• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Raíssa Silva Santana
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Grolla, Elaine Bicudo (Presidente)
Lopes, Ruth Elisabeth Vasconcellos
Muller, Ana Lucia de Paula
Oliveira, Roberta Pires de
Título em português
O singular nu sujeito e a genericidade no português brasileiro infantil
Palavras-chave em português
Aquisição da linguagem
Semântica
Sintaxe
Resumo em português
Nesta dissertação de mestrado, discuto a aceitabilidade de três construções com relação ao singularngular nu sujeito: sentenças genéricas, sentenças com predicados-de-espécie, e sentenças com predicados-de-estágio. Visto que há uma falta de clareza com relação ao conhecimento de crianças e adultos, conduzi três estudos a fim de investigar a aceitabilidade dessas construções. Em um primeiro momento, realizei um estudo de caráter longitudinal para verificar se esse tipo de construção está em algum momento presente na fala de uma criança ou de seus interlocutores. Os resultados sugerem que antes dos 4 anos de idade as crianças ainda não produzem construções com predicados-de-espécie ou com predicados-de-estágio da mesma maneira que os adultos, e que antes dos 5 anos as crianças produzem poucos singulares nus seja em posição de sujeito. Em um estudo experimental, realizei um experimento com 10 adultos e 9 crianças falantes de PB a fim de investigar a aceitabilidade de construções da língua e se a presença de um contexto é uma condição de licenciamento para predicados-de-estágio. Nos resultados dos adultos, vimos apenas que essa construção não é tão aceita quanto as genéricas ou com predicados-de-espécie, e que essa diferença é significante. Com relação às crianças, foi observado que elas aceitam construções genéricas e com predicados-de-espécie. Por fim, o objetivo do último estudo, conduzido com adultos (N=24) falantes de PB e crianças adquirindo a língua (N = 44), era verificar se o contraste evocado no contexto favorece a aceitabilidade de construções em que o singular nu sujeito satura predicados-de-estágio (SCHMITT & MUNN, 1999, PIRES DE OLIVEIRA 2012). A análise inferencial conduzida de modo a tratar os dados sugere que há uma diferença estatisticamente significativa entre os resultados para construções com predicados-de-estágio, mas testes estatísticos indicaram que a relevância nesse caso está relacionada à idade dos participantes dos grupos. Adultos e crianças não julgam essas construções da mesma maneira. Além disso, os resultados indicam a ausência de significância para os adultos dos dois grupos, ou seja, o contraste não foi significativo no julgamento dessas construções para os participantes adultos.
Título em inglês
The subject bare singular and the genericity in Child Brazilian Portuguese
Palavras-chave em inglês
Language acquisition
Semantics
Syntax
Resumo em inglês
In this dissertation, I investigate the acceptability of three constructions that might be saturated by a subject bare singular: generic sentences, sentences with kind-predicates, and sentences with stage-level predicates. Considering that there is a lack of clarity when it comes to the knowledge of these structures by children and adult speakers of Brazilian Portuguese, three studies were lead in order to investigate it. Firstly, a longitudinal study was conducted to verify if constructions with subject bare singulars were to be found in a childs speech or in her input. The results suggest that before 4 years old children do not produce constructions with kind-predicates or with stage-level predicates, at least not as adults do. Moreover, before the age of 5 years children produce few bare singulars in subject position. In an experimental study, a research with 10 adult participants and 9 children acquiring Brazilian Portuguese was lead in order to investigate the acceptability of constructions of the language, also verifying if the presence of a context would license constructions with stage-level predicates. The adults' results suggest that this construction is not accepted as the generic or kind-predicate ones. This difference is statistically significant. When it comes to children, it was observed that they accept generic constructions and sentences with kind-predicates and stage-level predicates as well. The last study, applied to 24 adult native speakers and 44 children acquiring Brazilian Portuguese was to verify if a contrastive reading evoked by the context would improve the acceptability of constructions with stage-level predicates (SCHMITT & MUNN, 1999, PIRES DE OLIVEIRA, 2012). The inferential analysis of the data suggests that there is a significant difference among the judgments for stage-level predicates. However, it seems that it is not the case that this difference is related to the contrastive reading. Age is the significant factor. Therefore, adult speakers and children do not judge the constructions in a similar fashion. Besides that, the results indicate the absence of significance of contrast for the adult groups, i.e., contrastive readings evoked by the context do not improve the acceptability of sentences with stage-level predicates for these participants.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-09-24
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.