• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.8.2019.tde-17122019-183640
Documento
Autor
Nome completo
Bruno dos Santos Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Guarinello, Norberto Luiz (Presidente)
Fleming, Maria Isabel D'Agostino
Soares, Fábio Augusto Morales
Teixeira, Ivana Lopes
Título em português
Entre o Atlântico e o Mediterrâneo: os processos de integração na Turdetânia ao final do primeiro milênio A.C.
Palavras-chave em português
Antiguidade
Cerâmicas
Romanização
Teoria das redes
Turdetânia
Resumo em português
Esta tese tem como objetivo analisar os processos de integração do sudoeste da península Ibérica, na segunda metade do primeiro milênio a.C., pelo viés da teoria das redes. Nela trabalhou-se, primeiramente, o debate historiográfico em torno da questão da concepção do objeto de estudo, isto é, verificou-se como este espaço, tradicionalmente conhecido como Turdetânia, foi estudado por historiadores e arqueólogos, em sua maioria espanhóis. Em seguida, discutiu-se como o Sudoeste aparecia na documentação escrita da Antiguidade. O estudo da caracterização do espaço pelas fontes antigas mostrou que as várias visões sobre ele foram se transformando ao longo do tempo, demonstrando que era possível perceber uma articulação bastante intensa entre determinadas áreas, em especial entre litoral e interior. O reconhecimento dessa integração levou à análise dos componentes materiais que poderiam auxiliar na análise desse processo de aproximação entre povos que viviam em zonas distintas desse espaço. Posteriormente, foram analisadas as produções e as importações cerâmicas, seus quadros gerais e os estados atuais de pesquisa, além de suas implicações para o entendimento das transformações pelas quais passaram as populações que os utilizavam. Por fim, analisou-se parte desse material, as cerâmicas importadas, pelo viés da teoria das redes. Por meio do desenvolvimento de uma metodologia que buscava identificar os índices de similitude da cultura material das comunidades que ocupavam esse espaço entre os séculos VIII a.C. e I a.C., pode-se observar a formação de uma série de redes sociais. Elas foram analisadas a partir do aparato teórico-metodológico da Análise das Redes Sociais (Social Network Analysis SNA) a fim de examinar as transformações das redes, suas permanências, a atuação de determinadas comunidades nesses processos, além de buscar entender como determinadas práticas sociais aproximavam ou afastavam os povos que compartilhavam esses objetos materiais. Com isso, discutiu-se a validade de conceitos como Helenização, Romanização, Mediterranização, mostrando que, no caso do sudoeste da península Ibérica, trata-se de um espaço já amplamente integrado desde a transição do período do Bronze para o do Ferro, e que vários povos participaram desses processos de integração, que se deram mediante construção e reconstrução de redes locais que se modificavam à medida que redes mais amplas alteravam determinados aspectos locais. Um espaço majoritariamente atlântico foi se transformando e se integrando internamente, sempre sob a égide das influências mediterrânicas.
Título em inglês
Between the Atlantic and the Mediterranean: the processes of integration in Turdetania at the end of the 1st millennium b.C.
Palavras-chave em inglês
Antiquity
Network theory
Pottery
Romanization
Turdetania
Resumo em inglês
The impetus for this research is to analyze the processes of integration of the southwest of the Iberian peninsula, in the second half of the first millennium BC, using Network Theory. Firstly, it was presented the historiographical debate surrounding the object of study, that is, it was verified how this space, traditionally known as Turdetania, was studied by historians and archeologists, mostly Spaniards. Then it was discussed how Southwest appeared in the written sources of Antiquity. The study of the characterization of this space by ancient writers showed that the various views on this space were transformed over time, demonstrating that it is possible to perceive a very intense articulation between certain areas, specially between coast and interior. The recognition of integration led to the analysis of the material components that could help understand this process of approximation between peoples living in distinct areas of this space. Subsequently, the ceramic productions and imports, their general frameworks and current research states, as well as their implications for the understanding of the transformations that the populations that used them were all analyzed. Finally, part of this material, the imported ceramics, was investigated within the Network Theory model. Through the development of a methodology that sought to identify the indices of material culture similarities of the communities that occupied this space between VIII and I centuries BC, one can observe the formation of a series of social networks. They were studied based on the theoretical and conceptual apparatus of Social Network Analysis (SNA), aiming to examin the transformations of the networks, their permanence, the performance of certain communities in these processes, as well as seeking to understand how certain social practices approximated the peoples who shared these material objects. Thus, the validity of concepts such as Hellenization, Romanization and Mediterraneanization was discussed, showing that in the case of the southwest of Iberian peninsula, it is a space already widely integrated since the transition from the Bronze to the Iron period, and that several people participated in the construction of these integration processes, which were achieved through the construction and reconstruction of local networks that were modified as larger networks changed certain local aspects. A largely Atlantic space has been transformed, integrating itself internally, always under the aegis of Mediterranean influences.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-12-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.