• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2010.tde-14102010-105011
Documento
Autor
Nome completo
Aline Cristina de Freitas Vian
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Tacconi, Ana Paula Tavares Magalhães (Presidente)
França, Susani Silveira Lemos
Silva, Maria Lêda Oliveira Alves da
Título em português
Aspectos do poder e da religiosidade no reinado de Afonso III em Portugal (1245-1279): o fortalecimento da autoridade real e a ampliação da atuação franciscana no reino
Palavras-chave em português
Afonso III
Centralização do poder real
Direito canônico
Franciscanos
Portugal
Resumo em português
Esta pesquisa teve como objetivo estudar o processo de fortalecimento da autoridade real em Portugal no século XIII, principalmente durante o reinado de D. Afonso III (1245- 1279), e discutir como a introdução de uma nova forma de religiosidade, representada pela Ordem Franciscana, influenciou nessa questão. Partiu-se do entendimento das relações sociais, políticas e religiosas da sociedade e de suas modificações ao longo dos reinados de Afonso II (1211-1223) e Sancho II (1223-1245), que geraram as pré-condições que possibilitaram a atuação de Afonso III. Em Portugal, na primeira metade do século XIII, houve uma grande mudança na forma de aplicação da justiça, com a substituição do uso do direito consuetudinário pelo direito canônico. Novas formas de religiosidade, como a pregada pelos frades menores, adentraram ao reino, atraindo fiéis, inclusive de outras observâncias religiosas e tornando-se uma importante força política. Além disso, as relações entre a realeza e a aristocracia tradicional (formada por nobres das antigas linhagens e por membros com altos cargos eclesiásticos) foram abaladas por divergências envolvendo bens, privilégios e jurisdições. Afonso III foi um rei com grande poder de articulação política, que soube utilizar a conjuntura a seu favor. Remodelou a estrutura administrativa e consolidou importantes acordos políticos com Castela e com membros dos grupos sociais ascendentes (como a nobreza de origem recente e os franciscanos e dominicanos) que, como ele, buscavam expandir seu poder e suas áreas de influência na sociedade. Uma das principais consequências dessas ações foi o fortalecimento da autoridade real juntamente com uma forte ampliação da atuação franciscana no reino.
Título em inglês
Aspects of power and religiosity during the reign of Afonso III of Portugal (1245-1279): the strengthening of royal authority and the expansion of Franciscan activity in the kingdom
Palavras-chave em inglês
Afonso III
Canon law
Franciscans
Portugal
Royal power centralization
Resumo em inglês
The objective of this research was to study the process of strengthening of royal authority in Portugal in the thirteenth century, especially during the reign of D. Afonso III (1245-1279), and discuss how the introduction of a new form of religion, represented by the Franciscan Order, influenced in this matter. The social, political and religious conditions that made possible the actions adopted by Afonso III emerged during the reigns of Afonso II (1211-1223) and Sancho II (1223-1245). In Portugal, in the first half of the thirteenth century, there was a great change in the way the justice was applied, with the replacement of the consuetudinary law by the canon law. New forms of religiosity, as the one preached by the Franciscan friars, crossed into the kingdom, attracting believers, even from other religious observances. With that, the Franciscans became an important political force. Moreover, the relationship between the royalty and the traditional aristocracy were shaken by disagreements involving property, privileges and jurisdictions. Afonso III was a king with great capacity to articulate policy and managed the situation in his favor. He remodeled the administrative structure and established important political agreements with Castela and with members of specific social groups who, like himself, wanted to expand their political power and their areas of influence in society. One of the main consequences of these actions was the strengthening of royal authority in conjunction with a strong expansion of Franciscan activity in the kingdom.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2010-10-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.