• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.8.2004.tde-16092022-121405
Documento
Autor
Nome completo
Pablo Fernando Gasparini
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2004
Orientador
Banca examinadora
Schwartz, Jorge (Presidente)
Barreto, Maria Teresa Cristofani de Souza
Kanzepolsky, Adriana
Seligmann-Silva, Márcio Orlando
Waldman, Berta
Título em espanhol
El exilio procaz: Gombrowicz por la Argentina
Palavras-chave em espanhol
Witold Gombrowicz (1904-1969)
Resumo em espanhol
El objetivo de esta investigación es propiciar una relectura del exilio del escritor polaco Witold Gombrowicz (1904-1969) en la Argentina, enfatizando las diferencias estéticas e ideológicas de su literatura frente a las concepciones críticas sostenidas por cierta franja intelectual del país anfitrión (representadas paradigmáticamente por Jorge Luis Borges). Más allá de las razones biográficas o anecdóticas comúnmente invocadas, esta tesis hace de la prédica y sobreactuada práctica de cierta autenticidad expresiva (relevante en el autor polaco), la principal razón para entender la excentricidad de un exilio signado por la falta de legitimación intelectual y por la consiguiente carencia de reconocimiento simbólico. A partir de la lectura de Diario (1953-1969), Ferdydurke (1937) y Transatlántico (1953), la tesis propone un recorrido de estos desencuentros (especialmente los relativos a la traducción de Ferdydurke al español - realizada junto al escritor cubano Virgilio Piñera-), una crítica de las apropiaciones que ciertos autores argentinos han hecho del autor polaco (centralmente la propuesta por Ricardo Piglia) y una hipótesis sobre la probable pertinencia de los planteos de Gombrowicz a la hora de analizar el exilio de escritores argentinos que-como Copi, Osvaldo Lamborghini y Néstor Perlongher- se han resistido a reducir esta experiencia a las usuales exigencias políticas o románticas
Título em português
Não disponível
Palavras-chave em português
Witold Gombrowicz (1904-1969)
Resumo em português
O objetivo desta pesquisa é propiciar a releitura do exílio do escritor polonês Witold Gombrowicz (1904-1969), ocorrido na Argentina, enfatizando-se as diferenças estéticas e ideológicas de sua literatura em relação às concepções críticas sustentadas por determinada parcela da intelectualidade do país anfitrião (paradigmaticamente representada por Jorge Luis Borges). Transcendendo as razões biográficas e anedóticas usualmente invocadas, esta tese faz da prédica e da prática de certa autenticidade expressiva (relevante no autor polonês), a razão principal para entender a excentricidade de um exílio caracterizado pela falta de legitimação intelectual e, também, pela conseqüente carência de reconhecimento simbólico. A partir da leitura de Diário (1953-1969), Ferdydurke (1937) e Transatlântico (1953), a tese propõe percorrer a trajetória destes desencontros (especialmente dos relativos à tradução de Ferdydurke para o espanhol - realizada com o auxílio do escritor cubano Virgilio Piñera), uma crítica das apropriações que certos autores argentinos fizeram do autor polonês (especialmente a proposta por Ricardo Piglia) e uma hipótese sobre a pertinência provável das reflexões de Gombrowicz por ocasião da análise do exílio de escritores argentinos que, como Copi, Osvaldo Lamborghini e Néstor Perlongher, resistiram a reduzir esta experiência às corriqueiras exigências políticas ou românticas
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2022-09-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.