• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
https://doi.org/10.11606/T.8.2019.tde-22022021-172916
Documento
Autor
Nombre completo
Viviane Dinês de Oliveira Ribeiro Bartho
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2019
Director
Tribunal
Goldstein, Norma Seltzer (Presidente)
Correa, Manoel Luiz Goncalves
Daunay, Bertrand
Silva, Sandro Luis da
Título en portugués
Formação de leitores: movimentos dialógicos e relação de alteridade em réplicas de leitura
Palabras clave en portugués
Alteridade e subjetividade em leitura
Dialogismo em réplicas de leitura
Formação de leitores
Heterogeneidade discursiva
Práticas avaliativas de leitura
Resumen en portugués
Esta tese pesquisa a leitura realizada na escola, com foco na formação de leitores em aulas de língua materna. Ela se baseia na concepção de linguagem dialógica e heterogênea, ancorando-se nos pressupostos teóricos do Círculo de Bakhtin e da Análise do Discurso Francesa, particularmente, no segundo caso, nos conceitos propostos por Pêcheux. Também lançamos mão de estudos sobre a subjetivação do sujeito advindos da Psicologia da Educação e da Psicanálise lacaniana; além de estudos de outras áreas, como Sociologia e Pedagogia, importantes para a compreensão de nosso objeto de investigação de modo transdisciplinar, conforme preconiza a Linguística Aplicada, área de concentração desta tese. O corpus compõe-se de produções de alunos do Ensino Médio e da graduação em Matemática, do Instituto Federal de São Paulo, campus de Campos de Jordão. Esses textos foram elaborados a partir de atividades de leitura; configuram-se, pois, como réplicas de leitura. Dentre os diversos gêneros produzidos, elegemos a "resenha" e o "comentário de leitura" para análise. A metodologia analítica não teve caráter prescritivo nem intenção estatística; teve, sim, caráter descritivo e interpretativo. O objetivo norteador da análise foi responder ao seguinte: como o dialogismo se manifesta nos textos discentes? Essas produções passaram por descrição formal, pela qual buscamos fatos linguísticos que, no plano enunciativo, ganharam estatuto de indícios dialógicos. As réplicas escritas foram analisadas em seções, levando em conta as propostas de leitura trabalhadas em classe. Como resultados, observamos nelas vestígios enunciativos que vislumbraram: 1. os movimentos dialógicos concretizados, dada a relação de alteridade estabelecida; 2. a forma de constituição dialógica de cada conjunto de textos; e 3. aspectos da subjetivação dos sujeitos-leitores, entendidos como modos de individuação do sujeito. Observamos dados como: estratégias enunciativas; a quem (ou a quê) o escrevente replicou; filiações ideológico-discursivas, entre outros. Esses traços deram às réplicas ora um aspecto polifônico, ora um aspecto monofônico. Na maioria dos casos, encontramos o aspecto polifônico. Mesmo naqueles com aparência monofônica, a análise minuciosa desvendou o processo dialógico estabelecido na leitura realizada pelo escrevente. Assim, cabe questionar a lógica do erro/da falha, segundo a qual a escola, frequentemente, pratica e avalia a leitura. A nosso ver, esse processo pode ser modificado em favor de um trabalho de produção e análise de réplicas por um viés dialógico. Não defendemos, em absoluto, o abandono do ensino da norma culta padrão e da gramática normativa como parte do processo de desenvolvimento da competência leitora. Entendemos, contudo, que esse enfoque ganharia muito, se fosse associado a uma metodologia de formação de leitores que leve em conta: o papel do gênero discursivo; suas possibilidades de materialização criativa; sua estabilidade e sua instabilidade composicional e estilística; a prática de leitura que considere o dialogismo que a constitui. Acreditamos que essa estratégia de formação de sujeitos-leitores fortaleceria o contexto democrático e inclusivo que almejamos, como professores, desenvolver em sala de aula.
Título en inglés
Reader formation: dialogic movements and otherness relationship in reading replicas
Palabras clave en inglés
Dialogism in reading replicas
Discursive heterogeneity
Evaluative reading practices
Otherness and subjectivity in reading
Reader formation
Resumen en inglés
This thesis researches reading at school, focusing on the formation of readers in mother tongue classes. It is based on the conception of dialogic and heterogeneous language, anchored on the theoretical assumptions of the Bakhtin Circle and the French Discourse Analysis, particularly, in the second case, on the concepts proposed by Pêcheux. We also make use of studies on subjectivation of the subject from Educational Psychology and Lacanian Psychoanalysis; besides studies of other areas, such as Sociology and Pedagogy, important for the understanding of our research object in a transdisciplinary way, as applied by Applied Linguistics, the area of concentration of this thesis. The corpus consists of productions of high school students and undergraduate students in Mathematics, from the Federal Institute of São Paulo, Campos de Jordão campus. These texts were elaborated from reading activities; therefore, they are reading replicas. Among the various genres produced, we chose the "review" and the "reading comment" for analysis. Instead of a prescriptive character or a statistical intention, the analytical methodology had a descriptive and interpretative character. The guiding objective of the analysis was to answer the following research question: How does dialogism manifest itself in students' texts? These productions have gone through formal description, whereby we seek linguistic facts that, on the enunciative level, have gained the status of dialogic clues. The written replicas were analyzed in sections, taking into account the reading proposals worked in class. As results, we observe in them enunciative traces that glimpsed: 1. the dialogical movements realized, according to the relation of otherness established; 2. the form of dialogical constitution of each set of texts; and 3. aspects of subjectivation of subject-readers, understood as modes of individuation of the subject. We also observed data such as: enunciative strategies; to whom (or to what) the writer replied; ideological-discursive affiliations, among others. These traits gave the replicas sometimes a polyphonic aspect, sometimes a monophonic aspect. In most cases we find the polyphonic aspect. Even in those with a monophonic appearance, the detailed analysis unraveled the dialogical process established in the writer's reading. Thus, it is worth questioning the logic of error/failure, according to which the school often practices and evaluates reading. In our view, this process can be modified in favor of a work of production and analysis of replicas through a dialogical position. We are completely not against the teaching of standard cult norms and normative grammar as part of the process of developing reading competence. We understand, however, that this approach would gain much if it were associated with a reader-training methodology that takes into account: the role of discursive genre; its possibilities of creative materialization; its stability and its compositional and stylistic instability; the practice of reading that considers the dialogism that constitutes it. We believe that this strategy of forming subject-readers would strengthen the democratic and inclusive context that we aim, as teachers, to develop in the classroom.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2021-02-22
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2021. Todos los derechos reservados.