• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
https://doi.org/10.11606/D.8.2019.tde-17122019-182440
Documento
Autor
Nombre completo
Caroline Pessoa Micaelia
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2019
Director
Tribunal
Faleiros, Álvaro Silveira (Presidente)
Oliveira, Thiago Mattos de
Siscar, Marcos Antonio
Stroparo, Sandra Mara
Título en portugués
Mallarmé de volta à França. Retradução e recepção em "The Impressionists and Édouard Manet"
Palabras clave en portugués
Pintura
Poesia
Recepção
Retradução
Stéphane Mallarmé
Resumen en portugués
Este trabalho procura estudar, sob os vieses da recepção e da retradução, um artigo de Stéphane Mallarmé tão pouco conhecido como fundamental: The Impressionists and Édouard Manet (1876). Pouco conhecido devido, entre outras coisas, ao fato de atualmente se desconhecer o paradeiro do manuscrito francês, restando apenas uma tradução em inglês aqui considerada como original , trata-se de um artigo fundamental na medida em que, nele, o poeta lança as bases de seu estilo tardio e de sua teoria crítica, formalizados em Divagations (1897). Concorrem para esse duplo status, por um lado, as duas publicações do original inglês na França, e, por outro, a elaboração de seis retraduções francesas ao longo do século XX e início do XXI. Em vista de tais dados, a tentativa do presente estudo é observar em maior detalhe esse texto; sua história, seu lugar na obra mallarmeana e a historicidade de suas aparições na França face à historicidade da própria recepção francoanglófona da obra de Mallarmé. Para tanto, apresenta-se, em primeiro lugar, o original inglês acompanhado de uma retradução em português. Passa-se a uma reflexão sobre a importância desse texto. Revisita-se, em seguida, algumas leituras de peso no trajeto crítico que procurou dar conta da obra do poeta, desde sua contemporaneidade até aproximadamente os nossos dias. Encerra-se, por fim, com uma pormenorização dos eventos nos quais o artigo de Mallarmé voltou a terras francesas seja editorialmente, em versão inglesa, seja tradutoriamente, em retradução ao francês , tendo por plano de fundo uma meditação sobre os procedimentos de manipulação (LEFEVERE, 1992) editorial, tradutória, crítica que acompanharam esses eventos. Sustenta-se, com isso, que The Impressionists and Édouard Manet, apesar dos caminhos tortuosos pelos quais conduziram-no, é um texto imprescindível para pensar a poética mallarmeana por pautar pela primeira vez a ideia de crise, por dar indícios do que viria a ser o poema-crítico e o estilo tardio da prosa de Mallarmé, e por ser, antes de tudo, uma tradução.
Título en inglés
Mallarmé returning to France. Retranslation and reception in "The Impressionists and Édouard Manet"
Palabras clave en inglés
Painting
Poetry
Reception
Retranslation
Stéphane Mallarmé
Resumen en inglés
In this work I intend to study, under the bias of reception and retranslation studies, a littleknown yet essential essay by Stéphane Mallarmé: "The Impressionists and Édouard Manet" (1876). Little-known due to, among other things, having its French manuscripts location currently unknown thus forcing readers to consider this English translation as an original text , this essay is essential for being a terrain where the poet lays the foundation of both his latter writing style and critical theory brought about in Divagations (1897). To uphold this double status, on the one hand, I point out the only two publications of the English text in France; on the other, the existence of six retranslations produced throughout the XXth century until the early years of this XXIst century. Accordingly, my attempt here is to give a closer look towards this essay; its story, its place within Mallarmé's oeuvre, as well as the historicity of its appearences in France faced with the historicity of Mallarmé's oeuvre franc-anglophone reception. To do so, I first present the original English version with by its side my own retranslation to Portuguese. Thereafter I propose a thought on the importance of this text in the paradigm of the poets works. I then proceed to a chronological review concerning some distinctive interpretations of his oeuvre, from his days to ours. Finally, I bring this study to a close by detailing the events that brought Mallarmé's essay back to French land either editorially, in both English versions, or translatively, in all French retranslations. The theoretical panel behind this last endeavor is a reflection on the manipulation procedures (LEFEVERE, 1992) editorial, translative, critical which have followed such events. What I will try and sustain is that "The Impressionists and Édouard Manet", despite all tortuous patches through which it was handled, is actually an indispensable text when it comes to considering Mallarmé's poetic thought. For it stands as the first to refer to his idea of crisis; for it gives us hints of what would become Mallarmé's mature prose style, including the critical-poem as a form; for it is, above all, a translation.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2019-12-17
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.