, by Laura Ingalls Wilder
Palavras-chave em inglês
Cultural studies
History of the United States
Ideology
Laura Ingalls Wilder
North-American literature
Resumo em inglês
This dissertation presents an analysis of the Little House Books collection, by Laura Ingalls Wilder, and it is divided into three chapters. In Chapter I, Romance as the sustaining basis of the North-American ideology, we show which are the literary strategies used by wilder to compose her books, in order to transmit and sustain the North-American ideology. We use, as a comparative basis, Little Town on the Prairie and The First Four Years, and we try to put in evidence the differences between the books published during her life and the posthumous work, concerning style and the change in her point of view. In doing so, we base ourselves on authors from the literary theory, such as Northrop Frye (1957), Philip Stevick (1967), and Rosemary Jackson (1983), and in previous reasearchers of Wilder's works, such as Ann Romines (1994) and Caroline Fraser (1994). In Chapter II, History's place in Farmer Boy, we explore the book in which Wilder describes a wealthy life in a farm, so we can discuss the differences between the narrated period and the historical context that generated the conditions that allowed the appearance of the Little House books. Afterwards, we present an analysis of some excerpts taken from Farmer Boy that are related to work and money, with the intention of establishing the interrelations between both contexts, and explaining that the narrated time depended on the social and economical context from which it has appeared, so to pass on the lesson about how to survive in such hard times to readers that experienced the crisis during the Depression years. In Chapter III, Ideology unfolded in the works by Wilder, we present a theoretical discussion concerning ideology and how it works on formation, transmission, and reafirmation of its own values. In doing so, we base ourselves on authors such as Terry Eagleton (1997) and Raymond Williams (1977). Then, we take the historical context again in order to explain that ideology work in three levels: in the constitution od Wilder as a historical person, in the production of the Little House books, and in its comsumption, made by the readers in the decade of 1930. In order to explain how these three levels relate among themselves, we base ourselves on the texto "Leisure Time", by Theodor Adorno (1962). Finally, in the moment we analyze some exceprts taken from Farmer Boy and Little Town on the Prairie,we try to show to the reader that all the time we deal with Fredric Jameson's political uncounscious (1980). Thus, in spite of trying to commit herself to her plan of transmission and reafirmation of the North-American ideology, her criticism about economy and politics of the thirties breaks the path of the way she had made, in order to figure althrough the books.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2007-11-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.