• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
10.11606/T.8.2016.tde-20122016-140926
Documento
Autor
Nombre completo
Flavia Braga Krauss de Vilhena
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2016
Director
Tribunal
Celada, Maria Teresa (Presidente)
Barzotto, Valdir Heitor
Gasparini, Pablo Fernando
Grigoletto, Marisa
Pacella, Cecilia Angelina
Título en portugués
O acontecimento Eloísa Cartonera: memória e identificações
Palabras clave en portugués
Acontecimento
Cartoneras
Discurso
Identificação
Memória
Resumen en portugués
Neste trabalho, a partir da Análise do Discurso de linha materialista, interpretamos a constituição e o funcionamento de Eloísa Cartonera como um acontecimento que ressoa na dimensão da memória discursiva, desatando uma ampla rede de filiações por identificação (cf. PÊCHEUX, 1990a). Nessa direção, começamos por analisar não só as condições de produção da aparição de Eloísa, na Buenos Aires de 2003, mas também os modos pelos quais o trabalho do cartonero um sujeito social que surge com força nesse contexto histórico, marcado pela crise de 2001 se inscreve no centro de produção desse coletivo, algo que ressoará posteriormente no funcionamento de outras cartoneras. Imediatamente, passamos a abordar aspectos do funcionamento de três cartoneras pioneiras a própria Eloísa, Dulcineia Catadora em São Paulo e Yerba Mala em Cochabamba interpretando que o fazer da primeira teria significado uma desestruturação-reestruturação de certas redes e trajetos (cf. PÊCHEUX, ibidem) no que se refere a práticas de publicação editorial. Para trabalhar especificamente os modos pelos quais as cartoneras se representam e projetam no dizer de si seu trabalho nos debruçamos sobre os manifestos, escritos a convite pelas oito primeiras; às já mencionadas, somam-se outras cinco, a saber: Sarita, Animita, Mandrágora, La Cartonera e Yiyi Jambo. Esses textos foram publicados em Akademia Cartonera: Un ABC de las editoriales cartoneras latinoamericanas (BILBIJA & CARBAJAL, 2009). Na análise, primeiramente nos centramos no dispositivo paratextual que acompanha tais manifestos, abordando o que chamamos de gesto de interpretação no interior de um processo de identificação das editoras desta obra: nesse sentido, compreendemos o significante manifiesto como um índice da antecipação imaginária do lugar que as editoras projetam para os coletivos que são convidados a se manifestarem. Na sequência, nos detemos na análise do escrito pelas próprias cartoneras ao responderem a essa interpelação e analisamos algumas regularidades a partir de dois eixos: a interpretação das condições de produção por parte do sujeito do discurso e o modo como, nessas textualidades, se projeta ou antecipa a relação com a própria prática. Como uma das conclusões, depreendemos que Eloísa retomaria a posição simbólica do cartonero e a resignificaria, sendo que isto parece operar como uma regularidade no funcionamento dos coletivos que estudamos. Cabe ainda observar que o trabalho das cartoneras, desse conjunto sempre em aberto, ganha reconhecimento em outros âmbitos e circuitos, graças ao gesto de interpretação formulado a partir da academia.
Título en inglés
The event Eloísa Cartonera: memory and identifications
Palabras clave en inglés
Cartoneras
Discourse
Event
Identification
Memory
Resumen en inglés
In this work, from the Discourse Analysis of the materialistic approach, we interpret the constitution and operation of Eloísa Cartonera as an event that resonates in the dimension of discursive memory, untying a wide network of affiliations identification (cf. PÊCHEUX, 1990a). In this direction, we begin by analyzing not only the conditions of production of the appearance of Eloisa, in Buenos Aires in 2003, but also the ways in which the work of cartonero - a social subject that arises with force in a historical context, marked by the 2001 crisis - falls within the production center of this collective, which later resound in the functioning of other cartoneras. Immediately, we began to address aspects of the operation of three pioneering cartoneras - Eloísa herself, Dulcinea Catadora in São Paulo and Yerba Mala in Cochabamba - interpreting that the making of the first would have meant a disruptionrestructuring of certain networks and paths (cf. PÊCHEUX, ibidem) concerning some editorial publication practices. To specifically work on the ways in which cartoneras represent and design themselves in the speech itself - we look back on the "manifestations", written at the invitation by the first eight; those already mentioned, are added five others, namely: Sarita, Animita, Mandrágora, La Cartonera and Yiyi Jambo. These texts were published in "Akademia Cartonera: Un ABC de las editoriales cartoneras Latin American" (BILBIJA & CARBAJAL, 2009). In the analysis, first we focus on paratextual device that accompanies such manifestations addressing what we call "interpretation gesture" - within a process of identification - the publishers of this work: in this sense, we understand the significant "manifiesto" as an index the imaginary anticipation of the place that publishers design for the collectives are invited to submit comments. Following, we stop in the analysis written by cartoneras themselves to answer this interpellation and analyze some regularities from two axes: the interpretation of production conditions by the subject of the speech and how, these textualities, project or anticipate the relationship with the practice itself. As one of the conclusions, we infer that Eloísa would take back the symbolic position of cartonero and it would resignify itself, and this seems to operate as a regular way in the functioning of groups which we study. It should be observed that the work of cartoneras, of this set always open, gains recognition in other areas and circuits thanks to the gesture interpretation formulated by the academy.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2016-12-20
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2021. Todos los derechos reservados.