• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.8.2019.tde-02122019-164043
Documento
Autor
Nome completo
Debora Duarte dos Santos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Gasparini, Pablo Fernando (Presidente)
Adoue, Silvia Beatriz
Bracamonte, Jorge Alejandro Del Valle
Kanzepolsky, Adriana
Título em português
Cartografias corporais em trânsito: violência, desejo e êxtase na escrita de Néstor Perlongher
Palavras-chave em português
Corpo
Néstor Perlongher
Poemas completos
Produção de sentido
Prosa plebeya
Resumo em português
A presente tese tem por objetivo analisar pelo viés do corpo e da corporalidade a miscelânea de textos produzidos por Néstor Osvaldo Perlongher (Avellaneda, 1949 São Paulo, 1992) entre os anos de 1980 e 1992, tais como: pesquisas, ensaios, artigos, entrevistas, contos, crônicas e poemas, com especial atenção à edição preparada por Christian Ferrer e Osvaldo Baigorria, Prosa plebeya: Ensayos; e Poemas completos, que conta com seleção e prólogo de Roberto Echavarren. Com efeito, é de nosso interesse verificar como o corpo aparece inscrito no corpus selecionado, propondo com isto que a escrita perlongheriana perfura as fronteiras que intentam delimitar suas qualidades semânticas por meio de enquadramentos e formas hegemônicas da crítica. Dito isto, revela-se não só a consubstancialidade desta escrita como também as diferentes estratégias de experimentação e performance que opera. As análises têm como ponto de partida o corpo como metáfora sensorial por excelência, como importante eixo discursivo e reservatório do social, sobretudo porque é explorado como via de transgressão atravessada pelo desejo e a partir da qual se instaura uma linguagem sui generis. Para tanto, revisitamos não só importantes discussões e variáveis apresentadas pela crítica especializada, como também nos dedicamos aos conceitos desenvolvidos por críticos como Michel Foucault (1984, 1988), Judith Butler (2003), Gilles Deleuze e Félix Guattari (1980, 1992, 2000, 2011, 2012), Jean-Luc Nancy (2014), entre outros. Por fim, após este percurso e com a perspectiva teórica e o corpus mencionados, apresentamos algumas considerações no que se refere à hipótese inicial de nossa tese, a de que, para além da leitura hegemônica de que sempre se valeu a crítica literária, a escrita perlongheriana passa a ser compreendida de forma contundente como testemunha e protagonista exemplar de seu tempo (ECHAVARREN, 2001, p. 109).
Título em inglês
Bodily cartographies in transit: violence, desire and ecstasy in Néstor Perlongher's writing
Palavras-chave em inglês
Body
Complete poems
Néstor Perlongher
Prosa plebeya
Sense production
Resumo em inglês
This thesis aims to analyze through the body and corporality a variety of texts written by Nestor Osvaldo Perlongher (Avellaneda, 1949 São Paulo, 1992) between 1980 and 1992, such as research, essays, articles, interviews, short stories, chronicles and poems, paying special attention given to an edition prepared by Christian Ferrer and Osvaldo Baigorria, Prosa plebeya: Ensayos; e Poemas completos, whose selection and prologue were organized by Roberto Echavarren. Thus, this thesis intends to verify how the body appears in the corpus selected, suggesting that the perlongheriana writing extends the boundaries which intends to delimit its semantic qualities through hegemonic framework and forms of criticism. In this sense, not only the consubstantiality of this form of writing is revealed but also the different strategies of experimentation and performance in which they are operated. The starting point for the analysis is the body as a sensorial metaphor par excellence, as an important discursive axis and social reservoir, mainly because it is explored as a means of transgression surpassed by the desire, from which a sui generis language is established. Therefore, not only did we revisit important discussions and variables presented by the critics, but also dedicated to concepts developed by critics such as Michel Foucault (1984, 1988), Judith Butler (2003), Gilles Deleuze e Félix Guattari (1980, 1992, 2000, 2011, 2012), Jean-Luc Nancy (2014), among others. Finally, after such reflections and with the theoretical perspective and the corpus mentioned, we presented some considerations which refer to the initial hypothesis of this thesis, that is, beyond hegemonic reading that have always been used by literary criticism, the perlongheriana writing begins to be understood in a crucial way as testimony and protagonist of its time (ECHAVARREN, 2001, p. 109).
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-12-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.