• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.8.2006.tde-29122022-115659
Documento
Autor
Nome completo
Adriano Aprigliano
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2006
Orientador
Banca examinadora
Ferreira, Mario (Presidente)
Fonseca, Carlos Alberto da
Prado, João Batista Toledo
Título em português
Anquetil-Duperron e a tradição literal: o locus da tradução latina das upanisad no debate tradicional sobre linguagem e tradução
Palavras-chave em português
Anquetil-Duperron
Retórica latina e cristã
Tradução ad uerbum e ad sensum
Tradutologia ocidental
Upanisad
Resumo em português
A tradução de Anquetil-Duperron de 50 Upanisad - Oupnek'hat, id est, secretum tegendum (1801-2) -, feita a partir de uma versão indo-persa do séc. XVII, é o motor de um estudo que se divide em três partes. Na primeira delas, procura-se construir, sobre as bases da teoria semiótica, um modelo que sustente uma abordagem imanente do texto traduzido e explicar, sob a mesma perspectiva, a flutuação que afeta a recepção dos valores textuais, numa dada tradição. Busca-se, ademais, fundar a concepção de gênero de discurso sobre essa mesma base teórica, prevendo-se a necessidade de revisar os metadiscursos tradicionais que trataram, no Ocidente, a constituição e a exegese discursiva. Na segunda parte, os pressupostos teóricos se concretizam na construção da hipótese específica, que pretende verificar como se articulam, nos planos do discurso, as propriedades semióticas e semiológicas do modelo tradicional utilizado por Duperron, a saber ad uerbum (literal ou palavra por palavra). Tal procedimento visa estabelecer critérios que selecionem os metadiscursos a serem posteriormente analisados. O percurso da análise tem início no estabelecimento de um plano epifenomênico (ou de enunciação) que é o reflexo de duas concepções de linguagem que têm dirigido a construção discursiva ocidental: a filosófica e a retórica. Analisa-se a construção dessa cisão especialmente por passagens do De oratore (I. a.C.), de Cícero. Sobre esse plano de semiose, constrói-se, em imagem espelhada, o plano da práxis tradutória, que secciona seus caminhos nas rubricas ad sensum e ad uerbum. Os textos analisados são, agora, os discursos considerados fundadores da tradutologia ocidental: o também ciceroniano De optimo ) genere oratorum (I. a.C.), e a Epistula de optimo genere interpretandi (IV d.C.), de S. Jerônimo. Insere-se, por fim, na discussão uma terceira concepção de signo que se separa do plano humano do discurso, constituindo-se em dimensão fechada e icônica, regida pelas concepções cristãs de divindade. Aqui são analisadas, na esteira dos fundamentos que Jerônimo estabelecera, passagens das Confissões e do De doctrina christiana (IV/V d.C.) de S. Agostinho, que reconfiguram a organização da semiose tradicional a partir da órbita central que contem o saber sagrado ou revelado, i.e., o corpus bíblico. Na terceira parte, diante do quadro estabelecido pelos metadiscursos tradicionais, analisam-se passagens da obra de Duperron, especialmente da Dissertatio (Dissertação) e das Annotationes (notas), na tentativa de reconstituir as propriedades que lhe dão estatuto de gênero de discurso e de refuncionalizar a relação do modelo tradutor ad uerbum com as propriedades redescobertas. O trabalho conta, ainda, três anexos, o primeiro deles apresenta a colação entre os textos sânscrito, persa e latino de dois trechos da Chãndogyopanisad, tratados na terceira parte; os seguintes apresentam o texto latino e a tradução do prefácio do Oupnek'hat
Título em inglês
Anquetil-Duperron and the literal tradition: the locus of the latin translation of the Upanisads in the traditional debate on language and translation
Palavras-chave em inglês
Ad Verbum and Ad Sensum Translation
Anquetil-Duperron
Classical and christian rhetoric
Upanisad
Western translation theory
Resumo em inglês
Anquetil-Duperron's translation of 50 Upani?ads - Oupnek'hat, id est, secretum tegendum (1801-2), made from a XVIIth century Indo-Persian version, is the prime mover of a study divided in three parts. In the first one, we try to build, on the basis of semiotic theory, a sustainable model to an immanent approach of the translated text and also to explain, under the same perspective, the ebb and flow affecting the reception of textual values in a given tradition. Furthermore, we seek to establish an idea of speech genre over that same theoretical basis, foreseeing the necessity of revisioning the traditional metadiscourses that treated discourse making and exegesis in the West. In the second part, the theoretical assumptions are made concrete through a specific hypothesis, which intends to verify how the semiotic and semiological properties of the traditional model which was used by Duperron, the ad uerbum model (i.e., literal, word for word translation), articulate in the two planes of discourse. Such a proceeding intends to establish criteria through which the metadiscourses to be analyzed are selected. The course of the analysis begins at the establishment of an epiphenomenic plane (or related to the Enunciation) which is the reflex of two ideas of language that have been directing discourse making in the West: the philosophic and the rhetorical. We analyze the constructing of this sejunction especially in some passages of Cicero's De Oratore (I B.C.). Over this plane of semiosis, the practical plane of translation making is built, as in a mirror, in its divided ways and labels of ad sensum and ad uerbum. The analyzed texts are now the would-be founding discourses of Western translation theory: the ciceronian De optimo genere oratorum (I B.C) and Saint Jerome's Epistula de optimo genere interpretandi (IV A.D.). Lastly, a third idea of the linguistic sign gets into the discussion, that one which is separated from human discourse, secluded in its closed and iconic dimension, governed by the Christian ideas of divinity. Here are analyzed, following on the grounds established by Jerome, passages from Saint Agustin's Confessions and De doctrina Christiana (IV/V A.D.) that reorder the principles organizing the traditional semiosis starting from the central orbit that contains the sacred or revealed knowlegde, i.e., the biblical texts. In the third part of the work, in sight of the picture formed by the analysis of these traditional metadiscourses, we analyze some passages of Duperron's work, especially from the Dissertatio (Dissertation) and the Annotationes (notes), trying to rebuild the properties that legitimate the work in terms of a speech genre and reactivate the relation of the ad uerbum model with the rediscovered properties. The work also presents three appendices, the first is a collation of the Sanskrit, Persian and Latin texts of two passages of the Chãndogyopanisad treated in the 3rd part. The other two are the Latin original and the Portuguese translation of Duperron's preface to his work (Monitum ad lectorem)
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2022-12-29
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2023. Todos os direitos reservados.