• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.8.2019.tde-02032021-184510
Documento
Autor
Nome completo
Willian Vieira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Pino, Claudia Consuelo Amigo (Presidente)
Galle, Helmut Paul Erich
Gama, Mônica Fernanda Rodrigues
Moraes, Marcos Antonio de
Título em português
"Em literatura pode-se dizer tudo": poética do eu, ontologia do não-limite e política da autoficção em Hervé Guibert, Christine Angot e Ricardo Lísias
Palavras-chave em português
Autoficção
Christine Angot
Escrita de si
Hervé Guibert
Jogo literário
Performance
Poética do eu
Política da literatura
Projeto literário
Ricardo Lísias
Sistema literário
Resumo em português
Esta tese analisa os projetos literários de Hervé Guibert e Christine Angot, dentro do sistema literário francês contemporâneo, no qual são classificados como autoficcionais, a ver: uma mescla indissociável de realidade e ficção, (auto)biografia e referências ao real. Parte-se, aqui, da análise das estratégias de persuasão do leitor, dentro do romance, no que depreende uma poética do eu calcada na indefinição ficcional de seu estatuto, para chegar à performance autoral dentro e fora do livro. A pesquisa se centra ainda na análise de Ricardo Lísias, autor brasileiro que importa um modelo de produção de escrita autoficcional, e suas estratégias de publicitação. Da análise dessa poética em sua especificidade (a homonímia, as referências ao real, a metaficção, o autocomentário) chega-se a uma defesa ontológica da especificidade da autoficção, a ver, a defesa de um discurso sobre o não-limite em literatura, realizada de forma espetacular dentro e fora do romance. Por fim, a análise aponta para as mudanças no jogo literário que implicam tais posições, ou seja, para as implicações reais, no mundo real do leitor, que a autoficção enseja. A autoficção age assim de forma política no mundo, uma política da literatura que altera a partilha do sensível e altera e o campo de forças do sistema literário.
Título em inglês
"We can say anything in literature": poetic of the self and politics of literature in autofiction in Hervé Guibert, Christine Angot and Ricardo Lísias
Palavras-chave em inglês
Autofiction
Christine Angot
Hervé Guibert
Literary game
Literary system
Performance
Poetics of the self
Politics of literature
Ricardo Lísias
Self-writing
Resumo em inglês
This thesis focuses on the literary projects of Hervé Guibert and Christine Angot within the contemporary French literary systems, where they are seen as autofictional. This means reality and fiction are mixed and thus impossible to dissociate. This thesis analyses the strategies of persuasion regarding the reader, inside and outside of the novel, from which emerges a poetics of the self, based in the indefinition of the fictional status of those narratives. The research also embraces the Brazilian author Ricardo Lísias, that imports a model of production of writing and its strategies of publicization from the French autoficcional system. From this poetics of the self (the onomastic aspect, the references to reality, metafiction, autocommentary), a defense of the specific ontology of autofiction is reached. It deals with the discourse of defense of the absence of limits (by the author, its narrator) in terms of literature, within and outside of the novel. Then our analysis points to the effective changes those positions inflict in the real world. Autofiction, thus, acts politically in the world, a "politics of literature" that alters the "distribution of the sensible" and the field of forces in the literary system.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2021-03-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.